hans-zimmer1

Perfil: HANS ZIMMER


pzimmerO compositor alemão radicado nos EUA, Hans Florian Zimmer, possui uma produtiva carreira, tendo conquistado o cenário musical de Hollywood inicialmente com sua habilidade em combinar sintetizadores e orquestra. Seus scores possuem grande popularidade entre a mais nova geração de fãs da música de cinema. Em 1999, foi indicado para dois Oscars: Melhor Partitura Original – Drama por Além da Linha Vermelha, e Melhor Partitura Original – Comédia por O Príncipe do Egito. Em 1994, o compositor criou o score do desenho de grande sucesso da Disney, O Rei Leão, cujo álbum, também contendo as canções de Elton John, vendeu mais de 12 milhões de cópias em todo o mundo. Por este trabalho, Zimmer recebeu o Oscar e o Globo de Ouro por Melhor Partitura Original, dois Grammys, o American Music Award pelo Melhor Álbum do Ano, e o Prêmio da Crítica de Chicago por Melhor Partitura. Zimmer também foi indicado ao Oscar pelas trilhas de Rain Man, The Preacher’s Wife, Maré Vermelha,  Melhor é Impossível, Gladiador (pela qual ganhou em 2001 o Globo de Ouro), Sherlock Holmes e A Origem.

Nascido em Frankfurt, Zimmer iniciou sua carreira compondo jingles, e reuniu-se com Trevor Horn e Geoff Downes no grupo  The Buggles para produzir o sucesso “Video Killed the Radio Star”, e o álbum subseqüente The Age of Plastic. Após conhecer e trabalhar com o compositor de filmes Stanley Myers, Zimmer decidiu incorporar os estilos  eletrônico e clássico ao seu trabalho. Os dois músicos criaram o estúdio Lillie Yard em Londres e produziram partituras para vários filmes ingleses, incluindo o grande sucesso Minha Adorável Lavanderia. Em 1986, Zimmer fez o seu primeiro filme solo, Vardo, e colaborou com Ryuichi Sakamoto e David Byrne na trilha do premiado épico O Último Imperador. Em seguida voltou a reunir-se com Stanley Myers para a trilha de Nature and the Beast. Para a Vestron, compôs a música para o filme de Faye Dunaway e Klaus Maria Brandauer, Burning Secret.

O momento decisivo na carreira de Zimmer veio logo após ter composto a música para um filme de baixo orçamento sobre a África do Sul, chamado A World Apart. Como resultado daquele trabalho, compôs o score indicado ao Oscar do filme que levou o prêmio de Melhor Filme de 1988, Rain Man, estrelado por Dustin Hoffman e Tom Cruise. A partir daí seguiram-se vários trabalhos em filmes como Chuva Negra, Conduzindo Miss Daisy, Dias de Trovão e Morando com o Perigo, este dirigido pelo premiado diretor John Schlesinger. De 1991 a 1993, Zimmer compôs as trilhas de Green Card (Peter Weir), Thelma & Louise (Ridley Scott), Cortina de Fogo (Ron Howard), Radio Flyer (Richard Donner) e K-2. A partir daí compôs as canções e a música para o drama do diretor John Avildsen O Poder de Um Jovem, e mais tarde colaborou com a diretora Penny Marshall em Uma Liga Muito Especial, com Barry Levinson em A Revolta dos Brinquedos, e Tony Scott em Um Amor À Prova de Balas.

phansTambém compôs as trilhas para o sucesso da Disney Cool Runnings, A Casa dos Espíritos (Billie August), Zona Mortal (John Badham, com Wesley Snipes), Maré Vermelha (mais uma vez dirigido por Tony Scott, estrelando Gene Hackman e Denzel Washington), Nove Meses (Chris Columbus), Something To Talk About, com Julia Roberts, A Última Ameaça (John Woo), Muppet Treasure Island, The Preacher’s Wife (Penny Marshall), O Fã (com Robert DeNiro e Wesley Snipes), Além da Linha Vermelha (Terrence Malick), os desenhos animados da DreamWorks O Príncipe do EgitoA Caminho do Eldorado, Gladiador (Ridley Scott), Missão Impossível II (John Woo), Hannibal (a continuação de O Silêncio dos Inocentes, dirigida por Ridley Scott) e Pearl Harbor, de Michael Bay.

Os trabalhos posteriores de Zimmer incluem Black Hawk Down, novamente de Ridley Scott, O Último Samurai (Edward Zwick), O Código Da Vinci (seu reencontro com Ron Howard) e a continuação Anjos e Demônios, Sherlock Holmes – O Jogo das Sombras e O Cavaleiro Solitário, entre muitos outros. Em 2005 Zimmer iniciou uma interessante colaboração com o diretor e produtor Christopher Nolan, que resultou até agora nas trilhas da trilogia Batman – O Cavaleiro das Trevas (cujos dois primeiros filmes foram compostos em parceria com James Newton Howard), A Origem, O Homem de Aço e os futuros Interstellar e Batman Vs. Superman. Hans Zimmer foi um dos fundadores da empresa californiana Media Ventures (hoje Remote Control), incubadora de compositores que revelou os talentos de, entre outros, John Powell, Klaus Badelt,  Jeff Rona,  Jay Rifkin,  Mark Mancina, Harry Gregson-Williams, Gavin Greenaway, Henry Jackman e Ramin Djawadi.

Zimmer retorna este ano ao universo dos super-heróis com O Espetacular Homem-Aranha 2, para cuja trilha convocou astros da música pop contemporânea como Pharrell Williams (assista ao featurette abaixo):

Jorge Saldanha

Enhanced by Zemanta

138 opiniões sobre “Perfil: HANS ZIMMER”

  1. Peço logo perdão pelo comentário “pequeno” diante da extensão do texto que trata de toda a carreira do Zimmer, mas achei este o melhor local para comentar, por enquanto. Pude ouvir a versão Deluxe de The Amazing Spider Man 2, que reuniu este time de estrelas e o resultado é uma surpresa. Um trabalho muito bom, que parece se adequar bastante ao ambiente do filme. O tema do vilão Electro é de uma originalidade louvável e muito agradável de se ouvir. Temos um novo tema pra o Aranha (o que é perdoável, caso Zimmer continue na franquia e estabeleça de vez o novo tema), tocado no trompete com grandiosidade pela lenda Arturo Sandoval. Temos também uma variedade de temas, além dos já citados encontra-se um tema de amor e um tema para Harry Osborn. Pra mim, que ultimamente tenho lamentado a contratação de Hans Zimmer pra qualquer trabalho que seja, rsrs,foi uma surpresa agradabilíssima. Quando o alemão resolve trabalhar o resultado é muito bom. (Não gosto de dar meu parecer sobre uma trilha antes de ver dentro do filme, mas com esta já consigo acreditar que o trabalho é melhor que o de Horner)

    (Se os administradores do site preferirem, apagarei o comentário para repostá-lo quando/se for feita a análise da trilha)

    Curtir

  2. Quanto a The Amazing Spider-Man, infelizmente, Tiago, já adianto que minha resenha será negativa. Hans Zimmer me decepcionou muito com esse trabalho.

    Curtir

    1. Ok. Geralmente concordo com suas resenhas e, em caso de discordâncias, seus argumentos bem aplicados me fazem refletir sobre tais pontos de divergência de pensamento. Uma pena é que é sempre divertido fazer coro aos colegas nos comentários inflamados contra o trabalho do compositor, mas dessa vez estarei só como leitor rsrsrs. Obviamente nem será necessário reescrever o comentário anterior, já que ele contém apenas opiniões sem uma explicação argumentativa, o que será feito na resenha. Abraços a todos!

      Curtir

  3. Zimmer não venceu Oscar pela trilha de GLADIADOR. Aquele ano foi para Tan Dun por O TIGRE E O DRAGÃO, uma trilha bem superior.

    Adoro o compositor, acho que nos seus trabalhos mais dedicados ele tem toques de gênio mesmo, sendo que sai com ideias para alguns temas que são simplesmente arrebatadoras (para citar alguns exemplos mais recentes: o tema de duas notas de A ORIGEM, o tema do Curinga, a inspiração para SHERLOCK HOLMES). Muito se lhe critica por receber crédito solo geralmente quando há vários outros pupilos envolvidos num trabalho, mas ele deixa um ótimo depoimento numa entrevista recente em que comenta que a ideia inicial é sempre dele e que às vezes a composição é realmente um trabalho colaborativo entre várias pessoas. É meu compositor favorito, enfim.

    Curtir

      1. (Porque foi corrigido, né? Eu abri a página quando recebi a notificação por e-mail e só fui comentar mais tarde, sem atualizar a página. O texto estava diferente nessa parte, deixando a entender que ele havia ganhado o Oscar e o Globo de Ouro.)

        Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s