night_museum_tomb

Resenha: NIGHT AT THE MUSEUM: SECRET OF THE TOMB – Alan Silvestri (Trilha Sonora)


13902Música composta por Alan Silvestri
SeloVarèse Sarabande
Catálogo: 302 067 320 8
Lançamento: 15/12/2014
Cotaçãostar_3_5

Apesar de ser mais conhecido por suas colaborações com o diretor Robert Zemeckis e por seus diversos filmes de ação, uma boa parte da carreira de Alan Silvestri foi dedicada a comédias infantis e para toda a família, como O Pequeno Stuart Little (Stuart Little, 1999), Lilo e Stich (Lilo and Stitch, 2002) e, claro, os dois primeiros filmes da série iniciada com Uma Noite no Museu (A Night at the Museum, 2006). Mesmo sendo experiente no gênero, suas trilhas para o primeiro filme e sua continuação, Uma Noite no Museu 2 (Night at the Museum: Battle of the Smithsonian, 2009) dificilmente podem ser consideradas como estando entre seus melhores trabalhos.

Assim, para minha imensa surpresa, o score para o terceiro (e possivelmente último) filme da saga, Uma Noite no Museu 3 – O Segredo da Tumba (Night at the Museum: Secret of the Tomb) acabou se revelando um trabalho de ótima qualidade de Silvestri. Certamente, é a sua melhor trilha desde Capitão América – O Primeiro Vingador (Captain America: The First Avenger). Mesmo que a música seja inteiramente composta no estilo que Silvestri adotou para si há anos, e que vem repetindo em suas diversas trilhas desde então, ainda assim ele parece ter escrito para O Segredo da Tumba com muito mais inspiração do que para os outros dois filmes.

Uma das principais críticas feitas aos álbuns dos dois primeiros filmes da trilogia era que as faixas eram muito curtas, e impediam que a música fosse mais desenvolvida. Silvestri parece tê-las ouvido e corrigiu isso, pois, neste disco, a maioria das faixas tem pouco mais de três minutos. Porém, isto também originou um problema: boa parte dos cues parece sem direção, ou seja, mudam o tom de comédia para ação, depois para drama, para romance e de volta para comédia. Entretanto, Silvestri tem que ater sua música ao filme, que, no caso, é uma comédia frenética e animada, da qual podemos esperar constantes mudanças do tom da cena. Mesmo assim, isso não impede que a experiência de ouvir as faixas no disco seja ligeiramente frustrante.

O que torna este um álbum especial de Silvestri são três momentos. O primeiro está logo no começo do disco, a faixa inicial The Ahkmnerah Expedition. O prólogo do filme se passa no Egito, em 1938, e é uma oportunidade de Silvestri revisitar a excelente música que ele compôs para O Retorno da Múmia (The Mummy Returns, 2001). Na verdade, com sua orquestra, coral e instrumentos de percussão típicos, esta faixa não ficaria estranho no disco da aventura lançada quatorze anos atrás. Saudosistas do compositor acharão muito para agradá-los aqui.

O outro é a décima faixa, Xiangliu, provavelmente o melhor cue de ação escrito por Silvestri em anos. Aqui ele utiliza toda a orquestra, com destaque para metais e percussão, além de um enorme coral, cantando cânticos em algo que parece latim, numa melodia furiosa e violenta por mais de três minutos, finalizando com uma heroica fanfarra. Lembra algo que Howard Shore poderia ter escrito para os filmes da Terra-Média, ou mesmo a própria (e ótima) trilha de Silvestri para Van Helsing – O Caçador de Monstros (Van Helsing, 2004). Apesar de ser estranho que a melhor faixa de ação do compositor em bastante tempo não venha de um filme do gênero, mas de uma comédia para toda a família, ela mostra que, após mais de 30 anos de carreira, ele ainda não perdeu o jeito.

Além disso, Silvestri reservou as últimas quatro faixas do álbum para mostrar um pouco do seu lado mais suave e doce. Em Seeing Your Boy Become A Man, ele utiliza piano, cordas e sopros numa bela e melancólica melodia, toda construída ao redor de um singelo tema para orquestra. Já em Laaa Love, a música é um pouco mais animada e grandiosa, mas não menos romântica. A Farewell Kiss continua no mesmo estilo, reutilizando o tema de Seeing Your Boy Become A Man, de forma igualmente triste. Por último, Teddy’s Goodbye guarda uma surpresa: Uma Noite no Museu 3 – O Segredo da Tumba foi o último filme completo do comediante Robin Williams, morto em agosto de 2014 e que interpretava o ex-presidente americano Theodore Roosevelt nos longas da franquia. Assim, o filme serve como uma despedida do ator das telas, e Silvestri a acompanha com uma música melancólica, mas ligeiramente otimista. É como se, através de sua música, o compositor dissesse que, apesar da tristeza de sua morte, o legado de Williams estará para sempre eternizado em seus filmes.

Contando com esses três ótimos momentos, fica fácil esquecer da música do restante do disco, mas, felizmente, ainda há muito o que se aproveitar no score, apesar dele ser um pouco derivativo de trabalhos anteriores do músico. Aqui e ali, achamos alguns corais no estilo de O Segredo do Abismo (The Abyss, 1989), percussão como a de O Predador (Predator, 1987), momentos de ação que lembram Os Vingadores (The Avengers, 2012), e alguns cues que não fariam feio em sua trilha para a série Cosmos (idem, 2014). Além disso, a falta de um tema principal forte, especialidade do compositor, ou mesmo da reutilização de temas anteriores da franquia (o main theme dos dois filmes só aparece em Main Hall, numa nova roupagem) também prejudica o disco.

Como já foi dito anteriormente, a constante mudança do tom das faixas faz com que os destaques estejam localizados em pequenos momentos ao longo dos cues. Mesmo assim, deve-se ressaltar as grandiosas aberturas de Performance Prep e The Grand Re-Opening, a paródia de música de espionagem em Sneak and Greet e os trechos de ação em Sir Lancelot, Where Are Jed And Octavius?, Camelot e o épico final de The Quest. The Legend of the Tablet, outra faixa consistentemente boa, com suas grandiosas orquestrações.

A trilha de Uma Noite no Museu 3 – O Segredo da Tumba pode não ser o mais original dos trabalhos do compositor, mas certamente é o melhor escrito em algum tempo. Os fãs do compositor encontrarão muito para agradá-los aqui. E que o veterano Silvestri continue melhorando cada vez mais em seus scores.

Faixas:

1. The Ahkmnerah Expedition 3:34
2. Performance Prep 2:02
3. LOL 2:22
4. The Grand Re-Opening 3:13
5. The End Will Come 2:19
6. Sneak And Greet 3:25
7. Sir Lancelot 3:33
8. Where Are Jed And Octavius? 2:50
9. Main Hall 3:24
10. Xiangliu 3:46
11. Male Bonding 2:15
12. The Legend Of The Tablet 3:11
13. The Escher Fight 3:45
14. Camelot 3:49
15. The Quest 2:35
16. Seeing Your Boy Become A Man 3:14
17. Laaa Love 1:53
18. A Farewell Kiss 2:40
19. Teddy’s Goodbye 3:02

Duração: 56:52

Tiago Rangel

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s