Resenha: DEMÔNIO (Filme em Destaque)


DEMÔNIO (Devil, EUA, 2010)
Gênero: Terror
Duração: 80 min.
Elenco: Chris Messina, Geoffrey Arend, Bojana Novakovic, Logan Marshall-Green, Caroline Dhavernas, Jacob Vargas, Bokeem Woodbine
Compositor: Fernando Velázquez
Roteiristas: Brian Nelson, M. Night Shyamalan
Direção: John Erick Dowdle
Cotação: **

M. Night Shyamalan se tornou o diretor mais controverso dos últimos anos. Mais odiado do que amado pelo grande público, ele segue em frente em seus projetos. Desta vez, ele marca o início de sua produtora de filmes de terror. DEMÔNIO (2010) conta com argumento dele, mas roteiro e direção de outra pessoa, no caso John Erick Dowdle, que tem no currículo QUARENTENA (2008), remake americano e pouco respeitado de [REC]. Fui ao cinema sem nenhuma expectativa em relação a esse DEMÔNIO, mas com esperanças que fosse pelo menos competente. E, até certo ponto, até que o filme se sustenta. Pena que não faz o que um bom filme de horror deveria: assustar, produzir medo, ou pelo menos criar uma atmosfera de “aconchegante horror”, digamos assim. Continuar lendo “Resenha: DEMÔNIO (Filme em Destaque)”

Anúncios

Resenha: AVATAR – EDIÇÃO ESTENDIDA DE COLECIONADOR (Blu-ray)


Produção: 2009
Duração: 507 min.
Direção: James Cameron
Elenco: Sam Worthington, Zoe Saldana, Sigourney Weaver, Stephen Lang, Joel David Moore, Giovanni Ribisi, Michelle Rodriguez, Laz Alonso, Wes Studi
Vídeo: Widescreen Anamórfico 1.78:1 (1080p/AVC MPEG-4)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 5.1), Português, Espanhol (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol
Região: A, B, C
Distribuidora: Fox
Discos: 3
Lançamento: 16/11/2010
Cotações: Som: ***** Imagem: ***** Filme: **** Extras & Menus: ****½ Geral: ****½

SINOPSE
No ano de 2154 o ex-fuzileiro paraplégico Jake Sully (Sam Worthington) viaja para a selvagem lua de Pandora, onde uma equipe terrestre estuda o ecossistema local e, principalmente, busca por um valiosíssimo minério que só existe por lá. Usando um Avatar – o corpo geneticamente criado de um nativo Na’vi para o qual sua mente é transferida – Jake integra-se a uma aldeia daquele povo de gigantes azuis para aprender seus costumes e, mais do que isso: fornecer as informações que a equipe precisa para, com apoio militar, retirar os Na’vis do local, que abriga uma rica jazida mineral. Mas Jake apaixona-se pela guerreira Neytiri (Zoe Saldana), aprende a admirar o modo de vida totalmente integrado à natureza do seu povo e acaba liderando a resistência aos terrestres exploradores.

COMENTÁRIOS
Eis que finalmente chegou a anunciada “Edição Estendida de Colecionador” de AVATAR, que sucedendo ao DVD / Blu-ray lançado em abril, trazendo apenas a versão do filme exibida nos cinemas, com 161 minutos e sem nenhum material bônus, certamente satisfará aos milhões de fãs da produção de James Cameron, que fizeram dela a mais rentável da história do cinema. Quanto ao filme em si, nada tenho a acrescentar ao que já escrevi na resenha do BD original. Contudo, torna-se obrigatório fazer menção às duas versões adicionais deste novo lançamento, que podem ser acessadas no disco 1 juntamente com a original. A “Edição Especial” é a mesma que foi exibida recentemente nos cinemas, que agrega à versão original oito minutos de cenas; e a “Edição Estendida”, que a eles soma outros oito, totalizando 177 minutos. Continuar lendo “Resenha: AVATAR – EDIÇÃO ESTENDIDA DE COLECIONADOR (Blu-ray)”

Lançamentos de Trilhas Sonoras – 22/11/2011


127 Hours – A.R. Rahman (Interscope 1507602) Black Sea Raid – Terry Plumeri (Intrada Signature Edition ISE1043) – 43:33 First Blood – Jerry Goldsmith (Intrada MAF 7111, 2 CDs) – 87:19 King’s Speech – Alexandre Desplat (Decca 1506402) In A Better World – Johan Soderqvist (MMS10022) North Dallas Forty – John Scott (FSMCD Vol.13 No.17) Yellowbeard – John Morris (Quartet QRSCE016) Continuar lendo Lançamentos de Trilhas Sonoras – 22/11/2011

Resenha: HARRY POTTER AND THE DEATHLY HALLOWS PART 1 – Alexandre Desplat (Trilha Sonora)


Música composta por Alexandre Desplat
Selo: WaterTower Music
Catálogo
: 39212
Lançamento: 16/11/2010
Cotação: ****

Os fãs de John Williams tiveram uma efêmera alegria quando, há algum tempo, surgiu o boato de que o veterano compositor retornaria à cinessérie Harry Potter para compor a trilha sonora do último capítulo da saga de J. K. Rowling – HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE (Harry Potter and the Deathly Hallows). A alegria deles acabou quando foi anunciada a contratação de Alexandre Desplat, que sucede o próprio Williams, Patrick Doyle e Nicholas Hooper na franquia. O compositor francês já firmou presença em Hollywood, porém até bem recentemente se limitava a compor inspiradas partituras para dramas e romances.

Isso começou a mudar recentemente, quando ele assumiu as trilhas de A BÚSSOLA DE OURO e LUA NOVA, este o segundo filme da saga açucarada de vampiros CREPÚSCULO. Naquele trabalho Desplat simplesmente ignorou o trabalho que lhe antecedeu, e a curiosidade em saber qual seria sua abordagem em relação a AS RELÍQUIAS DA MORTE era grande. Felizmente, apesar de estabelecer suas próprias ideias musicais, Desplat demonstrou ter plena ciência da herança musical herdada, e seu score pode ser considerado uma evolução lógica do que os seus antecessores produziram. Continuar lendo “Resenha: HARRY POTTER AND THE DEATHLY HALLOWS PART 1 – Alexandre Desplat (Trilha Sonora)”

Resenha: ALIEN ANTHOLOGY (Blu-ray UK)


Produção: 1979, 1986, 1992, 1997
Duração: 552 min.
Direção: Ridley Scott, James Cameron, David Fincher, Jean-Pierre Jeunet
Elenco: Sigourney Weaver, Tom Skerrit, John Hurt, Ian Holm, Verônica Cartwright, Yaphet Kotto, Harry Dean Stanton, Michael Biehn, Lance Henriksen, Paul Reiser, Bill Paxton, Carrie Henn, Charles Dance, Charles S. Dutton, Lance Henriksen, Paul McGann, Winona Ryder, Ron Perlman, Brad Dourif
Vídeo: Widescreen Anamórfico 2.35:1 / 1.85:1 (1080p/AVC MPEG-4)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 5.1, Dolby Digital 4.0), Francês (DTS 5.1), Português, Espanhol (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Alemão, Francês, Holandês, Finlandês, Norueguês, Sueco
Região: A, B, C
Distribuidora: Fox
Discos: 6
Lançamento: 27/10/2010
Cotações: Som: ****½ Imagem: **** Filme: ****½ Extras & Menus: ***** Geral: ****½

SINOPSE
A quadrilogia ALIEN finalmente chega em seis discos Blu-ray, em uma edição que inclui as versões de cinema e estendidas de cada filme, remasterizados com som e imagem em alta definição, e mais de 60 horas de extras. O material suplementar inclui conteúdo inédito e a experiência interativa do modo MU-TH-UR, o que torna esta a tão aguardada coleção definitiva de ALIEN.

COMENTÁRIOS
A franquia cinematográfica ALIEN marcou época em vários gêneros – ficção científica, terror, suspense e ação -, com cada um dos quatro filmes até agora lançados buscando trazer ao público a visão pessoal de seu diretor. Dentre eles, temos dois que são clássicos absolutos e outros dois que, em virtude de problemas variados, não atingiram tal patamar, mas que, a seu modo, não deixam de ser experiências interessantes e por vezes fascinantes. Aproveitamos este lançamento da antologia em alta definição (que para alívio de muitos não inclui os dois crossovers com PREDADOR) para fazermos uma breve retrospectiva de cada produção. Mas atenção: apesar de saber que dificilmente alguém que esteja lendo esta resenha ainda não tenha assistido a estes filmes, fica o alerta de que o texto a seguir contém “Spoilers”: Continuar lendo “Resenha: ALIEN ANTHOLOGY (Blu-ray UK)”

Lançamentos de Trilhas Sonoras – 18/11/2010


As seguintes trilhas sonoras chegaram nas principais lojas online internacionais: 5000 Fingers Of Dr. T. – Frederick Hollander  (FSMCD Vol.13 No.16, 3 CDs) Dead Of Winter – Richard Einhorn (Kritzerland KR 20017-3) Harry Potter And The Deathly Hallows – Part 1 – Alexandre Desplat (Water Tower 39212) – 73:56 Kung Fu / Man In The Wilderness – Jim Helms / Johnny Harris  (FSMCD Vol.13 No.15) – 65:44 Rain Man – Hans Zimmer (Perseverance PRD 037) Red Sonja – Ennio Morricone (Perseverance PRD 035) Skyline – Matthew Margeson (Varèse Sarabande 302 067 057 2) – 52:32 Tangled – Alan Menken (Disney 650802) Documentary Collection – Alan Williams (SMCD 027, 2 CDs) Continuar lendo Lançamentos de Trilhas Sonoras – 18/11/2010

Howard Shore confirmado em O Hobbit


O compositor Howard Shore continuará a colaboração com o diretor Peter Jackson, consagrada com as trilhas sonoras da trilogia O Senhor dos Anéis, nas duas partes de O Hobbit (The Hobbit), que estreiam respectivamente em dezembro de 2012 e dezembro de 2013. O anúncio foi feito pelo próprio Shore à imprensa canadense, quando destacou que o novo trabalho irá mantê-lo ocupado pelos próximos trê anos. Com isso Shore demonstra não ter ficado ressentido com Jackson ao ter sido substituído por James Newton Howard em King Kong (2005). Em O Hobbit, veremos o mago Gandalf (Ian McKellen) e 13 anões contratarem Bilbo Bolseiro … Continuar lendo Howard Shore confirmado em O Hobbit

Resenha: MINHAS MÃES E MEU PAI (Filme em Destaque)


MINHAS MÃES E MEU PAI (The Kids Are All Right, EUA, 2010)
Gênero: Comédia, Drama
Duração: 100 min.
Elenco: Mia Wasikowska, Mark Ruffalo, Julianne Moore, Josh Hutcherson, Annette Bening, Yaya DaCosta, Kunal Sharma, Rebecca Lawrence, Amy Grabow, Eddie Hassell, Joaquín Garrido, Joseph Stephens Jr.
Compositores: Nathan Larson, Craig Wedren
Roteiristas: Lisa Cholodenko, Stuart Blumberg
Diretor: Lisa Cholodenko
Cotação: *****

O cinema independente americano já ganhou fama de mostrar com frequência famílias disfuncionais ou pessoas diferentes do padrão considerado normal. Mas é desse cinema que saem algumas das melhores crônicas sociais e foi desse estilo de produção menor que surgiu este belo e interessante MINHAS MÃES E MEU PAI (2010), que retrata um novo modelo familiar. Já sabemos que o modelo “pai, mãe e filho(s)” está cada vez mais fora da realidade. O número de famílias sem pai ou sem mãe é cada vez maior. As pessoas não se aturam mais como antigamente. E cresce também, ainda que em menor grau, o número de famílias criadas por homossexuais, tanto por homens quanto por mulheres. A mulher tem a vantagem de ainda poder utilizar o próprio corpo e ter apenas um doador de esperma para que possa surgir uma gestação. E o que vemos no filme é um exemplo de família que se utilizou desses fins com sucesso. Continuar lendo “Resenha: MINHAS MÃES E MEU PAI (Filme em Destaque)”

Resenha: PREDADORES (Blu-ray US)


Produção: 2010
Duração: 107 min.
Direção: Nimród Antal
Elenco: Adrien Brody, Topher Grace, Alice Braga, Walton Goggins, Oleg Taktarov, Laurence Fishburne, Danny Trejo, Louis Ozawa Changchien, Mahershalalhashbaz Ali, Carey Jones, Brian Steele, Derek Mears
Vídeo: Widescreen Anamórfico 2.35:1 (1080p/MPEG-4 AVC)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 5.1), Português, Espanhol, Francês (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Mandarin, Cantonês
Região: A Distribuidora: Fox
Discos: 2
Lançamento: 19/10/2010
Cotações: Som: ***** Imagem: ***** Filme: ***½ Extras & Menus: *** Geral: ****

SINOPSE
Robert Rodriguez apresenta PREDADORES, um novo e ousado capítulo no universo do Predador. Adrien Brody estrela no papel de Royce, um mercenário que relutantemente lidera um grupo de guerreiros de elite num planeta alienígena selvagem. Quando estes frios “predadores” humanos se veem em uma guerra em que vale tudo para enfrentar uma nova geração de Predadores alienígenas, é hora do confronto final entre o caçador e a caça.

COMENTÁRIOS
O PREDADOR (1987), apesar de ser cultuado tanto na ficção científica como no gênero ação, não teve sorte com suas sequências – PREDADOR 2 (1990), sem Arnold Schwarzenegger e colocando o célebre alienígena em um ambiente urbano, não repetiu o sucesso do original, e os dois crossovers ALIEN VS. PREDADOR resultaram em filmes na melhor das hipóteses medíocres. Este PREDADORES (PREDATORS, 2010) dirigido por Nimród Antal baseado em um projeto de Robert Rodriguez (também um dos produtores e supervisor de efeitos visuais do novo filme) abortado nos anos 1990, foi feito para mudar este quadro.

Desde o primeiro fotograma, Nimród e Rodriguez demonstram conhecer a fundo o longa de John McTiernam, através de elementos que buscam ser extremamente fiéis ao seu conceito: estrutura narrativa, ambientação (selva, apesar de agora ser em outro planeta), escolha dos humanos que servirão de caça, personificação e comportamento dos Predadores e até mesmo o emprego, pelo compositor John Debney, dos clássicos temas criados por seu colega Alan Silvestri. Também em nome dessa fidelidade, foi evitado o emprego de CGI na criação dos Predadores, ficando seu uso restrito aos seus “cães” de caça. Mas essa fidelidade demasiada ao original também é um dos problemas do filme, já que ela praticamente telegrafa o desfecho de várias situações da trama. Continuar lendo “Resenha: PREDADORES (Blu-ray US)”

CD NEWS: FSM, Intrada, Counterpoint, Zarathustra, Varèse Sarabande


Film Score Monthly – 17/11/2010: THE 5,000 FINGERS OF DR. T, (Frederick Hollander, 2 CDs), KUNG FU / MAN IN THE WILDERNESS (Jim Helms / Johnny Harris) Intrada – Novembro: PATTON (Jerry Goldsmith, 2 CDs), GATOR (Charles Bernstein) Counterpoint Records – SUNSET BLVD (Franz Waxman, novembro) Zarathustra Music – THE TEMPEST (Elliot Goldenthal, 14/12/2010) Varèse Sarabande – THE TOURIST (James Newton Howard, 21/12/2010) Continuar lendo CD NEWS: FSM, Intrada, Counterpoint, Zarathustra, Varèse Sarabande

Dino de Laurentiis (1919-2010)


O lendário produtor de cinema italiano, Dino de Laurentiis, morreu hoje em Los Angeles, aos 91 anos de idade. Em seu país natal, Dino, a partir do final da década de 1940, produziu longas que incluem vários clássicos do neorrealismo italiano dirigidos por Federico Fellini. Nos anos 1960 passou a dedicar-se a produções internacionais de maior apelo comercial, como Barbarella (1968). Na década de 1970 ele mudou sua base de operações para os EUA, onde na Carolina do Norte fundou seu próprio estúdio, o DeLaurentiis Entertainment Group – DEG. Dessa fase pertencem filmes como Serpico, Desejo de Matar, Os Três Dias do Condor, King Kong (a versão … Continuar lendo Dino de Laurentiis (1919-2010)

Resenha: UM PARTO DE VIAGEM (Filme em Destaque)


UM PARTO DE VIAGEM (Due Date, EUA, 2010)
Gênero: Comédia
Duração: 100 min.
Elenco: Zack Galifianakis, Robert Downey Jr., Michelle Monaghan, Jamie Foxx, Juliette Lewis, Charlie Sheen, Danny McBride
Compositor: Christophe Beck
Roteiristas: Alan R. Cohen, Alan Freedland, Adam Sztykiel, Todd Phillips
Diretor: Todd Phillips
Cotação: ***½

CAINDO NA ESTRADA (2000) continua sendo a melhor comédia de Todd Phillips, pelo menos no quesito fazer rir. Porém, foi depois de SE BEBER NÃO CASE (2009) que o diretor ganhou status de autor. Agora, então, com Robert Downey Jr. encabeçando o elenco é que ele conquista ainda mais o seu espaço. Mas embora Downey Jr. tenha um carisma inegável, quem rouba a cena em UM PARTO DE VIAGEM (2010) é Zack Galifianakis, o sujeito gordo e barbudo que foi revelado para o grande público em SE BEBER NÃO CASE.

UM PARTO DE VIAGEM é mais um a engrossar a lista dos “bromances”, espécies de comédias românticas masculinas que estão na moda atualmente e que têm como principais representantes filmes como EU TE AMO, CARA e os dirigidos e produzidos por Judd Apatow, cujo maior sucesso ainda é LIGEIRAMENTE GRÁVIDOS. No caso de UM PARTO DE VIAGEM, a relação que se inicia entre os personagens de Downey Jr. e Galifianakis é de ódio por parte de um e de interesse em estabelecer um elo de amizade por parte do outro. O próprio espectador, vendo-se na pele do sujeito que quer voltar para casa, para os braços de sua bela esposa que está prestes a ter um bebê (Michelle Monaghan é um belo de um motivo para se querer voltar pra casa o quanto antes, não?), sente um pouco de raiva daquele louco que vai metendo o personagem de Downey Jr. em enrascadas cada vez maiores. Continuar lendo “Resenha: UM PARTO DE VIAGEM (Filme em Destaque)”

Resenha: A REDE SOCIAL – Trent Reznor, Atticus Ross (Trilha Sonora)


Música composta por Trent Reznor, Atticus Ross
Selo
: Null Corporation
Catálogo
: NULL01
Lançamento: 15/10/2010
Cotação***½

Trent Reznor, mais conhecido como o homem por trás de Nine Inch Nails e Atticus Ross, este o compositor inglês que trabalhou com Reznor em quatro álbuns do NIN, uniram forças a pedido de David Fincher e compuseram um a trilha sonora para A Rede Social. O filme, que mostra a origem do site de relacionamentos Facebook (mas que mais que isso: centra-se na história de ganância de Mark Zuckerberg em cima do melhor amigo, Eduardo Saverin), precisava de uma trilha ágil, inteligente e inovadora, e Reznor e Ross conseguiram atingir na mosca os objetivos de Fincher.

A primeira faixa “Hand Covers Bruise” é inesquecível: começa com um piano suave e doce, e com arcos de violinos tocando um instrumento desconhecido, misturado ao som eletrônico que cria uma atmosfera de prequel, onde estamos prestes a ver um turbilhão de emoções no filme que assistiremos. “In Motion” é excelente: toda eletrônica, a melodia consegue ir à fundo no tema e no período do filme – os dias realmente atuais, em uma história real e comum que marca toda uma geração, a geração do agora. “A Familiar Taste” também vai à fundo nos sons eletrônicos e, se não soubéssemos quem são os compositores da trilha e tivéssemos que chutar um compositor de scores atual, poderia muito bem dizer que esta trilha é de Marco Beltrami e Buck Sanders, tamanha a semelhança com o estilo da dupla. Continuar lendo “Resenha: A REDE SOCIAL – Trent Reznor, Atticus Ross (Trilha Sonora)”

Resenha: MADRUGADA DOS MORTOS (Blu-ray GER)


Produção: 2004
Duração: 109 min.
Direção: Zack Snyder
Elenco: Sarah Polley, Ving Rhames, Jake Weber, Mehki Phifer, Ty Burrell, Michael Kelly, Kevin Zegers, Michael Barry
Vídeo: Widescreen Anamórfico 2.35:1 (1080p/VC-1)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 5.1), Português, Alemão, Italiano, Russo, Espanhol (DTS 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Alemão, Italiano, Holandês, Polonês
Região: A, B, C
Distribuidora: Universal
Discos: 1
Lançamento: 07/10/2010
Cotações: Som: ****½ Imagem: **** Filme: **** Extras & Menus: * Geral: ***½

SINOPSE
A enfermeira Ana (Sarah Poley), após uma noite tranquila com o marido, desperta no dia seguinte e descobre que uma horda de mortos-vivos, que se alimentam de seres humanos, está tomando conta da cidade. Na sua fuga desesperada ela se une a um pequeno grupo de sobreviventes que inclui o policial Kenneth (Ving Rhames), o vendedor de equipamentos eletrônicos Michael (Jake Webber), Andre (Mehki Phifer) e sua mulher grávida. Eles se refugiam em um shopping center, e ficam cercados pelo exército crescente de zumbis. O único contato dos sobreviventes com o mundo exterior são os noticiários da TV e Andy, o dono de uma loja de armas próxima que, também sitiado, se comunica com eles através de cartazes e se diverte praticando tiro ao alvo nos zumbis.

COMENTÁRIOS
O filmes de zumbis, aqueles mortos-vivos claudicantes comedores de carne humana, tradicionalmente compunham um sub-gênero menor dos filmes de terror. Até recentemente havia poucas produções deste tipo dignas de nota, dentre elas se destacando a trilogia do diretor e roteirista cult George A. Romero: A NOITE DOS MORTOS-VIVOS (NIGHT OF THE LIVING DEAD, 1968), DESPERTAR DOS MORTOS (DAWN OF THE DEAD, 1978) e DIA DOS MORTOS (DAY OF THE DEAD, 1985). O maior mérito dos filmes de Romero foi retirar o zumbi de seu habitat tradicional, as selvas da América Central, e transportá-lo para o meio urbano (ou suburbano), abrindo espaço para uma rica série de alegorias e críticas à sociedade capitalista norte-americana – e, por extensão, de todo o mundo ocidental. Continuar lendo “Resenha: MADRUGADA DOS MORTOS (Blu-ray GER)”