silcd1397Música composta por Howard Shore. The City of Prague Philharmonic Orchestra regida por Nic Rayne, Evan Jolly
Selo: Silva Screen
Catálogo: SILCD 1397
Lançamento: 26/02/2013
Cotação: ****

Colaborador de longa data do diretor David Cronenberg, o canadense Howard Shore sabe como diversificar seu dinamismo, e sob esse ângulo não há ninguém como ele. Seu trabalho pode ser ouvido também em filmes diversos de outros diretores, como Seven, O Silêncio dos Inocentes, Gangues de Nova YorkO Fim da Escuridão (EUA) e Os Infiltrados.

Como mencionado acima, a principal característica delineada de Shore é a dinâmica, e ele também tende a uma construção que faz com que você tenha que ouvir a mesma faixa algumas vezes para perceber todos os seus elementos. Mesmo quando você espera alguma coisa, há uma sutileza que pode transformar uma pequena linha em uma luxuriante faixa repleta de cores e brilho. Desnecessário dizer que, se você fizer um gráfico da faixa, nunca haverá uma linha reta, mas sim muitas “montanhas” que parecem adequadas aos propósitos da saga do Anel.

Avaliando esta coletânea como um todo, há uma diferença interessante entre a abordagem da música de O Hobbit e a da Trilogia O Senhor dos Anéis. A primeira é mais espontânea, enquanto a segunda é mais elaborada. Há apenas três faixas de O Hobbit, as demais vem dos filmes da trilogia. Em qualquer caso Howard Shore emprega muito crescendo / morendo e manipula diferentes mudanças de assinaturas de tempo / ritmo nas mesmas composições.

Um bom exemplo é “The Bridge Of Khazad Dum” de A Sociedade do Anel. Não há apenas um senso de magia, mas também de pureza que é bem ressaltado quando as cordas se sobrepoõem aos demais instrumentos (em rilievo), demonstrando superioridade mas ao mesmo tempo uma ingenuidade que acaba levando ao virtuosismo.

Virtude e coragem são essencialmente os temas por trás de todas as composições, levadas pela primorosa interpretação da The City of Prague Philharmonic Orchestra, que lhes dá cores e esplendor como em “Over Hill” e “A Thunder Battle”, de O Hobbit.

Em suma, o trabalho de Shore é um “must” para qualquer compositor iniciante, e também para aqueles já consagrados mas que gostariam de percorrer territórios diferentes.

Faixas:

1. Over Hill (“The Hobbit: An Unexpected Journey”)
2. A Thunder Battle (“The Hobbit: An Unexpected Journey”)
3. Dreaming of a Bag End (“The Hobbit: An Unexpected Journey”)
4. The Fellowship (“The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring”)
5. The Prophecy (“The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring”)
6. Concerning Hobbits (“The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring”)
7. The Shadow of the Past / A Knife In The Dark (“The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring”)
8. The Bridge of Khazad Dum (“The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring”)
9. The Riders of Rohan (“The Lord of the Rings: The Two Towers”)
10. Evenstar (“The Lord of the Rings: The Two Towers”)
11. Forth Eorlingas / Isengard Unleashed (“The Lord of the Rings: The Two Towers”)
12. Hope and Memory / Minas Tirith (“The Lord of the Rings: The Return of the King”)
13. The White Tree (“The Lord of the Rings: The Return of the King”)
14. Twilight and Shadow (“The Lord of the Rings: The Return of the King”)
15. The Fields of Pelennor (“The Lord of the Rings: The Return of the King”)

Duração: Não informado

Atila Almeida
Anúncios