Wojciech Kilar (1932-2013)


Wojciech_KilarO pianista e compositor erudito Wojciech Kilar faleceu neste domingo, 29 de dezembro de 2013, aos 81 anos de idade em sua cidade natal Katowice, ao sul da Polônia, após longa enfermidade. O interesse maior de Kilar era compor concertos e sinfonias, mas ele construiu uma respeitada carreira internacional principalmente por suas trilhas sonoras para o cinema. Entre os seus trabalhos destacam-se scores de filmes do diretor Roman Polanski, como O Pianista e O Último Portal, e sua trilha sonora mais conhecida, Drácula de Bram Stoker, do diretor Francis Ford Coppola, pela qual ganhou o prêmio de Melhor Compositor da American Society of Composers, Authors and Publishers, em 1992. Contudo, a dedicação de Kilar às salas de concerto era tanta que o fez perder a oportunidade de compor as trilhas da trilogia O Senhor dos Anéis, que acabou sendo musicada por Howard Shore

Na Trilha: As Melhores Score Tracks de 2013


Está sem tempo para ouvir álbuns completos? Pois aqui vai nossa pequena seleção com as melhores faixas individuais que Hollywood lançou em 2013, sem uma ordem de preferência específica. Vale lembrar que muitos bons álbuns desse ano, como Além da Escuridão: Star Trek e O Hobbit: A Desolação de Smaug ficaram de fora por não terem nenhuma faixa individual que se destaca, mas sim o conjunto da obra.

John Ottman – “Jack and Isabelle (Theme from Jack the Giant Slayer)” – Álbum: Jack The Giant Slayer

John Ottman surpreendeu em 2013 com sua ótima trilha para Jack: O Caçador de Gigantes. Repleta de momentos épicos e líricos nas doses certas, este score tem uma qualidade que faltam a muitos álbuns hoje em dia: ele consegue manter o interesse ao longo de 73 minutos, sem perder o ritmo. Uma das melhores trilhas do ano, sem dúvida. Do mesmo álbum, ouça também: “Logo Mania”, “Story of the Giants”, “The Legends Are True/First Kiss”, “Chase to Cloister”.

Continuar lendo Na Trilha: As Melhores Score Tracks de 2013

Lançamentos de Trilhas Sonoras – 25/12/2013


CD

As seguintes trilhas sonoras já estão à venda nas principais lojas online internacionais:

Aglaja Zbigniew Preisner (Quartet QRSM030)

BeastmasterLee Holdridge (Quartet QRSCE076, 2 CDs)

Il Lungo Silenzio (The Long Silence) – Ennio Morricone (GDM 4320)

Imputazione Di Omicidio Per Uno Studente – Ennio Morricone (GDM 4321)

Continuar lendo Lançamentos de Trilhas Sonoras – 25/12/2013

Resenha de Arquivo: THE LORD OF THE RINGS – THE TWO TOWERS (THE COMPLETE RECORDINGS) – Howard Shore (Trilha Sonora)


Lord_Two_Towers_44376Música composta por Howard Shore
SeloReprise Records
Catálogo: 44376-2
Lançamento: 2006
Cotação: *****

Rios de tinta e milhões de pixels já foram utilizados para descrever os méritos e carências do afamado ciclo musical de The Lord of the Rings, capitaneado por um Howard Shore pletórico em seu enfrentamento. Portanto não trataremos de realizar uma análise musical da partitura ou de suas faixas, de descrever seus melhores momentos ou de assinalar suas ocasionais superficialidades. Esta resenha tentará valorizar outros aspectos da edição de colecionador de The Two Towers: The Complete Recordings, que tem uma óbvia continuidade com a edição anterior, The Fellowship of the Ring: The Complete Recordings. Ou seja, é composta de três CDs estéreo e um DVD 5.1 com o score completo e ordenado da versão estendida do filme, um livreto excepcional redigido por Doug Adams, e uma apresentação elegantíssima que brilhará com luz própria em qualquer estante. Pode se pensar a priori que esta edição é um elemento comercial a mais em adição aos intermináveis produtos da franquia, com suas edicões e reedicões. Mas que o leitor não se guie por esta vaga apreciação. O projeto The Lord of the Rings: The Complete Recordings foi uma aposta muito pessoal de Howard Shore, pelo valor adicionado que forneceU não apenas para o aficionado, mas também para o estudioso musical.

Continuar lendo Resenha de Arquivo: THE LORD OF THE RINGS – THE TWO TOWERS (THE COMPLETE RECORDINGS) – Howard Shore (Trilha Sonora)

Perfil: ERICH WOLFGANG KORNGOLD (1897-1957)


ekorngoldErich Wolfgang Korngold, mais do que qualquer outro compositor,  merece ser  chamado de “Pai da Moderna Música de Cinema”. Uma criança prodígio, que compôs a sua primeira sinfonia aos 11 anos de idade, Korngold nasceu na cidade de Brünn, Áustria, em maio de 1897, e rapidamente  tornou-se mundialmente conhecido como o mais talentoso compositor infantil desde Mozart. Sob o olhar maravilhado de mestres como Strauss e Mahler, Korngold prolificamente escreveu  óperas, operetas e grandes peças orquestrais, até entrar para o mundo do cinema em 1935, aos 38 anos de idade. Na ocasião, foi convidado pelo diretor Max Reinhardt para adaptar a música de Mendelssohn para a versão cinematográfica de A Midsummer Night’s Dream. Korngold aceitou, e Hollywood nunca mais foi a mesma. Continuar lendo Perfil: ERICH WOLFGANG KORNGOLD (1897-1957)

Assista a um Featurette sobre a Trilha Sonora de O HOBBIT – A DESOLAÇÃO DE SMAUG


O diretor Peter Jackson divulgou seu último video blog de 2013, dedicado à trilha sonora de Howard Shore para O Hobbit: A Desolação de Smaug, atualmente em cartaz:

 

Resenha: SAVING MR. BANKS – Thomas Newman (Trilha Sonora)


Saving_Mr_Banks_CDMúsica composta por Thomas Newman
Selo: Walt Disney Records
Catálogo: D001931102
Lançamento: 10/12/2013
Cotação: ***½

O novo filme da Disney, Saving Mr. Banks, sobre os doze anos que Walt Disney precisou para convencer a autora P.L. Travers a vender os direitos de adaptação de Mary Poppins, possui grandes ambições na temporada de premiações. Para isso, além de contar com o premiado Tom Hanks como Disney e Emma Thompson como Travers, o diretor John Lee Hancock chamou o compositor Thomas Newman, dono de dez indicações ao Oscar. Newman é o autor de obras magníficas, como Um Sonho de Liberdade, O Encantador de Cavalos, À Espera de Um Milagre e Procurando Nemo. Em 2012, voltou a chamar a atenção da crítica com seu score para o mega sucesso 007 – Operação Skyfall. Esta trilha, felizmente, fez com que o músico retomasse seu caminho, que parecia perdido em meio a obras sem muita inspiração. Felizmente, isso não acontece em Saving Mr. Banks, que, se não está no nível dos melhores trabalhos de Newman, ainda é uma partitura muito acima daquelas que o compositor vinha entregando.

O álbum, lançado pela Walt Disney Records, possui dois discos, o primeiro com o score de Newman (além de algumas poucas canções a cargo do elenco do filme) e, o segundo, contendo as músicas do filme Mary Poppins. Esta análise irá se ater apenas à trilha original de Newman, cujo tema principal é apresentado logo na primeira faixa, “Travers Goff”, A faixa inicia com uma dramática melodia a cargo das cordas, mas depois muda para um tom mais otimista com orquestra, violão, flauta solo e piano, além de alguns elementos sintetizados característico do compositor. Ela pode ser vista como uma introdução de como será a música do filme, lírica, porém não muito deprimente.

Continuar lendo Resenha: SAVING MR. BANKS – Thomas Newman (Trilha Sonora)