resident-evil-retribution-8-facebook-cover

Resenha: RESIDENT EVIL 5: RETRIBUIÇÃO (Blu-ray 3D)


RE_5_BDProdução: 2012
Duração: 97 min.
Direção: Paul W. S. Anderson
Elenco: Milla Jovovich, Sienna Guillory, Michelle Rodriguez, Oded Fehr, Li Bingbing, Boris Kodkoe, Johann Urb, Robin Kasyanov, Kevin Durand, Colin Salmon, Ofilio Portillo, Shawn Roberts, Aryana Engineer
Vídeo 3D: 2.40:1 (1080p/MVC MPEG-4)
Áudio: Inglês, Português (DTS-HD Master Audio 5.1), Espanhol, Tailandês (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Chinês, Coreano, Malaio, Tailandês
Região: A, B, C
Distribuidora: Sony
Discos: 2 (50GB)
Lançamento: 17/04/2013
Cotações: Som: ***** Imagem: ***** Filme: ** Extras & Menus: **** Geral: **** 

SINOPSE
O letal vírus T da Umbrella Corporation continua devastando a Terra, criando mutações mortais e transformando a população global em legiões de mortos-vivos. A última esperança da raça humana, Alice (Milla Jovovich), desperta dentro da mais clandestina instalação de operações da Umbrella e descobre mais sobre seu misterioso passado, a cada passo dentro do complexo. Sem um porto seguro, Alice continua a caçar os responsáveis pela contaminação – uma perseguição que culminará em uma revelação que a forçará a repensar tudo aquilo que ela acreditava ser verdade. Ajudada por novos e velhos aliados, Alice deve lutar para viver o suficiente para conseguir escapar de um mundo hostil no limite da destruição.

COMENTÁRIOS
Se em RESIDENT EVIL 4: RECOMEÇO, o diretor e roteirista Paul W. S. Anderson descobriu as maravilhas do 3D nativo, mas ainda assim tentou elaborar uma história minimamente coerente, neste RESIDENT EVIL 5: RETRIBUIÇÃO ele decidiu chutar o balde de vez, concentrando-se apenas nas cenas de ação “animais”. Em consequência, temos aqui o capítulo mais caro da franquia, de elevadas qualidades técnicas, mas com um fiapo de trama que não se esforça minimamente para ser coerente.

RE_1356479258_2

O vilão Wesker (Shawn Roberts), após ser traído pela Inteligência Artificial Rainha Vermelha, resolve aliar-se à sua inimiga mortal Alice (Milla Jovovich), que está aprisionada em uma enorme base secreta da Umbrella, enviando a agente Ada Wong (Li Bingbing) para ajudá-la a escapar. Ambas deverão passar por ambientes que reproduzem algumas capitais do mundo (Tóquio, Nova York, Washington e Moscou, basicamente fases de um videogame), tendo em seu caminho hordas de zumbis e outras monstruosidades, além de clones de personagens vistos em filmes anteriores, até encontrarem a equipe de resgate liderada por Leon S. Kennedy (Johann Urb). Para complicar a vida de Alice, Jill Valentine (Sienna Guillory), sua aliada em RESIDENT EVIL 2: APOCALIPSE, sofreu uma espécie de lavagem cerebral e está no comando das forças da Umbrella.

Apesar de um início até promissor, onde acompanhamos a rotina familiar de uma clone de Alice, que mora em um ambiente suburbano com seu esposo (Oded Fehr) e sua filha (Aryana Engineer), essa trama rasa e cheia de furos serve apenas para justificar uma série de frenéticas sequências de ação embaladas por um eficiente 3D, mas que logo cansam o espectador por seu exagero e repetição. O filme sem dúvida seria muito melhor se tivesse apenas umas três ou quatro delas espalhadas ao longo de toda a sua duração, e investisse o tempo restante criando pelo menos um pouco de suspense e explorando melhor personagens preferidos dos fãs dos jogos originais, como Leon e Ada. Mas exceto por Alice, que adota uma clonezinha surda (!?) para proteger dos monstros, os demais personagens são unidimensionais, e os diálogos, rapidamente por eles disparados entre as sequências de ação, são primários.

RE_1356479258_3

RESIDENT EVIL 5: RETRIBUIÇÃO, apesar de ter sido o título mais rentável da franquia, é o seu ponto mais baixo, mas poderá até divertir quem gosta da mistura de ação 3D com mulheres gostosas e não se preocupa com a falta de lógica da história. Como os capítulos anteriores, termina com um gancho para o próximo e, ao que consta, último filme – que sim, será novamente escrito e dirigido por Anderson. Gancho, aliás, que combina com o exagero e a falta de cérebro de tudo que lhe antecedeu e que faz tremer só de pensar no que vem por aí.

SOBRE O BD
Méritos (ou falta deles) à parte, é inegável que RESIDENT EVIL 5: RETRIBUIÇÃO é uma produção tecnicamente apurada, e isso fica bem evidente nesta edição em Blu-ray 3D, que traz o filme também em versão 2D. Rodado em 3D com câmeras Red Epic, o longa recebeu uma impecável transfer 1080p que preserva a proporção original de tela 2.40:1. Já a partir da cena de abertura, rodada de trás para frente e em câmera lenta (Paul W. S. Anderson deve mesmo ser um gênio incompreendido), somos atingidos em cheio pela excelência da apresentação visual. Mesmo com uma miríade de elementos e fundos CGI em movimento, a imagem sempre se mantém cristalina e impecavelmente nítida, com cores firmes e vibrantes. Tons de pele são acurados, pretos são profundos mas com grande detalhe de sombras e nada de black crush. O contraste é perfeitamente equilibrado, e mazelas digitais como artefatos, banding e macroblocking inexistem. Pessoal, é material de demonstração o tempo inteiro.

RE_1356479363_1

O mesmo pode ser dito com relação à experiência 3D, que mesmo levemente mais escura (característica técnica inerente ao formato) mantém o nível de detalhes, o contraste perfeito e as cores brilhantes. O crosstalk típico da maioria dos BDs 3D, se presente, não foi percebido. A imagem sempre apresenta um senso de profundidade forte e consistente, criando uma convincente ilusão de distanciamento entre os objetos. Durante as muitas cenas de ação, balas e fragmentos virão em sua direção. Apesar disso, e ao contrário de RESIDENT EVIL 4, nota-se que Anderson evitou constantemente jogar objetos no espectador, optando por uma experiência 3D mais balanceada. Se peca pelo conteúdo, pelo menos na forma RESIDENT EVIL 5 é um filme vitorioso, sendo material de referência também em terceira dimensão.

Ombro a ombro com a experiência visual, a faixa de áudio em inglês (e português!) DTS-HD Master Audio 5.1 é de cair o queixo, e imagino como ela seria em 7.1. Se você assiste ao filme em 3D, as faixas lossless são o detalhe final para criar uma experiência 100% imersiva e envolvente. Desde o início você é cercado por sons que chegam de todos os canais, e quando a ação efetivamente começa, os graves avassaladores farão tremer seus ossos. A mixagem traz balanço e equalização perfeitos, com altas frequências dinâmicas. Os diálogos sempre soam claros, mesmo em meio ao caos auditivo os efeitos sonoros não se confundem, e ainda por cima é possível ouvir perfeitamente a trilha musical com grande fidelidade. Sem dúvida, temos aqui uma das melhores mixagens em alta definição do mercado. As opções de áudio são completadas com dublagens lossy (Dolby Digital 5.1) em espanhol e tailandês. As várias opções de legendas incluem o nosso português, e os menus principal (animado) e pop-up foram todos traduzidos.

RE_1356479364_3

EXTRAS
Os extras do BD 3D de RESIDENT EVIL 5: RETRIBUIÇÃO agradarão aos fãs da série, mas poderiam incluir pelo menos parte do que foi disponibilizado na internet antes da estreia do filme, em especial os divertidos vídeos de bastidores feitos por Milla Jovovich. Boa parte do material presente aqui é desbragadamente tendencioso, e chega a ser divertido ver a rasgação de seda mútua entre o sortudo diretor Anderson e sua estrela Jovovich, que estão casados desde o primeiro RESIDENT EVIL. Parte dos extras está no próprio disco do filme, com o restante ficando concentrado em um disco adicional. Como é de praxe nos lançamentos da Sony, tudo está em alta definição e foi traduzido / legendado em português, inclusive os comentários em áudio.

Disco 1 (Filme e Extras 3D)

  • Comentários em áudio – Temos duas faixas de comentários: na primeira, mais divertida, temos o diretor Paul W.S. Anderson e os atores Milla Jovovich e Boris Kodjoe, que interpreta Luther West; já na segunda Anderson retorna, mas acompanhado do produtor Jeremy Bolt. Ambos abordam de forma mais detalhada os variados aspectos de produção;
  • Cenas Eliminadas e Estendidas (13 min.) – Cinco cenas estendidas (não muito diferentes das que acabaram na montagem final) ou eliminadas (quase todas refilmadas para serem inseridas em outros pontos do longa), que podem ser assistidas em sequência ou separadamente (detalhe: em 3D);
  • Erros de Gravação (5 min.) – Divertida coletânea de erros de gravação (também em 3D), a maior parte centrada em Milla Jovovich;
  • Trailers – Prévias 3D de O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA, HOMENS DE PRETO 3 e ANJOS DA NOITE: O DESPERTAR.

RE_1356479364_5

Disco 2 (Extras 2D)

  • Projeto Alice: Banco de Dados Interativo – Uma base de dados relativa a personagens e criaturas vistos nos cinco filmes. Inclui informações em texto e vídeos;

A seguir temos uma série de featurettes que, se assistidos em conjunto, formam um documentário “making of”:

  • Mestre de Evil: Dirigindo RESIDENT EVIL 5: RETRIBUIÇÃO (8 min.) – Segmento dedicado ao “criativo e visionário” diretor / roteirista Paul W.S. Anderson. Inclui cenas de bastidores dele e da esposa no set, com seus filhos. Definitivamente Anderson não tem do que se queixar da vida, já que comanda uma franquia lucrativa e ainda por cima é marido de Milla. Que inveja!;
  • Aprimorando Alice (7 min.) – Como o título indica, o featurette é dedicado à personagem Alice e seu desenvolvimento ao longo da série. Sem surpresa, a presença dominante é Milla Jovovich;
  • Resident Evil: Reunião (10 min.) – Os atores que interpretaram personagens que morreram em filmes anteriores (Colin Salmon, Michelle Rodriguez, Oded Fehr) falam sobre o seu retorno no quinto filme. Também há espaço para personagens dos jogos que fazem sua estreia cinematográfica, como Barry (Kevin Durand), Leon (Johann Urb) e Ada (Li Bingbing);
  • Projeto e Construção: O Mundo de RESIDENT EVIL 5: RETRIBUIÇÃO (9 min) – Segmento dedicado a aspectos relativos à concepção visual do filme, como desenho de cenários e efeitos visuais;
  • Mortos Vivos: As Criaturas de RETRIBUIÇÃO (7 min.) – Aqui a atenção se volta para os zumbis e criaturas monstruosas do filme. Como bem aponta Anderson, “os zumbis evoluem”;
  • Dublês de Resident (6 min.) – Featurette dedicado à preparação e coreografia das cenas de luta. Anderson fala sobre um aspecto interessante, o de como a coreografia de lutas em 2D difere da que é empregada em 3D. Jovovich ressalta como o contato real durante as lutas é importante para dar realismo a essas cenas em 3D;
  • Código: Mika (6 min.) – O objeto do ultimo segmento é a atriz japonesa Mike Nakashima, que na introdução de RESIDENT EVIL 4 interpretou a primeira infectada pelo vírus T em Tóquio, e que Anderson fez questão que retornasse no quinto filme.

RE_1356479364_6

Jorge Saldanha

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s