Resenha: BATMAN – O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE (Blu-ray)


batman3BDBATMAN – O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE (THE DARK KNIGHT RISES)
Produção: 2012
Duração: 165 min.
Direção: Christopher Nolan
Elenco: Christian Bale, Gary Oldman, Tom Hardy, Joseph Gordon-Levitt, Anne Hathaway, Marion Cotillard, Morgan Freeman, Michael Caine
Vídeo: 2.40:1, 1.78:1 (1080p/AVC MPEG-4)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 5.1, Dolby Digital 2.0), Português, Espanhol, Francês (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Francês
Região: A, B, C
Distribuidora: Warner
Discos: 2 (BD 50GB)
Lançamento: 06/12/2012
Cotações: Som: ***** Imagem: ****½ Filme: **** Extras & Menus: ***½ Geral: **** 

SINOPSE
Passaram-se oito anos desde a morte de Harvey Dent, e Batman desapareceu. Ao assumir a culpa pela morte do promotor, o Cavaleiro das Trevas passou de herói a vilão. Agora, além de lidar com a chegada a Gotham City de uma sedutora e perigosa ladra (Selina Kyle), o alquebrado Homem-Morcego terá de enfrentar o novo líder da Liga das Sombras, Bane (Tom Hardy), um inimigo tão inteligente e habilidoso quanto Batman e cujo plano é destruir a cidade.

COMENTÁRIOS
BATMAN – O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE é o capítulo final da trilogia do diretor Christopher Nolan, iniciada em 2005 com BATMAN BEGINS. E a essa altura acho que nem vale mais a pena opinar se este último filme é pior ou melhor que o excepcional BATMAN – O CAVALEIRO DAS TREVAS (2008), que tem seu maior diferencial na interpretação praticamente irreal do trágica e precocemente falecido Heath Ledger como o Coringa. Interpretação que, aliás, foi postumamente premiada com o Oscar.

Dark Knight Rises

Continuar lendo “Resenha: BATMAN – O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE (Blu-ray)”

Anúncios

Resenha: CONTÁGIO (Filme em Destaque)


CONTÁGIO (Contagion, EUA, 2011)
Gênero: Drama
Duração: 106 min.
Elenco: Matt Damon, Marion Cotillard, Kate Winslet, Gwyneth Paltrow, Jude Law, Laurence Fishburne, John Hawkes, Tien You Chui, Josie Ho, Daria Strokous
Trilha Sonora Original: Cliff Martinez
Roteiro: Scott Z. Burns
Direção: Steven Soderbergh
Cotação: ***½

Será que essas declarações de Steven Soderbergh de que vai se aposentar não são para valer? Afinal, no IMDB consta ainda HAYWIRE, a ser lançado este ano, e mais outros três trabalhos para os próximos anos (MAGIC MIKE, THE MAN FROM U.N.C.L.E. e LIBERACE). Alternando entre grandes produções e filmes pequenos e independentes, Soderbergh sempre fez o que quis em Hollywood. Parece que foi ontem que vi pela primeira vez o seu longa de estreia, SEXO, MENTIRAS E VIDEOTAPE (1989). De lá para cá, sua carreira foi oscilando e trilhando caminhos cada vez mais distintos.

CONTÁGIO (2011) está entre as superproduções do diretor. Custou 60 milhões de dólares, mas provavelmente o custo se deve ao elenco estelar. Reunir num mesmo filme Matt Damon, Laurence Fishburne, Marion Cotillard, Kate Winslet, Jude Law, Gwyneth Paltrow e Elliot Gould não é para qualquer um. A trama por si só já é bastante atraente para nós, tão obcecados que somos por tragédias apocalípticas, seja através da natureza, seja por invasão alienígena, por zumbis ou por doenças. Esse último caso, inclusive, é o que mais se aproxima da realidade. O vírus Ebola e as gripes suína e aviária foram exemplos do quanto a população ficou apavorada com uma possível epidemia de grandes proporções. Por isso CONTÁGIO deve conseguir uma boa plateia pagante.

Continuar lendo “Resenha: CONTÁGIO (Filme em Destaque)”

Resenha: MEIA NOITE EM PARIS (Filme em Destaque)


MEIA-NOITE EM PARIS (Midnight in Paris, EUA, Reino Unido, 2011)
Gênero: Comédia Dramática
Duração: 100 min.
Elenco: Kurt Fuller, Owen Wilson, Marion Cotillard, Michael Sheen, Tom Hiddleston, Kathy Bates, Rachel McAdams, Gad Elmaleh, Carla Bruni, Nina Arianda, Mimi Kennedy, Corey Stoll, Manu Payet
Roteirista: Woody Allen
Diretor: Woody Allen
Cotação: ****

Melhor filme de Woody Allen desde VICKY CRISTINA BARCELONA (2008), MEIA NOITE EM PARIS (2011) é dessas comédias deliciosas que deixam a gente com o espírito mais leve ao sair da sessão. Lembremos que TODOS DIZEM EU TE AMO (1996) também era ambientado na capital francesa e é uma de suas melhores obras de sua já extensa filmografia. Deixando claro que quando digo extensa, não estou reclamando. Ao contrário, por mim, teríamos dois filmes de Allen por ano, ao invés de um. Por mais que ele às vezes se repita, é justamente essa familiaridade que traz de imediato um sorriso no rosto do espectador acostumado a acompanhar a obra do cineasta nova-iorquino.

MEIA NOITE EM PARIS (tiraram mesmo o hífen de meia-noite?) remete a uma obra da fase oitentista de Allen: A ROSA PÚRPURA DO CAIRO (1985), na qual Mia Farrow, em plena depressão americana e com uma vida infeliz que leva, vai ao cinema em busca de escapismo e um dos atores do filme sai da tela para falar com ela. Em MEIA NOITE EM PARIS, o roteirista frustrado vivido por Owen Wilson, querendo entrar na carreira de escritor de romances, vai parar magicamente na Paris dos anos 1920, quando a nata dos artistas da época vivia ou passava uma temporada por lá. Assim, ele encontra F. Scott Fitzgerald, Ernest Hemingway, Pablo Picasso, Luis Buñuel, Salvador Dali, Cole Porter. Cada um desses artistas é visto de maneira bem exagerada, como uma caricatura do que os imaginamos hoje. Mas isso não incomoda de maneira alguma. Ao contrário, ajusta-se ao humor de Allen. Continuar lendo “Resenha: MEIA NOITE EM PARIS (Filme em Destaque)”

Resenha: A ORIGEM (Blu-ray)


Produção: 2010
Duração: 148 min.
Direção: Christopher Nolan
Elenco: Leonardo DiCaprio, Ken Watanabe, Joseph Gordon-Levitt, Marion Cotillard, Ellen Page, Tom Hardy, Cillian Murphy
Vídeo: Widescreen Anamórfico 2.40:1 (1080p/VC-1)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 5.1), Português, Francês, Espanhol (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Francês
Região: A, B, C
Distribuidora: Warner
Discos: 2
Lançamento: 09/12/2010
Cotações: Som: ****½ Imagem: ****½ Filme: ***** Extras & Menus: **** Geral: ****½

SINOPSE
Cobb (Leonado DiCaprio) é um “extrator”, pessoa que utiliza ilegalmente uma tecnologia que permite a ele e sua equipe entrarem nos sonhos das pessoas, a fim de manipulá-los e extraírem informações confidenciais que serão vendidas a peso de ouro. Injustamente acusado nos EUA pela morte da esposa (Marion Cotillard) e desesperado para rever seus filhos, Cobb recebe a proposta de um último golpe, cuja recompensa será a retirada das acusações que pesam sobre ele: mas ao invés de extrair algo da mente de alguém, ele terá de fazer a inserção de uma ideia. Algo considerado impossível, exceto por Cobb – que sabe qual foi a verdadeira causa do suicídio de sua esposa, cuja presença é uma ameaça constante em seus sonhos e poderá inviabilizar a missão.

COMENTÁRIOS
Um sonho, dentro de um sonho que está dentro de um sonho… ou uma laranja com várias cascas. Creio que assim pode ser definido A ORIGEM (INCEPTION, 2010), o mais recente exemplar da consistente filmografia do diretor britânico Christopher Nolan, que vem conseguindo aliar o entretenimento à melhor arte cinematográfica – algo raro hoje em dia.  Continuar lendo “Resenha: A ORIGEM (Blu-ray)”

Resenha: A ORIGEM (Filme em Destaque)


A ORIGEM (Inception, EUA / Inglaterra, 2010)
Gênero: Ficção Científica
Duração: 148 min.
Elenco: Leonardo DiCaprio, Marion Cotillard, Joseph Gordon-Levitt, Ellen Page, Ken Watanabe, Cillian Murphy, Tom Hardy, Tom Berenger, Michael Caine, Lukas Haas
Compositor: Hans Zimmer
Roteirista: Christopher Nolan
Direção: Christopher Nolan
Cotação: *****

Um sonho, dentro de um sonho que está dentro de um sonho… ou uma laranja com várias cascas. Creio que assim pode ser definido A ORIGEM (INCEPTION, 2010), novo exemplar da consistente filmografia do diretor britânico Christopher Nolan, que vem conseguindo aliar o entretenimento à melhor arte cinematográfica – algo raro hoje em dia.

Cobb (Leonado DiCaprio) é um “extrator”, pessoa que utiliza ilegalmente uma tecnologia (não muito explicada) que permite a ele e sua equipe entrarem nos sonhos das pessoas, a fim de manipulá-los e extraírem informações confidenciais que serão vendidas a peso de ouro. Injustamente acusado nos EUA pela morte da esposa (Marion Cotillard) e desesperado para rever seus filhos, Cobb recebe a proposta de um último golpe, cuja recompensa será a retirada das acusações que pesam sobre ele: mas ao invés de extrair algo da mente de alguém, ele terá de fazer a inserção (a “inception” do título original) de uma idéia. Algo considerado impossível, exceto por Cobb – que sabe qual foi a verdadeira causa do suicídio de sua esposa, cuja presença é uma ameaça constante em seus sonhos e poderá inviabilizar a missão. Continuar lendo “Resenha: A ORIGEM (Filme em Destaque)”