1379394091_7

Resenha: GUERRA MUNDIAL Z (Blu-ray 2D+3D)


wwz_BDWORLD WAR Z
Produção: 2013
Duração: 122 min.
Direção: Marc Forster
Elenco: Brad Pitt, Mireille Enos, Daniella Kertesz, James Badge Dale, Ludi Boeken, Fana Mokoena, Peter Capaldi
Vídeo 2D: 2.40:1 (1080p/AVC MPEG-4)
Vídeo 3D: 2.40:1 (1080p/MVC MPEG-4)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 7.1), Português, Espanhol, Francês (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Francês
Região: A, B, C
Distribuidora: Paramount
Discos: 2 (50GB)
Lançamento: 10/10/2013
Cotações: Som: ***** Imagem 2D: **** Imagem 3D: ***½ Filme: ***½ Extras & Menus: **½ Geral: ***½

 SINOPSE
O ex-investigador das Nações Unidas Gerry Lane (Brad Pitt) entra em uma corrida contra o tempo para salvar sua família e o mundo de uma pandemia, que está subjugando governos e ameaçando destruir toda a humanidade.

COMENTÁRIOS
GUERRA MUNDIAL Z é o mais recente título da onda de zumbis que invade o cinema e a TV, porém trazendo algumas peculiaridades que o diferenciam. Para começar, é um blockbuster que teve um custo final estimado em inflados Us$ 200 milhões, produzido e estrelado pelo superastro Brad Pitt. Como se isso não bastasse, ele evita a maior parte das “podreiras” que normalmente caracterizam o gênero, colocando-se em um patamar mais próximo ao dos thrillers, filmes-catástrofe e de ação. 

1379394091_1

O roteiro, escrito por J. Michael Straczynski (criador da série sci-fi BABYLON 5) e Matthew Michael Carnahan, é (vagamente) baseado no livro homônimo de Max Brooks, batizado no Brasil como Guia de Sobrevivência a Zumbis, e acompanha as viagens do personagem de Pitt ao redor do mundo em sua busca desesperada pela origem e a cura da epidemia que está transformando os seres humanos em mortos-vivos “turbinados” (além de velozes, eles agem como um coletivo de insetos). A direção ficou a cargo do alemão Marc Forster (007 – QUANTUM OF SOLACE), que durante as filmagens se desentendeu com o astro / produtor. A crise, alimentada por problemas nas locações e o estouro do orçamento, provocou mudanças na equipe, como a substituição do diretor de fotografia Robert Richardson por Ben Seresin, e culminou com o afastamento de Forster da pós-produção. Nela, Brad Pitt alterou radicalmente a montagem final, o que levou, entre outras coisas, à quase eliminação do personagem de Matthew Fox (LOST), que em suas poucas aparições pouco ou nada fala.

Além disso, para evitar um estouro ainda maior do orçamento, Pitt decidiu mudar todo o terceiro ato do filme, e convocou os roteiristas Damon Lindelof e Drew Goddard para escrever o novo final passado no laboratório de pesquisas da OMS – W.H.O. em inglês – no País de Gales (atenção fãs de DOCTOR WHO: além da coincidência do nome da instalação e o fato de ela situar-se em Cardiff, onde a série é filmada, um dos personagens que lá vemos é interpretado por Peter Capaldi, recentemente escalado para ser o novo Doutor). Graças à troca de um final em larga escala na Rússia, similar à trepidante sequência do ataque em Israel, é em seu epílogo, ambientado em um espaço confinado, que GUERRA MUNDIAL Z mais se aproxima de um filme de zumbis tradicional, onde a ação e o espetáculo cedem lugar ao terror e ao suspense. Surpreendentemente, em uma completa reversão de expectativas, tendo em vista todos os contratempos que afetaram a produção, e em que pese terem permanecido alguns problemas narrativos, o filme tornou-se um sucesso de público e de crítica que abriu espaço para que a Paramount aprovasse a realização de uma trilogia.

1379394091_7

SOBRE O BD
Este Blu-ray com dois discos de GUERRA MUNDIAL Z, envolto pela tradicional luva com efeito metalizado da Paramount, além da versão original de cinema em 3D, com 115 minutos, inclui um corte estendido 2D com 122 minutos, que adiciona mais violência aos confrontos com os mortos-vivos. A maior parte são cenas alternativas e estendidas realçadas com sangue digital, que tornam a produção um pouco mais mais forte e sombria. Nessa versão, além de estarem presentes os “head shots” (para quem não sabe, uma das maneiras garantidas de matar um zumbi é dar-lhe um tiro na cabeça), a amputação da mão da soldada Segen é mais explícita. A trama permanece inalterada, mas há algumas adições e alterações nos diálogos. No geral, gosto mais da versão estendida por ela proporcionar uma experiência mais próxima à de um filme de zumbis clássico – ainda que não se compare, em termos de violência, aos filmes de George Romero e suas releituras modernas, incluindo a série de TV THE WALKING DEAD.

1379394221_6

A transfer 1080p/AVC MPEG-4 da versão estendida 2D, na proporção de tela 2.40:1, é de ótima qualidade, reproduzindo de forma fiel a concepção visual original, que na maior parte do tempo é bem detalhada. As texturas de roupas, assim como detalhes faciais e capilares, são visíveis com claro realismo. No entanto, são exatamente as características inerentes à fonte que retiram pontos da apresentação visual. O longa foi rodado com câmeras de vídeo 4K e de filme 35mm, e principalmente nas cenas captadas digitalmente, muitas vezes a imagem parece perder resolução e vivacidade. A paleta de cores é estéril, sem vivacidade, ainda que mesmo nos piores momentos elas sejam reproduzidas em tons adequados. O contraste também sofre, mas os pretos são escuros e fortes, sem sinais de black crush. Artefatos e filtragens estranhos à captação original são inexistentes. A transferência 1080p/MVC MPEG-4, da versão de cinema 3D basicamente replica as características da 2D, porém com menos brilho e contraste. Apesar de termos aqui uma conversão que pode ser considerada muito satisfatória, os elementos 3D não chegam a impressionar. Os efeitos pop-up quase inexistem, mas a profundidade da imagem, genericamente falando, é boa, especialmente nas tomadas de longa distância, como as iniciais nas ruas da Filadélfia. Nas cenas com zumbis a audiência irá se assustar quando algumas criaturas correrem em direção à câmera, mas não é nada que fuja do básico.

1379394091_9

Quanto à faixa de áudio original em inglês DTS-HD Master Audio 7.1, é excelente e está à altura do elaborado sound design. Diálogos, gritos, guinchos e a trilha incidental de Marco Beltrami são reproduzidos com fidelidade cristalina, e os graves são potentes e farão suas paredes tremerem com explosões e o movimento das hordas de desmortos. Os canais surround trabalham para criar uma atmosfera sonora sutil e imersiva, e nos momentos de ação envolvem o espectador com ruídos de multidões em pânico, helicópteros circulando, explosões e tiros. Completam as opções sonoras dublagens lossy Dolby Digital 5.1 em português, espanhol e francês, idiomas disponíveis também para as legendas. Os menus principal e pop-up, como na maioria dos BDs da Paramount, estão apenas em inglês.

EXTRAS
GUERRA MUNDIAL Z é mais um novo lançamento que chega em BD deixando muito a desejar em termos de extras, boa parte deles disponíveis apenas em edições exclusivas de lojas estrangeiras ou online. Aqui não há comentários em áudio e os featurettes passam longe dos problemas de bastidores e do final original, que chegou a ser filmado mas não foi completamente finalizado com efeitos visuais (trechos dessa sequência foram aproveitados na montagem que encerra o longa). Todos os vídeos estão em HD, com áudio em inglês e legendas em português. Como os menus estão em inglês, foram mantidos os títulos originais.

1379394221_5

  • WWZ: Production (36 min.) – O principal extra é este making of em quatro partes, que podem ser assistidas na sequência ou em separado, focando na realização das cenas iniciais da pandemia, os efeitos especiais e visuais de duas grandes cenas de ação, e as cenas a bordo do avião e no laboratório de Cardiff;
  • Origins (8 min.) — Material de divulgação que consiste de depoimentos do elenco e da equipe sobre a produção e a adaptação do livro de Brooks para o cinema;
  • Looking to Science (7 min.) — Curto featurette sobre o emprego de elementos científicos para tornar realista a pandemia do filme, e que também aborda de leve a atual moda de zumbis.

1379394221_8

Jorge Saldanha

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s