Resenha de Série: STAR TREK: DISCOVERY – Episódio “Despite Yourself”


Star Trek: Discovery Episode 1×10 – “Despite Yourself” (2018)
Elenco: Sonequa Martin-Green, Jason Isaacs, Shazad Latif, Doug Jones, Anthony Rapp, Wilson Cruz, Mary Wiseman, Mary Chieffo, Sara Mitich, Emily Coutts, Patrick Kwok-Choon
Roteiro: Sean Cochran
Direção: Jonathan Frakes
Cotação:

ATENÇÃO: caso você ainda não tenha assistido ao décimo episódio da primeira temporada de Star Trek: Discovery, o texto a seguir contém Spoilers

Este episódio de retorno da 1ª temporada de Star Trek: Discovery pode ser considerado qualquer coisa, menos monótono. Dirigido com precisão pelo veterano da Nova Geração Jonathan Frakes (que naquela série interpretou o Comandante Riker), ele traz algumas reviravoltas interessantes, baseadas em três acontecimentos capitais (sendo que dois deles já prevíramos em nossas resenhas anteriores):

Primeiro: sim, no final do episódio anterior a Discovery foi realmente parar em um universo alternativo; e sim, ele é o Universo Espelho que já conhecíamos das séries anteriores. E isso é bom, porque todos os episódios situados no Universo Espelho sempre foram acima da média, e este não foi exceção;

Segundo: finalmente foi revelado – não em palavras, mas pelos eventos que transcorreram – que o Tenente Tyler (Shazad Latif) é, de fato, o Klingon Voq, alterado cirurgicamente e que teve nele implantada uma personalidade humana, em um plano engendrado por L’Rell (Mary Chieffo) e ele mesmo; e

Terceiro: tivemos o inesperado assassinato do Dr. Culber (Wilson Cruz) por Tyler / Voq, na cena mais polêmica do episódio e que já está gerando na internet grandes críticas por parte da comunidade gay – pessoal, o fato de um personagem ser homossexual não é garantia de imortalidade.

Com a Discovery do Universo Espelho tendo trocado de lugar com a nossa Discovery, isso abre possibilidades interessantes. Já de cara, achei excelente a ideia da nave e sua tripulação terem de se disfarçar como suas versões espelho. Provavelmente veremos nos próximos episódios a tripulação tentando se adaptar ética e moralmente aos padrões sanguinários, xenofóbicos e racistas do Império Terráqueo. Pelo menos até o Tenente Stamets (Anthony Rapp) se recuperar e novamente se conectar ao motor de esporos, fazendo a nave saltar de volta ao seu próprio universo.

E se ainda havia alguma dúvida sobre Discovery ser uma Star Trek empoderada, ela deixa de existir ao vermos a Cadete Tilly (Mary Wiseman) e Burnham (Sonequa Martin-Green) serem “promovidas” a Capitãs da Discovery e da Shenzhou, respectivamente.

Como Capitã da Shenzhou, Burnham terá de descobrir o que for possível sobre a USS Defiant, nave da classe Constelation (a mesma da Enterprise) que, como vimos no episódio “In a Mirror, Darkly”, de Star Trek: Enterprise, foi a primeira nave da Federação a viajar até o Universo Espelho (em uma rápida visão do diagrama da Defiant, podemos notar que as naves da classe Constitution também tiveram algumas modificações em Discovery).

Sobre o Lorca (Jason Isaacs) que conhecemos até agora, ainda desconfio que ele seja originário do Universo Espelho, já que sua versão de lá aparentemente foi morta pela Capitã Burnham, porém seu corpo não foi encontrado. Aguardemos os próximos capítulos…

Quanto a Tyler, espero nos próximos episódios um conflito decisivo entre suas personalidades humana e Klingon. É até mesmo possível que seu lado humano não se lembre de ter assassinado Culber, sob a influência de Voq. Não dá para ter certeza sobre qual personalidade sairá vencedora, mas Latif entregou uma atuação neste episódio em um nível que poderá lhe garantir cadeira cativa na tripulação, independentemente do seu passado Klingon.

Enfim, tivemos um ótimo retorno de Discovery, que nos promete um final de temporada explosivo e cheio de surpresas. E você, o que achou do episódio? Deixe seu comentário abaixo, e até a próxima semana!

Jorge Saldanha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s