Lançamentos de Trilhas Sonoras – 28/02/2013


CDAs seguintes trilhas sonoras já estão à venda nas principais lojas online internacionais:

Concerto Per Pistola Solista – Francesco De Masi (Beat BCM 912)

Grazie ZiaEnnio Morricone  (Digitmovies CDDM 227)

L’Arbitro – Guido & Maurizio De Angelis (Digitmovies CDDM 230)

La Faccia Violenta Di New YorkRiz Ortolani (Beat BCM 9515)

Continuar lendo “Lançamentos de Trilhas Sonoras – 28/02/2013”

Anúncios

Os Vencedores do Oscar 2013


Cinema Musical: O Ouro para o Oscar 2011Melhor filme

Melhor ator

Melhor atriz

Melhor ator coadjuvante

Melhor atriz coadjuvante

Melhor diretor

Continuar lendo “Os Vencedores do Oscar 2013”

Resenha: INDOMÁVEL SONHADORA (Filme em Destaque)


Poster Indomavel Sonhadora.inddINDOMÁVEL SONHADORA (Beasts of the Southern Wild, EUA, 2012)
Gênero: Drama
Duração: 157 min.
Elenco: Quvenzhané Wallis, Dwight Henry, Levy Easterly, Lowell Landes, Pamela Harper, Gina Montana, Amber Henry, Jonshel Alexander, Nicholas Clark, Joseph Brown, Henry D. Coleman, Kaliana Brower, Philip Lawrence, Hannah Holby
Trilha Sonora OriginalDan Romer, Benh Zeitlin
Roteiro:  Lucy Alibar, Benh Zeitlin
Direção: Benh Zeitlin
Cotação**½

Depois de ter finalmente visto o último dos nove indicados à categoria principal do Oscar 2013, chego à constatação de que esta é uma das edições mais fracas dos últimos anos. INDOMÁVEL SONHADORA (2012) é o tipo de filme interessante, curioso, diferente, trata de um assunto que é do interesse de tantos, como o Furacão Katrina e o seu efeito na população mais pobre e que procurou permanecer em Nova Orleans, em vez de fugir. Pelo menos o filme passa essa impressão: de que houve escolha por parte deles, talvez por ignorância, quando a população mais rica já havia deixado a cidade.

Independentemente de ser ou não fiel aos fatos, INDOMÁVEL SONHADORA parece às vezes estar ambientado em um outro universo, um mundo alternativo, principalmente por se passar na mente da jovem Hushpuppy (Quvenzhané Wallis). Interessante notar que até os nomes, tanto da atriz quanto de sua personagem, parecem estranhos. Distante do que estamos familiarizados em ver mesmo em filmes independentes produzidos nos Estados Unidos, que é de onde geralmente saem pessoas e situações mais diferentes. O diretor é o estreante em longas-metragens Benh Zeitlin, que já chegou chamando atenção, pois foi indicado ao Oscar, deixando de fora realizadores importantes como Quentin Tarantino e Kathryn Bigelow. Quem conhece seus curtas-metragens talvez encontre neles e em seu longa pontos em comum que destaquem o seu lado autoral. Se bem que a condição de autor nem chega a ser importante para a Academia. Continuar lendo “Resenha: INDOMÁVEL SONHADORA (Filme em Destaque)”

CD NEWS: Lançamentos de 26 de Fevereiro a 02 de Abril


CD26 de Fevereiro
Beastmaster 2: Through the Portal of Time – Robert Folk – Buysoundtrax
The Fury John Williams – La-La Land
I Magliari Piero Piccioni – Beat
La Bestia Nella Spazia – Marcello Giombini – Beat
The Naked Maja – Angelo Francesco Lavagnino – Digitmovies
1000 Dollari Su Nero
– Michele Lacereneza – Beat
Passion – Pino Donaggio – Quartet
Phantom Jeff Rona – Milan
Piero Umiliani: Discomusic
– Piero Umiliani – Beat
Providence Miklos Rozsa – Digitmovies
Sai Cosa Faceva Stalin Alle Donne
Ennio Morricone – Beat
Stoker
– Clint Mansell – Milan
Super Fantozzi
– Fred Bongusto – Digitmovies
The Touch
Basil Poledouris – Buysoundtrax
Vivo o Preferibilmente Morti 
– Gianni Ferrio – Digitmovies

Continuar lendo “CD NEWS: Lançamentos de 26 de Fevereiro a 02 de Abril”

Lançamentos de Trilhas Sonoras – 21/02/2013


CDAs seguintes trilhas sonoras já estão à venda nas principais lojas online internacionais:

Bullet To The Head – Steve Mazzaro (Varese Sarabande 302 067 180 2)

Butch And Sundance: The Early Days – Patrick Williams (Kritzerland KR 20024-6)

Gladiator (1992 – Unused Score) – Jerry Goldsmith (Intrada Special Collection Volume 231) – 35:51

Good Day To Die Hard – Marco Beltrami (Sony 43712)

Continuar lendo “Lançamentos de Trilhas Sonoras – 21/02/2013”

Resenha: MUSIC FROM THE HOBBIT & THE LORD OF THE RINGS – Howard Shore (Trilha Sonora)


silcd1397Música composta por Howard Shore. The City of Prague Philharmonic Orchestra regida por Nic Rayne, Evan Jolly
Selo: Silva Screen
Catálogo: SILCD 1397
Lançamento: 26/02/2013
Cotação: ****

Colaborador de longa data do diretor David Cronenberg, o canadense Howard Shore sabe como diversificar seu dinamismo, e sob esse ângulo não há ninguém como ele. Seu trabalho pode ser ouvido também em filmes diversos de outros diretores, como Seven, O Silêncio dos Inocentes, Gangues de Nova YorkO Fim da Escuridão (EUA) e Os Infiltrados.

Como mencionado acima, a principal característica delineada de Shore é a dinâmica, e ele também tende a uma construção que faz com que você tenha que ouvir a mesma faixa algumas vezes para perceber todos os seus elementos. Mesmo quando você espera alguma coisa, há uma sutileza que pode transformar uma pequena linha em uma luxuriante faixa repleta de cores e brilho. Desnecessário dizer que, se você fizer um gráfico da faixa, nunca haverá uma linha reta, mas sim muitas “montanhas” que parecem adequadas aos propósitos da saga do Anel. Continuar lendo “Resenha: MUSIC FROM THE HOBBIT & THE LORD OF THE RINGS – Howard Shore (Trilha Sonora)”

Resenha: A HORA MAIS ESCURA (Filme em Destaque)


zdtA HORA MAIS ESCURA (Zero Dark Thirty, EUA, 2012)
Gênero: Drama
Duração: 157 min.
Elenco: Jessica Chastain, Ricky Sekhon, Joel Edgerton, Scott Adkins, Mark Strong, Jennifer Ehle, Chris Pratt, Taylor Kinney, Kyle Chandler, Édgar Ramírez, Harold Perrineau, Frank Grillo, James Gandolfini
Trilha Sonora Original: Alexandre Desplat
Roteiro:  Mark Boal
DireçãoKathryn Bigelow
Cotação***½

Quando o presidente Barack Obama anunciou que as tropas americanas conseguiram capturar e matar Osama Bin Laden, ficou no ar um clima de dúvida, de ceticismo. Principalmente porque eles preferiram não mostrar o corpo de Osama, a mente intelectual por trás dos atentados ocorridos nos Estados Unidos no dia 11 de setembro de 2001. Essa falta de crença também é sentida pelo próprio personagem que dá o tiro em Osama no momento crucial de A HORA MAIS ESCURA (2012) – “Será que é ele mesmo?”. Os dez anos em busca desse que era o homem mais procurado do mundo tornaram-no um mito.

Quanto às tão faladas técnicas de tortura utilizadas pelos membros da CIA para conseguir pistas para chegar aos principais responsáveis pela queda das Torres Gêmeas, elas já foram vistas antes na mídia de ficção, e até com mais intensidade na série 24 HORAS, que nasceu sob o signo da nova era, a era da guerra ao terror. Mas era George Bush que estava no poder. Em sua gestão, poucos nos Estados Unidos questionaram a invasão brutal a um país miserável como o Afeganistão ou a busca de armas de destruição em massa que não existiam no Iraque. Continuar lendo “Resenha: A HORA MAIS ESCURA (Filme em Destaque)”

Se depender de John Williams, ele comporá a trilha sonora de STAR WARS: EPISÓDIO VII


Em recente artigo, discutimos as possibilidades de John Williams compor a trilha sonora de Star Wars: Episódio VII, a ser dirigido por J.J. Abrams que, como todo mundo sabe, sempre utiliza o compositor Michael Giacchino. Pois há alguns dias, antes de um concerto com músicas de Star Wars, Williams se manifestou a respeito e deixou claro que, se a saúde lhe permitir (ele completou 81 anos no último dia 8 de fevereiro), ele pretende compor as trilhas da nova trilogia. Com a palavra o Maestro: Continuar lendo “Se depender de John Williams, ele comporá a trilha sonora de STAR WARS: EPISÓDIO VII”

Resenha: O EXTERMINADOR DO FUTURO (Blu-ray – Remasterizado)


terminator_remastered_BDTHE TERMINATOR
Produção: 1984
Duração: 107 min.
Direção: James Cameron
Elenco: Arnold Schwarzenegger, Linda Hamilton, Michael Biehn, Paul Winfield, Lance Henriksen
Vídeo: Widescreen Anamórfico 1.85:1 (1080p/AVC MPEG-4)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 5.1), Português (Dolby Digital 2.0), Espanhol (Dolby Digital 5.1), Francês (DTS 5.1), Tailandês (Dolby Digital 2.0)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Outros
Região: A, B, C
Distribuidora: Fox
Discos: 1
Lançamento: 17/10/2012
Cotações: Som: **** Imagem: ***** Filme: ***** Extras & Menus: Geral: **** 

SINOPSE
Em 2029, supercomputadores dominam a Terra mas estão prestes a ser derrotados pela rebelião humana. Como último recurso as máquinas mandam de volta à década de 1980 um ciborgue praticamente indestrutível (Arnold Schwarzenegger), com a missão de matar Sarah Connor (Linda Hamilton), a jovem cujo filho ainda por nascer irá liderar a resistência da humanidade. E é este líder do futuro, John Connor, que consegue enviar o soldado Kyle Reese (Michael Biehn) de volta no tempo, para tentar evitar que o Exterminador cumpra sua missão.

1a

Continuar lendo “Resenha: O EXTERMINADOR DO FUTURO (Blu-ray – Remasterizado)”

CD NEWS: Lançamentos de 19 de Fevereiro a 02 de Abril


CD19 de Fevereiro
Bullet to the Head – Steve Mazzaro – Varese Sarabande
Four Assassins – Andrea Matthias – Kronos
A Good Day to Die Hard – Marco Beltrami – Sony

26 de Fevereiro
The Naked Maja – Angelo Francesco Lavagnino – Digitmovies
Passion – Pino Donaggio – Quartet
Phantom – Jeff Rona – Milan
Providence
 – Miklos Rozsa – Digitmovies
Stoker – Clint Mansell – Milan
Super Fantozzi
 – Fred Bongusto – Digitmovies
Vivo o Preferibilmente Morti
 – Gianni Ferrio – Digitmovies

Continuar lendo “CD NEWS: Lançamentos de 19 de Fevereiro a 02 de Abril”

Resenha: O VOO (Filme em Destaque)


274076O VOO (Flight, EUA, 2012)
Gênero: Drama
Duração: 122 min.
Elenco: Denzel Washington, James Badge Dale, Don Cheadle, John Goodman, Kelly Reilly, Bruce Greenwood, Melissa LeoNadine Velazquez
Trilha Sonora Original: Alan Silvestri
Roteiro:  John Gatins
DireçãoRobert Zemeckis
Cotação***½

Não deixa de ser um motivo de celebração este retorno de Robert Zemeckis ao mundo de carne e osso. Embora suas experiências com a captura de movimento não devam ser desconsideradas, seus melhores trabalhos foram anteriores aos anos 2000. E é curioso vê-lo retornando justamente com um filme que também conta com uma impressionante cena de queda de avião, como em O NÁUFRAGO (2000). É estabelecendo um link com seu último filme em live action que ele constrói esse belo drama sobre um sujeito que, pilotando um avião sob efeito de álcool e cocaína, e mal tendo dormido na noite anterior, consegue, como que por um milagre, salvar a vida de dezenas de pessoas presentes na aeronave.

A primeira cena do filme já destoa dos trabalhos comumente atribuídos a Zemeckis, que não tem o costume de colocar cenas de nudez em seus trabalhos. Aqui já vemos uma cena de nudez frontal de uma colega do personagem de Denzel Washington, uma comissária de bordo que faz as vezes de amante (Nadine Velazquez). Ele é Whip Whitaker, um sujeito divorciado que não tem contato com o filho adolescente e que tem uma vida desregrada, com excessos de álcool e usando a cocaína como estimulante para se manter acordado. Continuar lendo “Resenha: O VOO (Filme em Destaque)”

STAR WARS EPISÓDIO VII: Michael Giacchino ou John Williams?


Recentemente, o diretor, roteirista e produtor J.J. Abrams foi oficializado no comando do vindouro Star Wars: Episódio VII. O longa será produzido pela Disney, que comprou a LucasFilm pela quantia de 4 bilhões de dólares, e marcará o início de uma nova fase na clássica franquia espacial, até então comandada por George Lucas. O anúncio foi amplamente discutido por toda a internet: afinal, será que vale a pena ressuscitar algo do passado, já tão bem encerrado no Episódio VI? Bem, o que antes era desconfiança logo se transformou em empolgação quando a empresa contratou a produtora Kathleen Kennedy (que tem no currículo filmes de diretores como Steven Spielberg e Robert Zemeckis), o roteirista Michael Arndt (de Pequena Miss Sunshine e Toy Story 3) e agora Abrams, que já havia resgatado do limbo outra franquia espacial com o bem sucedido Star Trek de 2009.

Mas, e quanto à música dos filmes? Bem, um dos elementos mais famosos da saga Star Wars é a clássica trilha sonora de John Williams. Famosíssima, a partitura é conhecida até por quem não acompanha música de cinema. Temas como o “Force Theme”, “Imperial March” e, claro, o “Main Title” (que alguns dizem ser a música não-popular mais executada da história) são mundialmente conhecidos por pessoas de todas as idades. Além disso, o American Film Institute reconhece o score do primeiro (ou quarto) filme como a maior trilha sonora de todos os tempos. Enfim, a música de Williams é um ícone cultural, de tal forma que é quase impossível imaginar um filme da série sem os famosos acordes. Mas será que isso continuará no Episódio VII? Continuar lendo “STAR WARS EPISÓDIO VII: Michael Giacchino ou John Williams?”

CD NEWS: Lançamentos de 12 de Fevereiro a 02 de Abril


CD12 de Fevereiro
Beautiful Creatures – The Newno2 – Watertower
Bombshell: The New Marilyn Musical from Smash – Marc Shaiman – Columbia
John Dies at the End – Brian Tyler – La-La Land
La Migliore OffertaEnnio Morricone – Warner
Magic City 
– Daniele Lupi – Silva
Star Trek: Deep Space Nine – various – La-La land

Continuar lendo “CD NEWS: Lançamentos de 12 de Fevereiro a 02 de Abril”

Lançamentos de Trilhas Sonoras – 07/02/2013


CDAs seguintes trilhas sonoras já estão à venda nas principais lojas online internacionais:

Argo – Alexandre Desplat (Amazon CDR)

Cahill United States MarshalElmer Bernstein (Intrada Special Collection Volume 229) – 43:13

Escape From Alcatraz / Hell Is For HeroesJerry Fielding / Leonard Rosenman (Intrada Special Collection Volume 236) – 70:04

First LoveJohn Barry (La-La Land LLLCD 1243) – 57:45

Continuar lendo “Lançamentos de Trilhas Sonoras – 07/02/2013”

DVD / BD News: Lançamentos para Março de 2013


Confira os lançamentos das distribuidoras nacionais previstos para março de 2013. Os títulos em fundo vermelho são DVDs para locação, em azul são Blu-ray e em preto são Blu-ray para locação: Continuar lendo “DVD / BD News: Lançamentos para Março de 2013”

Resenha: FLIGHT – Alan Silvestri (Trilha Sonora)


flight_soundtrackMúsica composta por Alan Silvestri
Selo: Promocional
Lançamento: 01/11/2012
Cotação: ***½

Em 2012, o veterano compositor Alan Silvestri lançou o explosivo score de Os Vingadores, uma partitura repleta de temas heróicos e faixas de ação, executados por uma grande orquestra sinfônica, ou seja, um típico trabalho de sua carreira. Porém, embora seja conhecido por suas trilhas de ação, o ítalo-americano também é um bom compositor para dramas, tendo suas partituras para Forrest Gump: O Contador de Histórias e Náufrago a maior prova disso. O novo trabalho de Silvestri, agora para o drama O Voo, sobre um piloto alcoólatra que vira celebridade ao evitar um desastre aéreo, segue nessa linha mais intimista, reflexiva e minimalista.

A trilha é quase uma antítese ao score de Os Vingadores. Ao invés de motivos bombásticos, aqui ouvimos sonoridades melancólicas que, em certa medida, lembram o trabalho de James Horner em Casa de Areia e Névoa e O Menino do Pijama Listrado. É uma partitura mais simples, também, e sua curta duração impede um melhor desenvolvimento dos temas apresentados. Alguns podem dizer que a trilha se assemelha a um score para um drama qualquer da televisão, mas a sonoridade triste e intimista dessa partitura funciona como uma experiência plenamente satisfatória, repleta de uma beleza sutil. Continuar lendo “Resenha: FLIGHT – Alan Silvestri (Trilha Sonora)”

Resenha: O LADO BOM DA VIDA (Filme em Destaque)


272999O LADO BOM DA VIDA (Silver Linings Playbook, EUA, 2012)
Gênero: Drama
Duração: 122 min.
Elenco: Jennifer Lawrence, Robert De Niro, Bradley Cooper, Julia Stiles, Chris Tucker, Shea Whigham, Dash Mihok, John Ortiz, Anupam Kher, Jacki Weaver, Montana Marks, Bonnie Aarons, Romina, Jessica Czop, Paul Herman, Matthew James Gulbranson, Jeni Miller
Trilha Sonora Original: Danny Elfman
Roteiro:  David O. Russell
Direção: David O. Russell
Cotação***

Confesso que fiquei com uma ponta de decepção com relação a O LADO BOM DA VIDA (2012). Esperava mais do filme, levando em consideração tantas críticas positivas, desde a repercussão no Festival de Toronto. Ainda assim, não dá para dizer que o filme de David O. Russell é uma comédia romântica convencional. Isso se deve em parte pelo tema, o das pessoas que sofrem de doenças que a tornam quase marginais na sociedade; e em parte pelo modo todo particular com que Russell tece as relações familiares, que já havia sido muito bem explorada em O VENCEDOR (2010), seu filme anterior.

Pelo histórico do diretor, desde A MÃO DO DESEJO (1994), seu longa-metragem de estreia, que não por acaso também lida com a dificuldade nas relações familiares, passando pelo bem humorado TRÊS REIS (1999), sua mão quase sempre foi a de trabalhar mais com a comédia do que com romances. Daí o resultado pouco satisfatório no que se refere à conclusão do filme, que pareceu um pouco forçada, embora fosse a desejada pela audiência. Mesmo assim, até chegar ao final, e principalmente pouco antes de chegar ao final, na sequência da dança, o filme alcança o seu melhor momento.

Continuar lendo “Resenha: O LADO BOM DA VIDA (Filme em Destaque)”

Resenha: ARGO – Alexandre Desplat (Trilha Sonora)


argocdMúsica composta por Alexandre Desplat
Selo: WaterTower Music
Catálogo:  WTM39382
Lançamento: 09/10/2012
Cotação: **½

O francês Alexandre Desplat tende a ser o mais equilibrado dos grandes compositores do cinema atuais e em Argo ele foi na direção oposta, mas o efeito não foi dos seus melhores, como alguns diriam. O conjunto completo é um tanto caótico, refletindo o período de tempo e o pais da trama, o que é totalmente aceitável já que o filme trata de uma tentativa de resgate de reféns no Irã em 1979. Mesmo assim, a execução nos deixa uma sensação de que algo está faltando. Para começar, se eu fosse entregar esse trabalho a alguém, Desplat não estaria na minha lista. Isso porque, simplesmente, sua música tem a propensão de ser mais dramática do que tensa; uma vez que a corrida contra o tempo é o problema principal, outra pessoa deveria ter musicado este filme. Uma trilha sonora temporária que combinaria perfeitamente aqui seria a de  Harry Gregson-Williams para Spy Game (2001), e ele é um grande amigo do Sr. Ben Affleck. Portanto, a pergunta que se faria é: porque não Gregson-Williams? A resposta agora é completamente irrelevante, então vamos a uma análise mais factual.

Ao invés de seguir a linha de um filme de suspense psicológico e de ação, Desplat tentou seguir um caminho étnico e o resultado não é um dos seus “greatest-hits”. Poder-se-ia dizer que a música de Argo soa mais aventureira do que ameaçadora, e Alexandre Desplat deveria ter tentado algo semelhante à sua própria trilha para Syriana, que foi um grande trabalho durante todo o filme. De modo abrangente, a trilha sonora original de Argo tem seus momentos de brilho em “Scent of Death”, que inicia evocando muitas imagens dos bons filmes de espião dos anos 1970.

Continuar lendo “Resenha: ARGO – Alexandre Desplat (Trilha Sonora)”