ScoreTrack: 1999-2019


Caros leitores do ScoreTrack.net, o inevitável momento chegou: depois de 20 anos publicando resenhas, artigos e notícias, nosso site encerra suas atividades. Desde o seu início, o ScoreTrack foi essencialmente dedicado a cinéfilos colecionadores de CDs de trilhas sonoras, DVDs e mais recentemente Blu-rays. Nem é preciso dizer que, nestes 20 anos de vida, muita coisa mudou no mundo e, em especial, nas áreas de nosso interesse – afetando, para o bem e para o mal, este nosso projeto.

A mídia física agoniza, o grande mercado hoje prioriza o streaming e o download, e dos maiores compositores de trilhas sonoras da história, apenas John Williams ainda se encontra em esparsa atividade, provavelmente aposentando-se em definitivo após o próximo longa de Star Wars.

E por último mas não menos importante: os muitos colaboradores que tivemos partiram rumo a outros projetos profissionais e pessoais, tornando praticamente impossível manter a periodicidade nas publicações de artigos e, principalmente, resenhas de trilhas sonoras, filmes e lançamentos em DVD/Blu-ray.

Estes fatores deixaram bem claro que uma era chegou ao fim, levando à amarga decisão de concluir nossas atividades. No entanto o site (tanto em português como em inglês), sua página no Facebook e conta no Twitter permanecerão indefinidamente no ar, permitindo a consulta de seu conteúdo e mantendo acessível pelo menos parte dos registros de duas décadas que, para mim e para todos os que colaboraram com este projeto, foram plenas de ricas e gratificantes experiências.

Encerro, portanto, agradecendo a todos os leitores e colaboradores do ScoreTrack.net que nos prestigiaram, e desejando a todos muita felicidade e sucesso nos anos que virão. Muito obrigado, ScoreTrackers!

Jorge Saldanha – Editor do ScoreTrack.net

9 comentários sobre “ScoreTrack: 1999-2019

  1. Jorge! Triste ler este anúncio, mas ao mesmo tempo compreendo totalmente. Parabéns pelo incrível e apaixonado trabalho que você desenvolveu! A música de cinema agradece!! Grande abraço e espero reencontrá-lo em breve!

    Curtir

  2. É uma pena. Compartilho da mesma tristeza e “decepção”. O mercado de mídias físicas vem diminuindo há vários anos. No Brasil, lançamentos de lps/cds de trilhas sonoras orquestrais já é coisa de um passado remoto. Lembro muito bem do tempo em que comecei a colecionar lps de “soundtracks” lançados nas lojas poucas semanas após a estreia dos filmes. Isso foi lá pelos anos de 1970/1980. E não eram poucos! Eu diria que foi a “era de ouro” desse mercado no Brasil, talvez no mundo! Na Europa, ainda é possível encontrar lojas com uma pequena variedade de títulos, mas nada que se compare ao que víamos há 10 ou 15 anos. Vivemos novos tempos e, paciência, temos que nos adaptar e seguir em frente.
    De qualquer maneira, agradeço por sua dedicação e competência ao longo desses 20 anos para manter o site no ar, um espaço raro e precioso a serviço dessa arte maravilhosa que é a música de cinema.
    Desejo pra você felicidades, novos projetos e tudo de bom!

    Curtir

  3. Escrevo este comentário ouvindo a trilha sonora de “Ben-Hur”, composta por Miklós Rózsa. É o estado da arte da música para o cinema. Assim como o ScoreTrack era o estado da arte em opinião, notícia e atualização em trilha sonora. Tive a felicidade de conhecer Jorge Saldanha quando, junto ao querido César Louis, editava o fanzine Zona Neutra em Xerox. Para mim, um leigo que amava trilhas sonoras, foi um encontro abençoado. O talento, o conhecimento, a generosidade logo o transformaram em um dos pilares do fanzine. E eu ganhei um grande amigo cuja generosidade sempre me impressionou. O Zona Neutra se foi. Mas surgiu o ScoreTrack. Além de Miklós Rózsa, Bernard Herrmann, John Williams, Jerry Goldsmith, John Barry, Lalo Schifrin muitos outros maestros desfilaram por suas páginas. Ricos artigos sobre as clássicas partituras e seus brilhantes compositores deleitaram fãs de música com um conhecimento que beira a erudição. Infelizmente o século vinte e um, tão marcado pelo “copiar e colar” no cinema, diluiu, também, o pensar das partituras. Frente a este árido horizonte, o ScoreTrack escolhe encerrar suas atividades. Respeito, mas lamento profundamente esta decisão, pois sei que Jorge Saldanha ainda guarda muitos tesouros para dividir conosco. Mas agradeço cada uma das incontáveis horas nas quais ele passou pesquisando, escrevendo e editando conteúdos, mantendo vivo com seu talento este oásis de conhecimento musical. Felizmente este rico conteúdo permanecerá acessível para todos que amam a música para o cinema. Eu, que me emocionei no Cine Cacique assistindo ao Príncipe Colwyn descobrir o gládio em uma caverna no topo da montanha ao som de “Quest For The Gjaive” de James Horner durante a exibição de “Krull”, agradeço as doses maciças de talento, dedicação e generosidade investidas pelo amigo nestas gloriosas duas décadas nas quais me iluminou desde preciosas faixas específicas até obrigatórios álbuns duplos, triplos e coletâneas. Por favor, toque outra vez Sal.

    Curtir

    • Um depoimento emocionante – e emocionado – como este só poderia vir mesmo do amigo Denis Winston Brum, que ajudou a enriquecer o ScoreTrack com comentários e resenhas, além de ter sido um dos grandes fatores que me motivaram a levar o ScoreTrack para a internet no fim do século passado. Muito obrigado por tudo Denis. Este capítulo se encerrou, mas a história continua para nós, tenha certeza. Grande abraço!

      Curtir

  4. Com certeza fará falta para nós cinéfilos apaixonados pela sétima arte e pelas suas trilhas sonoras, eu sempre acompanhava as resenhas postadas aqui no site, principalmente resenhas de trilhas sonoras e filmes lançados em DVD e Blu-ray como sou colecionador me ajudava na hora de escolher títulos para minha coleção. Sou muito fã de trilhas de cinema também e o scoretrack era o único site nacional que conheço que fazia resenhas maravilhosas de trilhas sonoras e lançamentos em Home Vídeo. É uma pena que o site tenha chegado ao film. Obrigado por ter nos proporcionado excelentes resenhas durantes estes vinte anos e muitas felicidades.

    Curtir

  5. Uma pena ler essa notícia… Só posso agradecer por todas as vezes em que entrei aqui e encontrei conteúdo de qualidade sobre interesses que, infelizmente, são difíceis de encontrar aqui no Brasil.

    Curtir

  6. Que notícia lamentável, uma triste surpresa e enorme perda para os que apreciam grandemente bons conteúdos sobre música….
    Só nos resta agradecer o conteúdo que permanecerá e respeitar a decisão…
    Meu muito obrigada por essa experiência que nos proporcionou.

    Curtir

Deixe uma resposta para CINEPIANO (@CINEPIANO) Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s