Resenha: PROMETHEUS (Blu-ray 2D+3D UK)


Produção: 2012
Duração: 126 min.
Direção: Ridley Scott
Elenco: Charlize Theron, Michael Fassbender, Noomi Rapace, Patrick Wilson, Idris Elba, Guy Pearce, Rafe Spall, Logan Marshall-Green, Kate Dickie, Sean Harris, Emun Elliott, Vladimir “Furdo” Furdik
Vídeo: 2.35:1 (1080p/AVC MPEG-4, 1080p/AVC MPEG-4 MVC)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 7.1), Português, Espanhol, Francês (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Francês
Região: A, B, C
Distribuidora: Fox
Discos: 3 (BD 50GB)
Lançamento: 04/10/2012
Cotações: Som: ****½ Imagem 2D: ***** Imagem 3D: ***** Filme: ***½ Extras & Menus: ***** Geral: ****½

SINOPSE
Uma equipe de exploradores descobre uma pista sobre a origem da humanidade na Terra, que os leva, a bordo da espaçonave Prometheus, a uma jornada aos confins mais sombrios do Universo. Lá, eles enfrentarão uma terrível batalha para salvar o futuro da raça humana.

COMENTÁRIOS
Poucos filmes, na história recente de Hollywood, geraram tanta expectativa como PROMETHEUS (2012), dirigido por Ridley Scott. E não é para menos: o longa marcou o retorno do visionário cineasta ao universo por ele criado no seminal ALIEN – O OITAVO PASSAGEIRO (1979), cuja franquia derivada estava desgastada graças aos medíocres filmes mais recentes, entre os quais os contestados crossovers ALIEN VS. PREDADOR. O hype ficou ainda maior graças à excelente campanha de marketing da Fox, que a certa altura invadiu a internet com uma série de trailers, comerciais, vídeos e sites “virais” de ótima qualidade. Os primeiros trailers não deixavam dúvidas: com montagem e música semelhantes aos de ALIEN, o espectador seria levado de volta aos mesmos pesadelos materializados na tela há mais de 30 anos.

Continuar lendo Resenha: PROMETHEUS (Blu-ray 2D+3D UK)

Resenha: 007 – OPERAÇÃO SKYFALL (Filme em Destaque)


007 – OPERAÇÃO SKYFALL (Skyfall, Inglaterra, EUA, 2012)
Gênero: Ação
Duração: 145 min.
Elenco:  Daniel Craig, Javier Bardem, Judi Dench, Naomie Harris, Bérénice Marlohe, Ralph Fiennes, Albert Finney, Ben Whishaw, Rory Kinnear, Helen McCrory
Trilha Sonora Original: Thomas Newman
Roteiro:  Neal Purvis, Robert Wade, John Logan
DireçãoSam Mendes
Cotação****

James Bond está fazendo 50 anos e teve uma sorte danada de ter um ótimo filme para homenagear este número tão bonito. Há vários fatores que fizeram de 007 – OPERAÇÃO SKYFALL (2012) um grande filme. E nem me refiro à direção de Sam Mendes, já que o cineasta, com o tempo, foi perdendo o toque autoral. E geralmente é isso mesmo que os produtores querem: bons diretores que não interfiram com seu toque pessoal na mitologia da cinessérie. Por isso que nenhum grande cineasta, um grande autor, para ser mais exato, dirigiu um filme de James Bond até hoje. Apenas ótimos artesãos, sejam especialistas em filmes de ação, sejam gente com sensibilidade dramática, como é o caso de Mendes, que tem cinco dramas acima da média no currículo.

Assim, há todo um cuidado para que não haja um excesso de mudança, por mais que muita gente até hoje torça o nariz para o atual Bond, Daniel Craig, que não tem a fleuma britânica de Pierce Brosnan. E nem tem tanta elegância. Seu James Bond é mais “porrada”, por assim dizer. Mais apropriado aos nossos tempos. Mas a estrutura da série continua. Os créditos iniciais (em tempos de quase fim de créditos iniciais, uma pena), seguidos da canção pós-prólogo (um prólogo geralmente eletrizante e divertido) são sempre momentos bastante esperados pelos fãs. Felizmente o tema deste filme, com Adele cantando “Skyfall”, até resgata nostalgicamente o clima dos filmes das décadas de 1960 e 1970.

Continuar lendo Resenha: 007 – OPERAÇÃO SKYFALL (Filme em Destaque)

Resenha: PUSHER – Orbital (Trilha Sonora)


Música composta por Orbital
Selo
: Silva Screen Records
Catálogo: SILCD1394
Lançamento: 08/10/2012
Cotação: ****½

O espanhol Luis Prieto convocou a dupla inglesa Paul e Phil Hartnoll (Orbital) para contar musicalmente a história de Pusher (originalmente dirigido por Nicolas Winding Refn) sob um ponto de vista britânico, e os resultados  são, para dizer o mínimo, surpreendentes.

A abordagem de Orbital nos apresenta a atmosfera underground de Londres, com sua vibração masculina, como um motivo recorrente. Eles definitivamente buscam inspiração em  Tangerine Dream aqui e ali, lançando seu acid house no score, mas ao final o elemento contemporâneo prevaleceu mesmo assim.

Frank (o protagonista) é um completo idiota e, isso precisa ser dito, está tão envolvido em seu próprio mundo de sonho/pesadelo que começa a entrar em colapso, incapaz de, enquanto se afoga, perceber os sinais de que necessita parar. Portanto, é possível considerar a trilha sonora como uma coletânea de sonhos e dramas de Frank, que irá lançá-lo pelas ruas de Londres, levando também a você para lugares escuros, sujos e enlameados.

Continuar lendo Resenha: PUSHER – Orbital (Trilha Sonora)

CD NEWS: Lançamentos de 30 de Outubro a 18 de Dezembro


30 de Outubro
Dead Souls – Matthew Llewellyn, Jonathan Bartz – MovieScore Media/ScreamWorks
Fringe: Season FourChris Tilton – Varese Sarabande
The Killing – Frans Bak – Decca
Quo Vadis (regravação) – Miklos Rozsa – Prometheus
Shadow Dancer – Dickon Hinchliffe – Varese Sarabande
Sinister – Christopher Young – Varese Sarabande
Star Trek: Generations – Dennis McCarthy – GNP Crescendo
Winged MigrationBruno Coulais – Varese Sarabande
Wreck-It-Ralph – Henry Jackman – Disney

06 de Novembro
The Boy Who Could Fly – Bruce Broughton – Varese Sarabande CD Club
Cloud Atlas – Tom Tykwer, Reinhold Heil, Jonny Klimek – Watertower
Die Hard 2: The Deluxe Edition – Michael Kamen – Varese Sarabande CD Club
Enemy Mine: The Deluxe Edition – Maurice Jarre – Varese Sarabande CD Club
A Late Quartet – Angelo Badalamenti – Decca
LincolnJohn Williams – Sony
Man on Fire – John Scott – Varese Sarabande CD Club
The Red Pony – Jerry Goldsmith – Varese Sarabande CD Club
Skyfall – Thomas Newman – Sony
28 Hotel Rooms – Fall on Your Sword – Milan

13 de Novembro
Anna Karenina – Dario Marianelli – Decca
Person of Interest – Ramin Djawadi
My Life in Music – Lalo Schifrin – Aleph
Rise of the Guardians – Alexandre Desplat – Varese Sarabande
The Sessions – Marco Beltrami – Lakeshore

20 de Novembro
Breaking Dawn, Part 2 – Carter Burwell – Atlantic
Life of Pi – Mychael Danna – Sony
Red Dawn – Ramin Djawadi – Sony
Seven Psychopaths – Carter Burwell – Lakeshore

27 de Novembro
Hitchcock Danny Elfman – Sony

04 de Dezembro
Invader – Lucas Vidal – Lakeshore

11 de Dezembro
The Hobbit: An Unexpected Journey – Howard Shore – Watertower

18 de Dezembro
Silent Hill: Revelation – Jeff Danna – Lakeshore

Data a ser anunciada
The Brain from Planet Arous/Teenage Monster – Walter Greene – Monstrous Movie Music
Destination Moon – Leith Stevens – Monstrous Movie Music
The Last Man on Earth – Paul Sawtell, Bert Shefter – Monstrous Movie Music
Mission to the Moon/Frankenstein’s Daughter – Nicholas Carras – Monstrous Movie Music
Star Trek: Deep Space Nine – Vários – La-La Land
Star Trek: The Original Series Soundtrack Collection – Alexander Courage, George Duning, Jerry Fielding, Gerald Fried, Sol Kaplan, Samuel Matlovsky, Joseph Mullendore, Fred Steiner – La-La Land
The Wind That Shakes the Barley – George Fenton – Kronos

[via Film Score Monthly]

Resenha: LOOPER – Nathan Johnson (Trilha Sonora)


Música composta por Nathan Johnson
Selo
: La-La Land Records
Catálogo: Download digital
Lançamento: 18/09/2012
Cotação: ****

O diretor Rian Johnson sempre foi inclinado a trazer algo realmente original às telas, deixando uma forte impressão que faz com que você vá para casa e pense no assunto por pelo menos uma excruciante semana, e é exatamente isso o que acontece com Looper – Assassinos do Futuro.

Especificamente quanto à trilha sonora, o primo do diretor, Nathan Johnson, é um compositor talentoso afeiçoado à musique concrete, ou seja, grava sons de objetos comuns como tijolos e vidros se quebrando e os faz soar musicalmente apropriados, e o resultado é surpreendente, para dizer o mínimo. Ele reuniu um grupo e foi às ruas gravar sons que, no final, seriam o núcleo do score, e a sensação dominante em seu primeiro ato é uma agitação das ruas. Mas não entenda a mal a mensagem do nosso bom rapaz, no fundo ainda existem os trabalhados violinos sintetizados que funcionam tão bem em filmes sci fi, além de texturas e percussão eletrônicas.

Continuar lendo Resenha: LOOPER – Nathan Johnson (Trilha Sonora)

Os Vencedores do WORLD SOUNDTRACK AWARDS 2012


Foram anunciados os vencedores do World Soundtrack Awards:

Compositor do Ano: Alberto Iglesias

Trilha Sonora Original do Ano: Tinker, Tailor, Soldier, Spy – Alberto Iglesias

Canção Original do Ano: “Lay Your Head Down” (Albert Nobbs) – Brian Byrne, Glenn Close, Sinead O’Connor

Revelação do AnoBrian Byrne (Albert Nobbs)

Escolha PopularAbel Korzeniowski (W.E.)

Melhor Jovem Compositor Europeu: Valentin Hadjadj

Conjunto da Obra: Pino Donaggio

Resenha: FOR GREATER GLORY: THE TRUE STORY OF CRISTIADA – James Horner (Trilha Sonora)


Música composta e regida por James Horner
Selo: Varése Sarabande Records
Catálogo: 302 067 163 2
Lançamento: 18/09/2012
Cotação: ***½

Este tem sido um ano agitado para o veterano compositor James Horner. Só em 2012 ele lançou a razoável trilha de O Príncipe do Deserto, e a surpreendente O Espetacular Homem-Aranha. E, recentemente, Horner lançou seu terceiro score nesse ano, agora para For Greater Glory: The True Story of Cristiada, uma co-produção entre México e Estados Unidos. O drama, estrelado por atores como Andy Garcia e Peter O’Toole, conta a história da Guerra Cristiada, conflito armado entre ateus e cristãos no México da década de 1920 (financiado por produtores conservadores, obviamente o longa procura pintar um retrato heroico dos últimos).

Horner é um compositor experiente em dramas de guerra, afinal, ele possui no currículo Tempos de Glória, Coração Valente, Códigos de Guerra, entre diversos outros. Assim, para este filme ele não procura sair muito desse estilo, unindo ritmos e instrumentos tipicamente mexicanos com uma grande orquestra sinfônica e coral, e o resultado é um score dramático e mesmo à moda antiga (sobretudo quando comparado com as inovações da trilha de O Espetacular Homem-Aranha). A partitura de For Greater Glory, dessa forma, traz as já conhecidas referências a outras obras do compositor, e aqui surge como uma fusão entre A Máscara do Zorro, Coração Valente e Círculo de Fogo, com toques de Avatar e Tróia.

Continuar lendo Resenha: FOR GREATER GLORY: THE TRUE STORY OF CRISTIADA – James Horner (Trilha Sonora)