BD NEWS: Quadrilogia INDIANA JONES, finalmente em Blu-ray em 2012


O contestado Indiana Jones e O Reino da Caveira de Cristal já fora lançado em Blu-ray, mas obviamente estávamos aguardando para ver com a melhor qualidade som e imagem possível a clássica trilogia dos anos 1980 – Indiana Jones e Os Caçadores da Arca Perdida, Indiana Jones e O Templo da Perdição e Indiana Jones e A Última Cruzada. Pois bem, a Paramount e a Lucasfilm confirmaram que, no outono norte-americano (a data certa ainda não foi definida, mas deverá ser lá pelo final de setembro / início de outubro) acontecerá o lançamento mundial de um box de Blu-rays com todas as … Continuar lendo BD NEWS: Quadrilogia INDIANA JONES, finalmente em Blu-ray em 2012

Resenha: TÃO FORTE E TÃO PERTO (Filme em Destaque)


TÃO FORTE E TÃO PERTO (Extremely Loud & Incredibly Close, EUA, 2011)
Gênero: Drama
Duração: 129 min.
Elenco: Tom Hanks, Sandra Bullock, John Goodman, Max von Sydow, James Gandolfini, Jeffrey Wright, Thomas Horn, Adrian Martinez, Zoe Caldwell, Gina Varvaro
Roteiro: Eric Roth
Trilha Sonora: Nico Muhly
Direção: Stephen Daldry
Cotação: ****

O último dentre os indicados a melhor filme na edição do Oscar de 2012 a estrear no Brasil, TÃO FORTE E TÃO PERTO (2011) foi destaque no dia do anúncio dos indicados. Foi o único filme a ser aplaudido e recebido com gritinhos de euforia por parte de um grupo de simpatizantes. Achei muito curiosa essa reação. Mas o filme tem recebido uma saraivada de críticas negativas, como aconteceu com O LEITOR (2008), o trabalho anterior de Stephen Daldry, também indicado a melhor filme, três anos atrás. Aliás, dos quatro longas-metragens do diretor, três receberam indicação à categoria principal e BILLY ELLIOT (2000), sua estreia, faturou uma indicação a melhor direção. Um feito tão admirável quanto incompreensível.

Não apreciando os trabalhos de Daldry, estava esperando de TÃO FORTE E TÃO PERTO um filme chato e cheio de falhas. E ele pode ser mesmo chato em alguns momentos e ter suas falhas, mas dá para contar nos dedos os que não as têm. Um dos problemas está principalmente na busca do garoto pelo tal segredo que o pai guardou. Esse argumento é o principal ponto fraco, mas ele é importante para que o filme atinja o seu objetivo final.

Continuar lendo “Resenha: TÃO FORTE E TÃO PERTO (Filme em Destaque)”

Os Vencedores do OSCAR 2012


Abaixo, a relação completa dos vencedores do Oscar 2012, que receberam seus prêmios na cerimônia de ontem à noite:

Melhor Filme

  • O Artista

Melhor Ator

  • Jean Dujardin – O Artista

Melhor Atriz

  • Meryl Streep – A Dama de Ferro

Melhor Ator Coadjuvante

  • Christopher Plummer – Toda Forma de Amor

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Octavia Spencer – Histórias Cruzadas

Melhor Diretor

Resenha: TINKER TAILOR SOLDIER SPY – Alberto Iglesias (Trilha Sonora)


Música composta por Alberto Iglesias
Selo: Silva Screen Records
Catálogo: SILCD1369
Lançamento: 19/09/2011
Cotação: ***

O trabalho do espanhol Alberto Iglesias em O Espião Que Sabia Demais (Tinker Tailor Soldier Spy) foi criticado porém mostra seu estilo muito distinto, de uma forma geral, e especialmente aqui ele incorpora tons mais sombrios e muitas vezes irônicos, devido à complexidade da trama. Cada movimento de sobrancelhas conta, cada gesto é um capítulo da Divina Comédia em termos de drama e inquietação. Faixas como “Witchcraft”, “Alleline and “Bland On The Roof” e até mesmo a semi-romântica “Tarr and Irina” são bons exemplos da tradução para a música das ideias do diretor sueco Tomas Alfredson sobre como pareceria o livro (que inspirou seu filme) na vida real.

Não há lugar para a luz em Tinker Tailor Soldier Spy, as mortes são cruéis e violentas, o senso de paranoia grita para chamar o espectador para os aspectos e problemas intrínsecos  das vidas dos personagens. A atmosfera é esmagadoramente densa, o clima está sempre enevoado ou nebuloso, sem paisagens ensolaradas, há apenas cinza e a fina linha entre o certo e o errado que os personagens parecem cruzar descuidadamente, em uma intensa reação interna para com o mundo da espionagem, a fim de obterem informações.

Continuar lendo “Resenha: TINKER TAILOR SOLDIER SPY – Alberto Iglesias (Trilha Sonora)”

CD NEWS: Lançamentos de 28 de Fevereiro a 03 de Abril


28 de Fevereiro The Best Exotic Marigold Hotel – Thomas Newman – Sony (import) Jennifer Eight – Christopher Young, Maurice Jarre – La-La Land The Mechanic – Jerry Fielding – La-La Land Sherlock: Series Two – David Arnold, Michael Price – Silva  Speed – Mark Mancina – La-La Land 6 de Março The Flowers of War – Qigang Chen – Sony John Carter – Michael Giacchino – Disney The Lorax – John Powell – Varese Sarabande 13 de Março Silent Hill: Downpour – Daniel Licht – Milan The Woman in Black – Marco Beltrami – Silva 20 de Março Bel Ami – … Continuar lendo CD NEWS: Lançamentos de 28 de Fevereiro a 03 de Abril

Os Vencedores do IFMCA – The International Film Music Critics Association Awards 2012


Hoje, a International Film Music Critics Association anunciou os vencedores da oitava edição de sua premiação. O veterano John Williams, que recentemente completou 80 anos, foi o grande vencedor com 5 prêmios:

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL DO ANO

• WAR HORSE – John Williams

COMPOSITOR DO ANO

• JOHN WILLIAMS

COMPOSITOR REVELAÇÃO DO ANO

• LUDOVIC BOURCE

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL – DRAMA

• WAR HORSE – John Williams

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL – COMÉDIA

• THE RUM DIARY – Christopher Young

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL – AÇÃO/AVENTURA/SUSPENSE

• DRIVE – Cliff Martinez

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL – FANTASIA/FICÇÃO CIENTÍFICA/HORROR

• SUPER 8 – Michael Giacchino

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL – ANIMAÇÃO

• THE ADVENTURES OF TINTIN: THE SECRET OF THE UNICORN – John Williams

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL – DOCUMENTÁRIO

• THE WIND GODS – Pinar Toprak

MELHOR COMPOSIÇÃO

• “The Homecoming” – WAR HORSE (John Williams)

Continuar lendo “Os Vencedores do IFMCA – The International Film Music Critics Association Awards 2012”

Scorecast: Previsões para o OSCAR 2012 – Figurino, Canção e Trilha Sonora


A ScoreGirl Viviana Ferreira, cada vez mais bela e chique, retorna com o Scorecast para nos dar sua opinião sobre os favoritos nas categorias de Melhor Figurino, Canção e Trilha Sonora Original do Oscar 2012, cuja cerimônia acontecerá no próximo domingo, 26 de fevereiro:   Continuar lendo Scorecast: Previsões para o OSCAR 2012 – Figurino, Canção e Trilha Sonora

Resenha: THE WOMAN IN BLACK – Marco Beltrami (Trilha Sonora)


Música composta por Marco Beltrami
Selo: Silva Screen Records
Catálogo: SILCD1378
Lançamento: 13/03/2012
Cotação: ***½

Marco Beltrami compôs sua primeira trilha sonora de relevo em 1996, para o filme do diretor Wes Craven Pânico, e desde então tem sido muito requisitado para trabalhos nos gêneros suspense e terror. O score de Beltrami para a adaptação de 2012 do livro de horror de Susan Hill A Mulher de Preto, que estreia nos cinemas do Brasil nesta sexta-feira, é cheia de tons ameaçadores e outras referências ao gênero.

A trama acompanha Arthur Kipps (Daniel Radcliffe), jovem advogado com problemas financeiros e pessoais que, em uma mansão desolada, tem visões sombrias e sinistras da chamada “Mulher de Preto”. O trabalho de Beltrami aqui deve ser elogiado por possuir uma estética tradicional e cheia de sutilezas, e além disso (consciente ou inconscientemente), fez toda a partitura soar mais como uma obra da Era Eduardiana do que de um filme de época do século 21, que obviamente são duas coisas totalmente diferentes.

Continuar lendo “Resenha: THE WOMAN IN BLACK – Marco Beltrami (Trilha Sonora)”

Resenha: THE MUSIC OF JOHN WILLIAMS – THE DEFINITIVE COLLECTION – John Williams (Trilhas Sonoras)


Música composta por John Williams
Selo: Silva Screen Records
Catálogo: SILED1382
Lançamento: 21/02/2012
Cotação: *****

John Williams é de longe o compositor de cinema mais barroco desde sempre, seus scores são cheios de cordas majestosas, harmonias ornamentadas, melodias empolgantes, e é por essas razões que ele, ao longo de sua carreira, foi procurado para musicar filmes de grande orçamento. Ademais, seu trabalho exige alguma imaginação e requer uma espécie de argumento grandioso, do contrário poderíamos ter um filme de suspense sobre os demônios de um assassino em série acompanhado por uma trilha sonora à la Star Wars.

Sem surpresa, caso o Sr. Williams tivesse nascido em uma época onde monarcas, imperadores e rainhas escolhessem músicos para a sua diversão, seu estilo exuberante certamente o levaria a coordenar aqueles grandes bailes ou a reger música para a monarquia em grandes teatros, o que nos leva a esta coleção “definitiva”: ela enaltece seus temas celestiais, como os de Star Wars: Revenge Of The Sith e “Olympic Fanfare and Theme”.

“Indiana Jones and The Last Crusade End Credits” por exemplo, é uma faixa enriquecida pelo motivo de reis e rainhas, que traz o calor da grandeza e da importância destacado pela modulação. Estranhamente, a melhor composição do álbum é “Double Trouble” de Harry Potter e O Prisioneiro de Azkaban, que junta um magnetismo magnífico a uma ligeira apreensão infantil.

Continuar lendo “Resenha: THE MUSIC OF JOHN WILLIAMS – THE DEFINITIVE COLLECTION – John Williams (Trilhas Sonoras)”

Resenha: A INVENÇÃO DE HUGO CABRET (Filme em Destaque)


A INVENÇÃO DE HUGO CABRET (Hugo, EUA, 2011)
Gênero: Aventura
Duração: 126 min.
Elenco: Asa Butterfield, Chlöe Grace Moretz, Jude Law, Emily Mortimer, Christopher Lee, Sacha Baron Cohen, Ben Kingsley, Ray Winstone, Helen McCrory, Richard Griffiths
Roteiro: John Logan
Trilha SonoraHoward Shore
Direção: Martin Scorcese
Cotação: ****

Martin Scorsese, por ter passado a sua infância num bairro pobre de descendentes italianos em Nova York, sabe bem o que é a figura de uma criança crescida na rua, muito embora ele, por causa da asma, tenha sido criado superprotegido pelos pais, mais na solidão, por não fazer nada físico e não brincar com as outras crianças. Em compensação, havia um ritual de ir sempre ao cinema com o pai, não importando que filme passava. Em A INVENÇÃO DE HUGO CABRET (2011), encontramos algumas similaridades entre o cineasta e o protagonista, o garotinho órfão Hugo, que mora sozinho na torre de relógio de uma estação de trem na Paris da década de 1930. Para sobreviver, ele rouba comida e é constantemente perseguido pelo guarda (Sasha Baron Cohen). Não era o caso de Scorsese quando criança, mas interessante esse detalhe ser mostrado num filme que também é destinado ao público infantil. Mas estamos falando de Scorsese, o mestre dos filmes de gângster, e não poderia ser diferente.

Até porque essa situação do menino remete a O GAROTO, de Charles Chaplin, um entre os vários filmes homenageados em A INVENÇÃO DE HUGO CABRET. Além do mais, na filmografia de Scorsese há toda uma simpatia por tipos marginais. A imagem marginal de Hugo é suavizada pela figura do garoto de imensos e expressivos olhos azuis vivido por Asa Butterfield. Ele vive em solidão, mas é acostumado a ver o seu mundo como uma tela de cinema, através da torre de relógios da estação, como o filme faz questão de explicitar logo no início. Seu maior sonho é conseguir consertar um autômato, uma espécie de protótipo de robô, que escreveria algo, mas para isso seria necessário algumas peças, que ele procura roubar da banquinha de um velho senhor vivido por Ben Kingsley.

Continuar lendo “Resenha: A INVENÇÃO DE HUGO CABRET (Filme em Destaque)”

Resenha: FRINGE – A TERCEIRA TEMPORADA COMPLETA (Blu-ray US)


Produção: 2010/2011
Duração: 1012 min.
Direção: Vários
Elenco: Anna Torv, Joshua Jackson, John Noble, Blair Brown, Lance Reddick, Kirk Acevedo, Christopher Lloyd, Joan Chen, Alan Ruck, Shawn Ashmore, Amy Madigan, Leonard Nimoy
Vídeo: Widescreen Anamórfico 1.78:1 (1080p/AVC MPEG-4)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 5.1), Português (Dolby Digital 2.0)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Francês, Holandês, Finlandês, Sueco, Norueguês
Região: A, B, C
Distribuidora: Warner
Discos: 4 (50GB)
Lançamento: 06/09/2011
Cotações: Som: ****½ Imagem: ****½ Série: **** Extras & Menus: ***½ Geral: **** 

SINOPSE
O arco dos dois universos se aprofunda nos 22 episódios da aclamada terceira temporada de FRINGE. Fenômenos ainda mais bizarros e apavorantes ocorrem, e as consequências do segredo de 1985 ameaçam destruir nosso universo.

COMENTÁRIOS
Para começar, vamos estabelecer o seguinte fato: FRINGE é a melhor série de ficção científica atualmente em produção. Ponto. Não importa que o gênero esteja abertamente em crise na televisão, já que os poucos títulos contemporâneos flertam mais com o sobrenatural e a fantasia, e as duas novas séries de Steven Spielberg (FALLING SKIES e TERRA NOVA) e a quarta temporada de TORCHWOOD decepcionaram. Nada disso muda o fato de que a série criada por J.J. Abrams, Alex Kurtzman e Roberto Orci em 2008, que parecia mais um programa sci fi na linha de ARQUIVO X, tenha evoluído para se tornar algo melhor. A certo ponto os produtores e roteiristas tomaram a estrutura básica do programa – casal de agentes do FBI que semanalmente investigam casos paranormais – e a utilizaram para criar uma trama mais complexa e intrigante que, diferentemente de outras séries atuais do gênero, não evita conceitos científicos hardcore que envolvem física, filosofia e até religião. E isto, além de ser um ponto forte da série, infelizmente também é o seu ponto fraco.

Continuar lendo “Resenha: FRINGE – A TERCEIRA TEMPORADA COMPLETA (Blu-ray US)”

CD NEWS: Lançamentos de 21 de Fevereiro a 03 de Abril


21 de Fevereiro Footnote – Amit Poznansky – Milan Safe House – Ramin Djawadi – Varese Sarabande 28 de Fevereiro The Best Exotic Marigold Hotel – Thomas Newman – Sony Sherlock: Series Two – David Arnold, Michael Price – Silva 6 de Março The Flowers of War – Qigang Chen – Sony John Carter – Michael Giacchino – Disney The Lorax – John Powell – Varese Sarabande 13 de Março Silent Hill: Downpour – Daniel Licht – Milan The Woman in Black – Marco Beltrami – Silva 20 de Março Bel Ami – Lakshman Joseph De Saram, Rachel Portman – Varese Sarabande Brake – Brian … Continuar lendo CD NEWS: Lançamentos de 21 de Fevereiro a 03 de Abril

Resenha: UNDERWORLD: AWAKENING (SCORE) – Paul Haslinger (Trilha Sonora)


Música composta por Paul Haslinger
Selo: Lakeshore Records
Catálogo: LKS 342512
Lançamento: 14/02/2012
Cotação: ****

O austríaco baseado em Los Angeles Paul Haslinger tem sido um compositor de trilhas sonoras bem versátil. Ele tende a empregar muitas dinâmicas diferentes em seus scores, e acima de tudo mistura elementos clássicos com eletrônicos.

Particularmente na trilha sonora de Anjos da Noite 4: O Despertar ( Underworld: Awakening), ele apossou-se da trama e começou a criar temas para cada parte importante e crucial do filme. O álbum inicia com “The Purge”, assim como a história, e segue com ela. Explorando a trama ainda mais, vemos que ela incorpora alguns elementos similares à franquia Resident Evil, tais como experimentos com uma jovem e bela mulher, uma poderosa corporação e a consciência de uma ameaça, já que agora os humanos sabem da existência de Vampiros e Lycans.

Dito isso, é interessante notar como as dinâmicas mudam tanto em uma mesma faixa: ela pode começar de um modo agitado e extenuante, mas terminar misteriosamente fraca ou incrivelmente débil, com em “I’ve Never Seen A Child Like This”. Como desespero, incerteza, luta pela sobrevivência e ação são as palavras que comandam o argumento, Paul Haslinger as acompanha correta e precisamente como a cultura alemã, genericamente falando, tende a fazer.

Continuar lendo “Resenha: UNDERWORLD: AWAKENING (SCORE) – Paul Haslinger (Trilha Sonora)”

Os Indicados ao IFMCA – The International Film Music Critics Association Awards 2012


A International Film Music Critics Association divulgou os indicados à oitava edição de sua premiação, cujos vencedores serão conhecidos dia 23 de fevereiro nas seguintes categorias:

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL DO ANO

• THE ADVENTURES OF TINTIN: THE SECRET OF THE UNICORN – John Williams

• THE ARTIST – Ludovic Bource

• THE GREATEST MIRACLE – Mark McKenzie

• HUGO – Howard Shore

• WAR HORSE – John Williams

COMPOSITOR DO ANO

• LUDOVIC BOURCE

• ALEXANDRE DESPLAT

• MICHAEL GIACCHINO

• ALBERTO IGLESIAS

• JOHN WILLIAMS

COMPOSITOR REVELAÇÃO DO ANO

• LUDOVIC BOURCE

• BRIAN BYRNE

• THE CHEMICAL BROTHERS

• MICHAEL RICHARD PLOWMAN

• LUCAS VIDAL

Continuar lendo “Os Indicados ao IFMCA – The International Film Music Critics Association Awards 2012”

Lançamentos de Trilhas Sonoras – 14/02/2012


As seguintes trilhas sonoras já estão à venda nas principais lojas online internacionais: A Vous De Jouer Milord – Francois de Roubaix (Music Box MBR 008) Black Gold – James Horner (Varese Sarabande 302 067 134 2) Borderline – Gil Melle (Intrada Special Collection Volume 194) – 60:31 The Grey – Marc Streitenfeld (Lakeshore 342522) The Innkeepers – Jeff Grace (MMS12001) Man On A Ledge – Henry Jackman (Summit 530177) Pigalle La Nuit – Eric Demarsan (Music Box MBR 009) There Be Dragons: Secretos De Pasión – Robert Folk (Varese Sarabande 302 067 135 2) Troll In Central Park – Robert Folk (Intrada Special Collection Volume 195) – 64:27 Underworld: Awakening (Score) – Paul Haslinger (Lakeshore … Continuar lendo Lançamentos de Trilhas Sonoras – 14/02/2012

Resenha: O DESPERTAR (Filme em Destaque)


O DESPERTAR (The Awakening, Inglaterra, 2012)
Gênero: Terror
Duração: 107 min.
Elenco: Rebecca HallDominic WestImelda Staunton
RoteiroStephen Volk, Nick Murphy
Trilha SonoraDaniel Pemberton
Direção: Nick Murphy
Cotação: **½

O gênero horror ainda é um dos mais atraentes que existe. Claro que isso não vale para quem não é um aficionado. Mesmo assim, nos últimos tempos, tem-se notado um cansaço e uma falta de ideias que faz com que muitos filmes repitam cada vez mais os temas, com algumas pequenas mudanças. Mas isso é natural, levando em consideração que o horror tem quase a idade do cinema. Filmes de casas assombradas, então, precisam ser bem inspirados e bem conduzidos para funcionarem.

O que mais chama a atenção e que faz a gente valorizar O DESPERTAR (2011), assim que o filme inicia, é a sua fotografia. Uma das mais belas já vistas num filme de terror desde, talvez, ILHA DO MEDO, de Martin Scorsese, uma produção classe A. E talvez não possamos dizer o mesmo de O DESPERTAR, que é produzido pela BBC Films, mas se não é uma superprodução pelo menos é uma produção de uma rede de televisão e rádio nada pobre. E o detalhe da fotografia, eu achei importante destacar porque o cinema inglês tem uma tradição de fotografias pouco nítidas, mas ao que parece esse problema tem se resolvido nos últimos anos. E no caso de O DESPERTAR não só a fotografia, mas a direção de arte também, é particularmente caprichada.

Continuar lendo “Resenha: O DESPERTAR (Filme em Destaque)”

Resenha: THE GREY – Marc Streitenfeld (Trilha Sonora)


Música composta por Marc Streitenfield
Selo: Lakeshore Records
Catálogo: LKS 342522
Lançamento: 14/02/2012
Cotação: ****

O compositor indicado ao BAFTA Marc Streitenfeld trabalhou por algum tempo como assistente musical de Hans Zimmer, mas tornou-se reconhecido principalmente por sua claboração com o diretor inglês Ridley Scott, sendo um dos seus trabalhos mais conhecidos a trilha sonora de Robin Hood (2010, Universal Pictures).

Os temas de Streitenfeld em The Grey são predominantemente sombrios e misteriosos, como em “Suicide” e “Writing The Letter”, combinando com o tom do filme que mostra um grupo de sujeitos durões, dentre os quais o veterano Liam Neeson, enfrentando situações extremas sob pesadas condições meteorológicas, após seu avião cair nas vastidões geladas do Alaska. Além disso, eles precisam fugir dos lobos ferozes que os perseguem. Vida e Morte, ou Vida x Morte, dão o mote barroco de The Grey.

Logo no início do filme Liam Neeson está prestes a cometer suicídio, mas ouve um lobo uivando e muda de ideia; estranhamente isso mais tarde irá fazê-lo lutar por sua vida, como se a reflexão sobre os lobos o lembrasse do quão preciosa é a vida, e do quão fortes podemos ser para nos manter vivos.

Continuar lendo “Resenha: THE GREY – Marc Streitenfeld (Trilha Sonora)”

CD NEWS: Lançamentos de 14 de Fevereiro a 20 de Março


14 de Fevereiro Black Gold – James Horner – Varese Sarabande Planet of the Apes – Danny Elfman – La-La Land Dawn of the Dragonslayer – Panu Aaltio – MovieScore Media The Flowers of War – Qigang Chen – Sony The Grey – Marc Streitenfeld – Lakeshore There Be Dragons – Robert Folk – Varese Sarabande W.E. – Abel Korzniowski – Polydor A Walk in the Clouds – Maurice Jarre – La-La Land 21 de Fevereiro Footnote – Amit Poznansky – Milan Safe House – Ramin Djawadi – Varese Sarabande 28 de Fevereiro The Best Exotic Marigold Hotel – Thomas Newman – Sony Sherlock: Series … Continuar lendo CD NEWS: Lançamentos de 14 de Fevereiro a 20 de Março