cadaumnasuacasa

Resenha: HOME – Lorne Balfe (Trilha Sonora)


home_CDMúsica composta por Lorne Balfe, Stargate
Selo: Relativity Music Group
Catálogo: Download Digital
Lançamento: 14/04/2015
Cotaçãostar_3_5

A mais nova produção (e única nesse ano) a sair da DreamWorks Animation é Cada Um Na Sua Casa (Home, 2015), que conta a história de uma raça de alienígenas patetas chamados Boov, que invadem a Terra. Um de seus membros, Oh, acidentalmente comete um erro e passa a ser perseguido por seu próprio povo. No caminho, ele encontra a corajosa garotinha Tip e, juntos, os dois irão construir uma grande amizade. No estrelado elenco de vozes, temos os talentosos comediantes Steve Martin e Jim Parsons e as mega pop stars Rihanna e Jennifer Lopez. Com artistas famosas como elas, é claro que o foco da parte musical do filme estaria em suas canções, principalmente da primeira – e que levou o pôster nacional do longa a anunciar em letras garrafais: “Trilha sonora de Rihanna”.

Porém, como sabemos, a cantora barbadiana não foi a responsável por toda a trilha, principalmente o score. Este foi de autoria de Lorne Balfe, mais uma cria da Remote Control (RC), que, aos poucos, vem trilhando seu caminho rumo à consolidação no cinema blockbuster hollywoodiano. Para a DWA, Balfe já trabalhou nas trilhas de Megamente (Megamind, 2010) e na última produção da casa, Os Pinguins de Madagascar (Penguins of Madagascar, 2014). Ambas as trilhas foram bem recebidas, e mostraram que o escocês possuía um talento promissor. Felizmente, essa tendência continua no bom score de Cada Um Na Sua Casa.

Você pode até desgostar dos compositores saídos da fábrica de Hans Zimmer, que vem inundando o mercado nas últimas décadas, mas uma coisa tem que ser admitida: eles sabem como compor para animações. No final dos anos 1990, Harry Gregson-Williams e John Powell ascenderam no gênero, trabalhando para a mesma DWA e estabeleceram um estilo que se tornaria proeminente em todos os scores desde então, até que Powell, alguns anos mais tarde, viria a se tornar o atual rei indiscutível desse tipo de filme. Com sua carreira já consolidada, foi a vez dos seus colegas na RC seguirem o mesmo caminho. Logo, Henry Jackman mostrou que era um sucessor digno de Powell, com ótimos trabalhos em Gato de Botas (Puss in Boots, 2011), Detona Ralph (Wreck-It Ralph, 2012) e Operação Big Hero (Big Hero 6, 2014). Agora, é a vez de Balfe, e sua trilha para Cada Um Na Sua Casa mostra que o sujeito escreveu num estilo similar aos dos outros da RC em animações. Segundo a capa do disco, ele compôs em parceria com Stargate, um duo norueguês que produziu as canções do filme, e já trabalhou com Rihanna várias vezes antes. Isso significa que, muito possivelmente, as canções foram incorporadas ao tecido da música. Porém, ouvindo o disco, pode-se dizer que a maior parte é de autoria de Balfe.

O score é dominado por um tema principal, que aparece logo na primeira faixa. Intitulado Symphony in Oh, é um tema em duas partes, ligeiramente bobo, porém divertido e amigável, como o protagonista do longa. A primeira parte é uma melodia quase infantil, aludindo à personalidade mais inocente da produção, e a segunda incorpora metais, lembrando o trabalho de Powell. Para a orquestração, Balfe mistura orquestra e instrumentos de música pop, como violões, guitarras e sintetizadores, dando um ar moderno, porém acolhedor, para o tema.

Depois da sua introdução, ele é ouvido em quase todas as faixas seguintes, ganhando novas versões a cada repetição. Por exemplo, em Saying the Sorry, a parte dois do tema se converte numa melodia heroica de ação, utilizada novamente em Two Fugitives, Come Into the Out Now, Smek Down e Patched In. Da mesma forma, a parte um é usada tanto em momentos de forma terna e cômica (em Saying the Sorry e Moving Day), melancólica (Smek Down) e integrada às melodias de ação (nas faixas quatro e cinco).

Aliás, falando em ação, o disco tem bastante dela. Consistindo em enérgicas melodias para orquestra, com ocasionais participações de coro, guitarra e sintetizador, elas não só lembram a escrita de Powell em animações como também trazem certa semelhança, na integração de instrumentos eletrônicos e acústicos, com os scores de ação produzidas pela Media Ventures (a antecessora da RC) na década de 1990 – faixas como Two Fugitives parecem vagamente ser uma versão moderna de saudosos guilty pleasures como O Pacificador (The Peacemaker, 1997). Assim, ainda que Balfe pese a mão um pouco, suas faixas de ação são energéticas e complexas.

Mais para o final do disco, temos alguns momentos mais melancólicos, tão presentes em filmes familiares. A nona faixa, Sad-Mad traz cordas tocantes e piano, seguidas por um trecho mais otimista para violão, flauta e orquestra. Já Running Towards the Danger, após mais melodias de ação, apresenta orquestrações dramáticas e grandiosas. A bela Returning the Shusher, por sua vez, traz uma dimensão épica ao encerramento do score. Em seguida, Frolicking in Paris finaliza o disco com uma melodia alegre e divertida, incluindo o tema principal, para orquestra, guitarra e bateria.

O álbum do score de Cada Um Na Sua Casa possui pouco menos de quarenta minutos, que passam voando. É uma trilha alegre, simpática e divertida, e mais uma boa adição ao currículo de Balfe e da RC em animações. Qualquer um que tenha gostado das trilhas de John Powell e Henry Jackman para o gênero também encontrará muito o que apreciar aqui.

Faixas:

1. Symphony In Oh 3:29
2. Gratuity’s Apartment 1:58
3. Saying The Sorry 2:45
4. Two Fugitives 3:04
5. Come Into The Out Now 2:47
6. Smek Down 4:18
7. Patched-In 4:08
8. Moving Day 2:47
9. Sad-Mad 2:22
10. Running Towards Danger 2:16
11. Knock-Knock 2:39
12. Returning The Shusher 3:41
13. Frolicking In Paris 3:30

Duração: 39:44

Tiago Rangel

Uma opinião sobre “Resenha: HOME – Lorne Balfe (Trilha Sonora)”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s