13545Música composta por Frederik Wiedmann
SeloLa La Land Records
Catálogo: LLLCD 1323
Lançamento: 16/09/2014
Cotação: ****

Quando um compositor novato recebe uma chance de ouro, o mundo da Música de Cinema pode ganhar um novo talento. Frederik Wiedmann não é exatamente um novato, já que seu ótimo trabalho em séries como Lanterna Verde e em animações direto para DVD também baseadas nos heróis da DC Comics, como Liga da Justiça: Ponto de Ignição e O Filho do Batman, não passou despercebido pela crítica. Entretanto, Field of Lost Shoes, um longa sobre a Batalha de New Market, durante a Guerra Civil Americana dirigido por Sean McNamara (cujo filme Soul Surfer também tinha uma ótima trilha, composta por Marco Beltrami), foi sua primeira oportunidade para compor uma grande partitura épica para orquestra e coral. E fico feliz em dizer que ele não a desperdiçou.

No encarte do álbum, Wiedmann cita como influências James Horner, James Newton Howard, Jerry Goldsmith e, principalmente, John Barry e seu clássico Dança com Lobos como influências em sua carreira. Certamente, seu score para Field of Lost Shoes deve muito a estes grandes mestres, pois a influência deles está presente em todo o disco. Porém, Wiedmann usa bem o que aprendeu, sem deixar que sua trilha, interpretada com talento pela Macedonian Radio Symphonic Orchestra, se torne apenas uma reedição de trabalhos anteriores.

O tema principal aparece logo na primeira faixa, Main Title. Interpretado por orquestra, coro angelical e violino, ele lembra um pouco o tema de Horner para Tempo de Glória. Ele depois retornará em The Recruited e terá sua melhor interpretação em Thoughts on War, uma longa faixa baseada neste tema, cujo estilo é reminiscente dos grandes trabalhos do compositor de Titanic na década de 1990 (o que não é uma coisa ruim para um fã incondicional de James Horner). Em Vadimus Miles ele retorna após uma melodia dramática e sombria, quase como uma luz de otimismo brilhando após a escuridão da guerra. O tema principal ainda faz mais ótimas aparições em A Soldier’s Heart (que faz uma pequena referência à trilha de Coração Valente próxima do final) e Field of Lost Shoes, as duas últimas faixas.

O outro tema em torno do qual o score é baseado é o tema de amor para os personagens Libby e Sam. É uma melodia comovente e romântica para cordas e violino solo, que começa de maneira inocente e singela. Inicialmente apresentada na faixa Libby, ele depois faz ótimas aparições nas bonitas Love At First Sight e A Conversation. Na primeira, ele aparece de forma mais sutil e tranquila, interpretada por piano com acompanhamento de cordas, enquanto na segunda o tema de amor aparece de forma mais intensa com violinos e violoncelos. Porém, é em Aftermath que o tema retorna numa interpretação trágica, indicando que o destino dos dois amantes não é nada feliz. Certamente a melhor e mais bela do disco, a faixa desenvolve-se de maneira progressivamente mais dramática, até encerrar com um melancólico piano atmosférico.

O disco pode ser dividido em duas metades. A primeira busca fazer uma ambientação no interior dos Estados Unidos, e, para isto, conta com um violino solo típico e violões junto à orquestra, lembrando o estilo de Thomas Newman. A melodia, ligeiramente dissonante, mostra ao ouvinte que a guerra está próxima. A segunda metade, que se inicia a partir da triste I Will Fight for My Family, é mais dramática e progressivamente mais trágica. A última meia hora do álbum é onde Wiedmann verdadeiramente brilha com ótimas faixas.

O clímax do álbum se dá em Send the Boys In e Storming the Hill, cujo estilo e construção lembram muito a dobradinha Red Warrior e The Way of the Sword, da trilha de O Último Samurai, composta na melhor fase de Hans Zimmer. As primeiras faixas citadas de cada trilha iniciam-se de forma melancólica, como uma preparação para guerra, até explodir na batalha em si, representada por uma violenta música de ação. Já Storming the Hill, assim como The Way of the Sword, começa com uma melodia de batalha (que, no caso de Wiedmann, tem todo o dramatismo típico de uma trilha da Remote Control, mas sem as fracas orquestrações e a irritante instrumentação eletrônica), até um final elegíaco. O disco, então, encerra-se nas já citadas Aftermath, A Soldier’s Heart e Field of Lost Shoes.

Esta é, portanto, uma ótima trilha sonora, que merece ser descoberta. Aplausos para Frederik Wiedmann que não teve medo de entregar um score grandioso, capaz de impactar emocionalmente o ouvinte, assim como seus mestres fizeram anteriormente. Altamente recomendada.

Faixas:

1. Main Title 2:31
2. The Issue of Slavery 2:37
3. Young John Wise 1:11
4. The Initiation of a Rat 3:47
5. The Flower of His Youth 3:03
6. Sunstruck Rat 1:24
7. From an Artist’s Mind 0:54
8. Libby 1:59
9. Old Men Make the Promises 1:42
10. The Recruited 5:02
11. Love at First Sight 1:35
12. Young Cadets Marching 1:09
13. A Picture of the Past 0:58
14. A Conversation 2:49
15. I Will Fight for My Family 1:39
16. The Language of the Winners 1:45
17. The Helpless 2:06
18. Thoughts on War 5:41
19. May 15, 1864 1:38
20. New Market Heights 2:15
21. Vadimus Miles 3:09
22. Send the Boys In 3:32
23. Storming the Hill 7:02
24. Aftermath 6:20
25. A Soldier’s Heart 2:46
26. Field of Lost Shoes 4:05

Duração: 72:39

Tiago Rangel

Anúncios