et_BDE.T. THE EXTRATERRESTRIAL
Produção: 1982
Duração: 114 min.
Direção: Steven Spielberg
Elenco: Dee Wallace, Henry Thomas, Peter Coyote, Drew Barrymore, Robert MacNaughton, C. Thomas Howell
Vídeo: 1.85:1 (1080p/AVC MPEG-4)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 7.1), Português, Espanhol (DTS 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol
Região: A, B, C
Distribuidora: Universal
Discos: 2 (1 BD 50GB, 1 DVD 9)
Lançamento: 25/10/2012
Cotações: Som: **** Imagem: **** Filme: ***** Extras & Menus: **** Geral: ****

SINOPSE
O garoto Elliott (Henry Thomas) vive em um subúrbio da Califórnia com sua mãe recém separada (Dee Wallace), seu irmão mais velho (Robert Mcnaughton) e a irmã caçula (Drew Barrymore). Uma noite ele encontra o que ele pensa ser um animal em sua garagem, que o assusta. Mas na madrugada seguinte ele descobre que a criatura é, na verdade, um alienígena bonzinho deixado para trás por seus semelhantes, quando caçadores de OVNIS do governo chegaram muito perto da sua nave. O garoto decide, com a ajuda dos irmãos, ajudar o pequeno E.T. a voltar para casa, enquanto o esconde da sua mãe e tem de lidar com uma perturbadora conexão mental que se estabelece entre ambos, que faz com que um sinta as e sensações e emoções do outro. Em paralelo, as investigações dos agentes do governo para encontrar E.T. os levam cada vez mais para perto da casa de Elliot.

COMENTÁRIOS
Parece mentira que já fazem mais de 30 anos desde que, em 1982, o mundo foi tomado de assalto pela terna ficção-científica de Steven Spielberg E.T. – O EXTRATERRESTRE. Fazia tempo que não a assistia, a última vez foi quando do lançamento em DVD da edição de 20º aniversário – há dez anos, portanto! E como comprovaram meus olhos úmidos durante sua inesquecível conclusão, E.T. ainda preserva a qualidade de fascinar crianças e emocionar adultos (e vice versa), de um modo que nenhum outro filme para a família, até hoje produzido, é capaz de fazer.

et_the_extra-terrestrial_12

Apesar de tudo o que veio a seguir na carreira de Spielberg, este ainda continua a ser seu filme mais autoral, pessoal. Na verdade é a extensão de um projeto iniciado com CONTATOS IMEDIATOS DO TERCEIRO GRAU (1977), primeiro longa no qual Spielberg exerceu a liberdade criativa conquistada pelo grande sucesso de TUBARÃO (1975). Spielberg, com o inestimável auxílio da roteirista Melissa Mathison, pôde levar às telas seu sonho de criança (sem dúvida partilhado por muitas outras, dos 8 aos 80 anos), e que não é muito fácil de traduzir em palavras – ele tem de ser visto e, especialmente, sentido.

No filme o próprio Spielberg se faz representar por dois personagens – em versão criança por Elliot e em versão adulta pelo personagem de Peter Coyote, que apesar de quarentão e de trabalhar para o sistema, ainda guarda no coração a capacidade de se maravilhar com o desconhecido e o extraordinário. Essa ideia, permeada pela busca da paternidade perdida (recorrente na maior parte da obra do cineasta) é conduzida à perfeição por Spielberg, que conseguiu obter atuações soberbas de seus atores mirins e mesmo do E.T., que conforme a cena era um boneco animatrônico criado pelo falecido mestre Carlo Rambaldi, ou uma fantasia vestida por pessoas pequenas e um garoto sem pernas.

et_the_extra-terrestrial_19

O longa nos traz vários momentos inesquecíveis e poéticos: a abertura onde E.T., fascinado com a flora de nosso planeta, afasta-se da nave; a perseguição e o abandono; o primeiro encontro do extraterrestre com Elliot; Elliot no colégio, sob a influência de E.T., libertando os sapos e dando seu primeiro beijo em uma colega de classe; no Halloween, o encontro de E.T. com uma criança fantasiada de Yoda; o voo da bicicleta em frente à Lua; e muitos mais. E todos esses momentos são realçados pela arrebatadora e oscarizada trilha sonora de John Williams, uma obra-prima que consegue se destacar na carreira do veterano compositor, repleta de grandes trabalhos.

Em 1982, para comemorar o 20º aniversário do filme, Spielberg relançou o filme em uma versão não somente remasterizada, mas onde as expressões faciais de E.T. foram digitalmente aperfeiçoadas, o boneco animatrônico foi substituído em uma cena por uma réplica em computação gráfica, e o que causou mais polêmica – as armas dos agentes do governo que perseguiam Elliot e E.T. foram substituídas por walkie-talkies. Anos depois o diretor declarou-se arrependido dessas mudanças, provavelmente feitas no embalo das mexidas que seu amigo George Lucas estava fazendo na trilogia original de STAR WARS. Tanto que agora, em seu relançamento em Blu-ray, a única versão do filme incluída foi a originalmente exibida nos cinemas.

et_the_extra-terrestrial_20

SOBRE O BD
O Blu-ray de E.T. – O EXTRATERRESTRE é mais um lançamento comemorativo da Universal, e não apenas dos 100 anos do estúdio, mas também dos 30 anos de lançamento do filme. Infelizmente, em termos de embalagem, ele não recebeu por aqui o mesmo tratamento dado a TUBARÃO, também do diretor Steven Spielberg. Assim, o nosso estojo HD Case duplo ganhou uma luva de cartolina plastificada (pelo menos isso), mas o livreto da edição norte-americana, similar ao de TUBARÃO, foi excluído. Acompanha o BD a versão em DVD (estranhamente não creditada na embalagem), cujo disco também inclui a cópia digital do filme – para mim, ambas dispensáveis (sugestão: se você tem o DVD com a versão dos 20 anos, faça uma “gambiarra”). Pelo menos no conteúdo, o BD nacional é idêntico ao norte-americano, com a vantagem de ter legendas e dublagem em português.

Apesar de E.T. não ter recebido uma nova restauração quadro a quadro, nos moldes da que foi feita no já citado TUBARÃO, nota-se que a remasterização, a partir dos elementos originais em 35MM, foi caprichada. A transferência 1080p/AVC MPEG-4, na proporção original de tela 1.85:1, mostra uma imagem livre de imperfeições e que impressiona pela nitidez e elevado detalhamento. O nível de preto é sólido, os tons de pele são realistas e a paleta de cores é quase sempre vibrante. A granulação fílmica original foi preservada (em algumas cenas até um pouco acima do desejável), o que indica a inexistência do nefando DNR. No entanto a nova transferência em alta definição ressalta os recortes nas cenas de efeitos visuais, e em alguns momentos as montagens ficaram bem ruins. Mas não dá para esquecer que está sendo aqui preservada a apresentação original do filme, com todas as suas qualidades e defeitos – e que se não é tão impressionante quando a de TUBARÃO, indiscutivelmente é a melhor que E.T. já recebeu em qualquer formato.

et_the_extra-terrestrial_21

Dentre as opções de áudio disponíveis, o destaque sem dúvida é a faixa sem perdas DTS-HD Master Audio 7.1 original em inglês. Ela beneficia a icônica trilha sonora de John Williams, ainda que em momentos mais sutis (como nas cenas iniciais na floresta) tive de aumentar o volume do meu receiver, já que aparentemente a música foi mixada em um nível menor que o desejado. Além disso, até por ser uma mixagem com oito canais, ela não impressiona tanto como deveria, por originar-se de um upscale da antiga mixagem original Dolby com dois canais. Os diálogos sempre soam claros a partir do canal central, e as caixas surround são bem empregadas para reproduzir efeitos direcionais intensos ou mais ambientais, como os dos E.T.s explorando a floresta. Aqui boa parte da mixagem parece inicialmente estar adstrita ao canal central, porém quando os veículos dos humanos irrompem, surpreendendo os alienígenas, o palco sonoro se expande e envolve o espectador. O subwoofer é utilizado modestamente, destacando-se em algumas sequências, como a da decolagem da espaçonave. Adicionalmente temos a mixagem original do cinema, em DTS 2.0, e, entre outras, dublagens em português e espanhol, mesmos idiomas dos menus e legendas.

EXTRAS
Este lançamento em Blu-ray de E.T. – O EXTRATERRESTRE contém a maior parte dos extras do DVD de 20º aniversário, exceto pela introdução de Steven Spielberg, a interpretação ao vivo da trilha sonora com regência de John Williams e a exploração espacial interativa. Além desses extras mais antigos em SD, há material novo em HD, sendo que todos eles possuem a opção de legendas em português.

et_the_extra-terrestrial_35

  • Cenas Excluídas (HD, 3:40 min.) – Temos aqui duas cenas eliminadas, também remasterizadas em alta definição, que faziam parte da edição comemorativa aos 20 anos do filme. A principal sem dúvida é a de Elliot e E.T. no banheiro, que originalmente havia ficado de fora da versão de cinema porque o boneco não funcionara direito. Assim, para a versão de 2002, o boneco do E.T. foi substituído nessa cena por um modelo feito totalmente em computação gráfica. Seria interessante se houvesse a opção de assistir ao filme integrando essas cenas, via branching;
  • Steven Spielberg e E.T. (HD, 12:31 min.) – Nova entrevista com o diretor/co-roteirista, onde Spielberg relembra este que é um dos seus filmes mais pessoais;
  • Os Diários de Bordo de E.T. (HD, 53:38 min.) – Apesar de recém finalizado para o lançamento de E.T. em Blu-ray, este ótimo documentário foi rodado pelo diretor de fotografia John Toll em 1981, durante a produção do filme. Ele nos leva aos bastidores das filmagens e traz uma boa quantidade de depoimentos do elenco e da equipe, sendo dividido em duas partes que podem ser assistidas separadamente ou em conjunto;
  • Uma Retrospectiva (SD, 37:43 min.) – Iniciando os extras originalmente produzidos para o DVD dos 20 anos, temos esta retrospectiva sobre a realização do filme, com entrevistas do elenco e membros da equipe de produção;
  • A Evolução e a Criação de E.T. (SD, 50:16 min.) – Ótimo documentário de Laurent Bouzereau onde Spielberg, equipe e elenco falam sobre o filme, detalhes de produção são mostrados e as modificações digitais da edição especial dos 20 anos são discutidas e analisadas;
  • O Elenco de E.T. Reunido (SD, 17:56 min.) – Em uma conversa descontraída os atores Henry Thomas, Drew Barrymore, Robert MacNaughton, Dee Wallace e Peter Coyote, e o diretor e co-roteirista Steven Spielberg e a produtora Kathleen Kennedy, relembram o filme;
  • A Música de E.T.: Uma Conversa com John Williams (SD, 10:04 min.) – O compositor John Williams fala de sua colaboração com Spielberg, e sobre o desafio que foi reger a orquestra ao vivo durante a première da edição do 20º aniversário;
  • O 20º Aniversário da Estreia (SD, 17:49 min.) – Cenas dos bastidores e trechos da performance de Williams e orquestra perante o grande público, uma amostra do que certamente foi uma noite memorável para os fãs da música de cinema;
  • Designs, Fotografias e Marketing  (HD, 44:21 min.) – Seis galerias de imagens, em formato de slideshow, com arte conceitual e desenhos de Ed Verreaux, Carlo Rambaldi e Ralph McQuarrie. Também inclui uma grande coleção de fotos de produção e de divulgação;
  • Trailers (SD, 2:59 min.) – Encerrando os extras, temos um trailer de cinema e um comercial de TV para as Special Olympics, protagonizado pelo próprio E.T. Ambos estão em SD, e o comercial está com qualidade de VHS.

et_the_extra-terrestrial_31

Jorge Saldanha

Anúncios