Atualizações do site ScoreTrack.net – 29/08/2008


Confira as atualizações da semana no site ScoreTrack.net:

Lançamentos
As seguintes trilhas sonoras chegaram nas lojas online internacionais:
BLAZING SADDLES – John Morris (La-La Land LLLCD 1072) – 41:31
EL CID – Miklos Rozsa (Tadlow 005, cond. Nic Raine, 3 CDs) – 140:00
EUREKA – Bear McCreary (La-La Land LLLCD 1076) – 76:54
FIRST OLYMPICS: ATHENS 1896 – Bruce Broughton (Intrada Special Collection Volume 74) – 105:33
THE MESSENGERS – Joseph LoDuca (La-La Land LLLCD 1068) – 47:16
SCENT OF MYSTERY – Mario Nascimbene (Kritzerland KR 20011) – 35:37
TRAITOR – Mark Kilian (Varèse Sarabande 302 066 921 2) – 56:04

DVDs/BDs Comentados
Adicionadas as resenhas dos Blu-rays PIRATAS DO CARIBE: O BAÚ DA MORTE e A EXPERIÊNCIA

CDs Comentados
Adicionada a resenhas de WANTED (Danny Elfman)

Filme em Destaque
O PROCURADO – Estréia em Hollywood do diretor russo Timur Bekmambetov, apesar de não ser totalmente satisfatória, vale por suas cenas de ação e, principalmente, pela presença sensual de Angelina Jolie

CD NEWS: Varèse Sarabande, Lakeshore


Varèse Sarabande
30/09/2008: EAGLE EYE (Brian Tyler), IGOR (Patrick Doyle)
07/10/2008: BABYLON A.D. (Atli Orvarsson), BODY OF LIES (Marc Streitenfeld), NIGHTS IN RODANTHE (Jeanine Tesori)

Lakeshore Records
30/09/2008: APPALOOSA (Jeff Beal), NOBEL SON (Paul Oakenfold)
14/10/2008: PRIDE AND GLORY (Mark Isham), SYNECDOCHE, NY (Jon Brion)
Data a ser anunciada: COLD CASE (Michael A. Levine), THE EXPRESS (Mark Isham), TOWELHEAD (Thomas Newman)

Julianne Moore divulga ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA em São Paulo


Atriz norte-americana participou segunda-feira de coletiva de imprensa e pré-estréia de longa de Fernando Meirelles

Durante a tarde da última segunda-feira, 25 de agosto, a atriz Julianne Moore participou de coletiva de imprensa no Grand Hyatt São Paulo, ao lado de Fernando Meirelles, Alice Braga e produtores nacionais e internacionais do filme ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA. Com a sala lotada de jornalistas, a atriz conquistou a todos com seu bom-humor e simpatia

À noite a atriz prestigiou, no Cinemark Shopping Cidade Jardim, a pré-estréia para convidados, a qual contou com a presença de atores, cineastas e de toda a equipe que participou da produção do filme no Brasil.

O filme ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA estréia no Brasil em 12 de setembro.

Atualizações do site ScoreTrack.net – 22/08/2008


Confira as atualizações da semana no site ScoreTrack.net:

DVDs/BDs Comentados
Adicionadas as resenhas dos Blu-rays TRÓIA – VERSÃO DO DIRETOR e O QUINTO ELEMENTO

CDs Comentados
Adicionadas as resenhas de ONCE (Glen Hansard, Marketa Irglova) e TEEN TITANS: TROUBLE IN TOKYO (Kristopher Carter, Michael McCuistion, Lolita Ritmanis)

Cine & Música
JÚLIO VERNE – UMA HISTÓRIA E TANTO – O que tem em comum Júlio Verne, um restaurante em Budapeste, Rick Wakeman e o músico Rodrigo Simão? Leia e descubra!

Filme em Destaque
STAR WARS: THE CLONE WARS – Lançar no cinema um piloto de série de animação de STAR WARS é a prova maior de que George Lucas é um empresário, e não um artista

CD NEWS: MovieScore Media


MovieScore Media – FINDING RIN-TIN-TIN (Stephen Edwards, 16/09/08), THE REBEL (Christopher Wong, 30/09/08), JACK BROOKS: MONSTER SLAYER (Ryan Shore, 07/10/08), WHEN NIETZSCHE WEPT (Sharon Farber, 14/10/08)

Philip Glass em Porto Alegre no dia 1º de setembro


Compositor de óperas, concertos, rock, música eletrônica, trilhas sonoras de grandes filmes, Philip Glass é um icone da música minimalista do século XX
Compositor de óperas, concertos, rock, música eletrônica, trilhas sonoras de grandes filmes, Philip Glass é um ícone da música minimalista do século XX

Com fama de gênio musical, o compositor estadunidense Philip Glass já produziu inúmeros trabalhos entre óperas, sinfonias, concertos, trilhas sonoras para filmes e trabalhos em colaboração com outros compositores. Tem dois filhos e reside em Nova Iorque, nos Estados Unidos, e em Nova Escócia, no Canadá. Glass, sua música e seu estilo alternativo de encarar a vida estarão no dia 1º de setembro no Fronteiras do Pensamento Copesul Braskem, no Salão de Atos da UFRGS, em Porto Alegre.

Glass tem seu público dividido. De um lado estão os que gostam da sua música porque é clássica, e de outro os que gostam justamente porque não o é. Um paradoxo que agrada ao músico da Philip Glass Ensemble, porque tem a ver com sua história pessoal. “O meu pai tinha uma pequena loja de discos, muito diferente das que existem hoje. Trabalhei na loja a partir dos 12 anos, e então escutei toda a música que por lá havia, fosse música country, blues, fosse clássica, contemporânea ou jazz. Tudo me era familiar. O que me importava mais era a qualidade da invenção e a espontaneidade da expressão”, disse certa vez Glass em entrevista.

Philip Glass fez parte do movimento inicial da corrente minimalista repetitiva, a qual despontou no final dos anos 1960 como reação crítica ao serialismo de alguns compositores. No final da década Philip forma seu próprio grupo. O Philip Glass Ensemble começa a tocar principalmente em galerias de arte e outros ambientes underground. Foram tempos duros para o compositor. Ele teve que trabalhar como taxista e reparador de eletrodomésticos ao mesmo tempo em que continuava compondo e interpretando. Seu reconhecimento começou a partir de sua colaboração com o cenógrafo minimalista Robert Wilson, com quem realizou a ópera experimental Einstein on the Beach, um manifesto antinuclear com libreto escrito por um psicótico onde cada elemento clássico do gênero operístico é renovado e alterado de modo consciente. Contudo, a fama internacional e certo status de gênio musical chegariam pelo filme experimental Koyaanisqatsi, dirigido por Godfrey Reggio e produzido por Francis Ford Coppola.

Além de Einstein on the Beach, entre as óperas produzidas por Glass podemos citar Satyagraha (1980), baseada na vida de Mahatma Gandhi, que inclui diversos mantras. Compôs também a ópera Itaipu (1989), referindo-se a usina de mesmo nome, que possui texto em guarani. Também é dele Days and Nights in Rocinha (1997), que foi escrita após uma visita de Glass ao Brasil, na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro. Além de trabalhos sinfônicos, o compositor também possui fortes ligações com rock e música eletrônica. Glass recebeu diversas premiações. Foi três vezes candidato ao Oscar na categoria de melhor trilha sonora com os filmes Kundun (1997), As Horas (2002) e Diário de um Escândalo (2006). Em 2002, ganhou o prêmio BAFTA na categoria melhor música (As Horas). Indicado diversas vezes ao Globo de Ouro, levou o prêmio em 1999 pela trilha do filme O Show de Truman (1998).

Os indicados ao WORLD SOUNDTRACK AWARDS 2008


Os indicados aos prêmios World Soundtrack Awards 2008 são:
 
FILM COMPOSER of the YEAR
 
o ALEXANDRE DESPLAT (THE GOLDEN COMPASS)
o JAMES NEWTON HOWARD (CHARLIE WILSON’S WAR, MICHAEL CLAYTON, I AM LEGEND)
o ALBERTO IGLESIAS (THE KITE RUNNER)
o DARIO MARIANELLI (ATONEMENT)
o JOHN POWELL (THE BOURNE ULTIMATUM)
 
BEST ORIGINAL SCORE of the YEAR
 
o 3:10 TO YUMA – MARCO BELTRAMI
o ATONEMENT – DARIO MARIANELLI
o THE KITE RUNNER – ALBERTO IGLESIAS
o THERE WILL BE BLOOD – JONNY GREENWOOD
o WALL-E – THOMAS NEWMAN
 
BEST ORIGINAL SONG WRITTEN DIRECTLY FOR FILM
 
o “DESPEDIDA’ – “Love in the time of cholera” (Antonio Pinto, Shakira) 
o “DOWN TO EARTH” – Wall-E” (Thomas Newman, Peter Gabriel) 
o “DO YOU FEEL ME” – “American Gangster” (Diane Warren) 
o “GUARANTEED” – “Into the Wild” (Eddie Vedder) 
o “A HERO COMES HOME” – “Beowulf” (Glen Ballard, Alan Silvestri)
 
Os prêmios serão entregues na 8ª edição do World Soundtrack Awards, no dia 18 de outubro de 2008. Os indicados na categoria World Soundtrack Discovery 2008 serão anunciados dia 02 de setembro.
 
Mais informações: www.worldsoundtrackacademy.com