omenCDMúsica composta por Jerry Goldsmith
Selo:  Varèse Sarabande
Catálogo:  302 066 822 2
Lançamento: 09/10/2001
Cotação: *****

Este é o meu score predileto de Goldsmith, e por muito tempo apenas o possuí em fita cassete, gravada de um LP todo arranhado. Quando finalmente, no início dos anos 1990, coloquei as mãos no CD original da Varèse Sarabande e comecei a ouvi-lo, já nas primeiras notas de “Ave Satani”  senti uma forte emoção. E certamente com esta nova edição expandida da própria Varèse, que celebrou o 25º aniversário do filme com 15 minutos de músicas adicionais e som remasterizado, esta magia se repetiu para outros colecionadores.

A Profecia (1976) veio na esteira do sucesso de O Bebê de Rosemary (1969) e O Exorcista (1973), filmes que possuíam o demônio como tema. Porém, além do terror e da religiosidade inerentes, The Omen também retratava a dramática e gradual destruição de uma família, o que inspirou Goldsmith a criar o que talvez seja o score definitivo para filmes de horror. No longa que originou mais duas continuações cinematográficas, Damien (Harvey Stephens) é o adorável garotinho filho de um embaixador americano, que vive na Inglaterra. O que Robert Thorn (Gregory Peck) e sua esposa Kathy (Lee Remick) não sabem é que, no dia do parto, seu filho verdadeiro foi assassinado e trocado por Damien. Em breve, a verdade sobre o menino – ele é o Anti-Cristo – será revelada a Thorn, em cenas de forte suspense muito bem dirigidas por Richard Donner e engrandecidas pela música de Goldsmith.

O álbum com a partitura premiada com o único Oscar do veterano compositor, inicia com a versão de “Ave Satani” ouvida ao final do filme, onde algumas notas do tema de amor do score (dedicado a Thorn e sua esposa), interpretadas ao piano, são contrapostas por um coro sombrio em uma perfeita representação da luta entre o Bem e o Mal. A composição logo evolui para full orchestra, enquanto o coro segue seu canto profano em latim. Segue-se a primeira faixa inédita, “On This Night”, onde Goldsmith introduz um tema de seis notas que representa a angústia de Thorn quando ele resolve adotar Damien. Ouvimos em seguida o tema de amor, onde harpa e flauta acompanham o piano. O love theme continua em “The New Ambassador”, já o triste tema de Thorn é expandido em uma peça de sete notas para cordas graves, sopro e sino em “I Was There”, outra inédita.

A sinistra e curta “Where Is He?”, com violinos e flauta em glissando, é outra faixa que fez aqui sua primeira aparição em disco. “Broken Vows”, uma das mais sentidas omissões do álbum original, é por esta razão o ponto alto do material inédito. É ouvida na cena em que Damien está sendo levado de carro para uma igreja: iniciando com violinos em pizzicato e sinos, logo segue-se um ritmo percussivo, e em um crescendo, a faixa passa para uma explosão do coral quando o menino entra em pânico e ataca a sua mãe, Kathy. “Safari Park” foi expandida com a inclusão da música para o ataque dos babuínos, que essencialmente repete “Broken Vows” em um ritmo um pouco mais rápido.

Presentes na edição anterior, as faixas “A Doctor, Please”, “The Killer Storm”, “The Fall”, e “Don’t Let Him” agora estão seqüenciadas como no filme. A inédita “Beheaded” contém a música para a famosa cena de decapitação do fotógrafo Jennings (David Warner). No álbum original, “The Bed” fora combinada com “A Doctor, Please” para formar a faixa “The Homecoming”, com flauta, glissando de harpa e piano proporcionando um dos momentos mais emocionais do score. “666” é a última faixa inédita, onde cordas, sopro e xilofone acompanham a cena onde Thorn descobre, sob os cabelos de Damien, o número da Besta.

Como no filme, a memorável “The Demise of Mrs. Blaylock” vem logo em seguida, e a nova mixagem valorizou sobremaneira o ritmo da orquestra, o agudo dos violinos e os sussurros do coral. “The Altar”, a última faixa do score, é completada com uma versão mais curta de “Ave Satani”, que no filme foi utilizada nos créditos iniciais. “The Piper Dreams”, gravada especialmente para a primeira versão do álbum e que agora encerra o CD, é o tema de amor com letras e vocais da hoje viúva de Goldsmith, Carol.

O conhecedor da partitura notará que, mesmo nesta versão expandida, algumas cues ainda ficaram de fora: a música eletrônica que assinala as primeiras aparições do rotweiller de Damien (apesar de que não tenho certeza de que ela seja, de fato, de Goldsmith), o coral que sussurra “Sanguis bibimus, corpus edimus” enquanto o cão procura o embaixador Thorn na casa escura, e o tema com órgão ouvido ao final da versão cinematográfica de “The Altar” (a versão do CD foi gravada para o álbum original) . Mesmo assim, as faixas resgatadas preencheram importantes lacunas do score, e a remasterização deu nova dimensão às interpretações da National Philharmonic Orchestra and Chorus. Também vale destacar o encarte contendo notas descritivas de cada faixa, escritas por Robert Townson.

Faixas:

1.        Ave Satani (02:31)
2.        On This Night (02:33)
3.        The New Ambassador (02:35)
4.        Where Is He? (00:54)
5.        I Was There (02:25)
6.        Broken Vows (02:09)
7.        Safari Park (03:22)
8.        A Doctor, Please (01:42)
9.        The Killer Storm (02:53)
10.      The Fall (03:43)
11.      Don’t Let Him (02:46)
12.      The Day He Died (02:13)
13.      The Dogs Attack (05:52)
14.      A Sad Message (01:42)
15.      Beheaded (01:45)
16.      The Bed (01:06)
17.      666 (00:44)
18.      The Demise Of Mrs. Baylock (02:53)
19.      The Altar (02:02)
20.      The Piper Dreams (02:39)

Duração: 48:29

Jorge Saldanha

Enhanced by Zemanta
Anúncios