Resenha: THE NOVEMBER MAN – Marco Beltrami (Trilha Sonora)


November_man_CDMúsica composta por Marco Beltrami
SeloVarèse Sarabande
Catálogo: 302 067 295 8
Lançamento: 09/09/2014
Cotação: ***

O diretor Roger Donaldson, geralmente, costuma se cercar de compositores talentosos e inspirá-los a compor ótimas trilhas (como A Experiência, de Christopher Young, e Treze Dias que Abalaram o Mundo, de Trevor Jones). Para este O Homem Novembro, pode-se dizer que apenas a primeira parte da frase anterior está correta. Já a segunda, infelizmente, nem tanto.

Em seu novo filme, um thriller de espionagem estrelado pelo ex-James Bond Pierce Brosnan, Donaldson decidiu contar com Marco Beltrami, já reconhecido principalmente por seus scores para fitas de ação, terror e suspense, na trilha sonora. Assim, era de se esperar que a música fosse ao menos interessante, ao contar com um especialista no gênero. Porém, é uma pena que a trilha resultante tenha sido tão genérica – e ganha um doce quem adivinhar em qual score de espionagem Beltrami se inspirou para compor sua nova trilha.

Aliás, “compor” é uma palavra que não se encaixa totalmente aqui, pois Beltrami contou, segundo consta no disco, com nada menos que quatro compositores de música adicional: Dennis Smith, Marcus Trumpp, Wlad Marhulets e Xiaotian Shi. Assim, permanece a dúvida sobre a real autoria das faixas que escutamos. Entretanto, ao menos Beltrami pode alegar que não é o único responsável pela monotonia da música. Ao fazer um álbum focado mais em texturas e em construir tensão (que nunca desemboca em nada), ele acaba cometendo o erro de uma quantidade enorme de outros músicos desejosos de copiar o trabalho de (sim, ele mesmo, você ganhou um doce) John Powell na trilogia Bourne.

Mas não dá para dizer que o trabalho de Beltrami é apenas a típica música de espionagem genérica dos anos 2000. Ela possui algumas ideias interessantes e faixas muito boas, além de, em sua maior parte, ser bem composta. Na verdade, o álbum começa relativamente bem com Take Orders. Nela, o tema do filme (que lembra um pouco o tema de Danny Elfman para O Procurado) aparece executado num cimbalom, uma espécie de instrumento de cordas muito famoso no Leste Europeu, e que ajuda a dar um sabor exótico, porém moderno, à trilha. Em seguida, entra uma melodia de ação estilosa que, apesar de ser a mesma que se tem ouvido desde A Identidade Bourne, em 2002, ao menos possui ritmo e orquestração interessantes. Outros destaques são Natalia, que traz o retorno do cimbalom em meio a cordas e percussão, e a tensa Run from Mason.

O problema é que o ouvinte logo vai percebendo que toda esta tensão não vai dar em lugar algum. Com exceção da romântica Mason Scores, que traz uma boa e atmosférica performance de guitarra acústica e cordas, a maior parte da música é tediosa e repetitiva. São diversas faixas em que os efeitos eletrônicos se sobrepõem à orquestra, enquanto esta se foca mais na ambientação, na tensão e num clima de perigo. Destacando-se deste meio, temos a decepcionante Mira Mira On the Wall, que possui nove minutos de sintetizadores e orquestrações sombrias.

Ao fim do disco, porém, temos alguma excitação genuína, que ajudam a salvar o score. Não é nada memorável, mas ao menos é melhor do que a música de Beltrami e seus co-compositores vinha sendo até então. Mason Jarred, apesar de ser uma das faixas mais curtas, é também uma das melhores, uma melodia enérgica e violenta, que o compositor sabe entregar tão bem. Já Mason Saves Lucy e a maior parte de Reunited são faixas de ação de ritmo rápido e genuinamente empolgantes. End Credits encerra o álbum, reapresentando o tema do filme de maneira mais completa e trazendo alguns interessantes padrões de percussão.

No geral, O Homem Novembro tem seus momentos, mas não se iguala às duas outras trilhas de Beltrami deste ano, Expresso do Amanhã e O Doador de Memórias. Geralmente, Marco Beltrami tem um estilo próprio para compor, e não costuma se entregar à convenções. Assim, é uma pena que isto tenha acontecido aqui. Esperemos que ele volte à antiga forma em seus próximos scores.

Faixas:

1. Take Orders (05:23)
2. She Asked For You (02:30)
3. Natalia (03:51)
4. Code 42 (03:58)
5. Natalia Dies (00:57)
6. It Was Devereaux (01:56)
7. Run From Mason (06:52)
8. Who Done It (01:33)
9. Mason Scores (01:27)
10. Leg Cut (04:15)
11. Mason Finds Lucy (01:53)
12. Mira Mira On The Wall (09:26)
13. Confession (04:57)
14. Mason Jarred (00:59)
15. November Man (02:27)
16. Mason Saves Lucy (02:12)
17. Reunited (04:51)
18. End Credits (02:04)

Duração: 61:31

Tiago Rangel

Anúncios

Uma opinião sobre “Resenha: THE NOVEMBER MAN – Marco Beltrami (Trilha Sonora)”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s