269033A ESCOLHA PERFEITA (Pitch Perfect, EUA, 2012)
Gênero: Comédia
Duração: 112 min.
Elenco: Anna Kendrick, Skylar Astin, Ben Platt, Brittany Snow, Anna Camp, Rebel Wilson, Alexis Knapp, Ester Dean, Hana Mae Lee, Kelley Jakle, Wanetah Walmsley, Shelley Regner
Trilha Sonora OriginalChristophe Beck, Mark Kilian
Roteiro: Kay Cannon
Direção: Jason Moore
Cotação***½

O maior mérito de A ESCOLHA PERFEITA (2012) é conseguir transitar por um terreno muito fácil de se fazer algo vergonhoso e xarope e fazer um belo trabalho, capturando o espectador que se deixar envolver não só pela histórias, mas também pelos números musicais a capella. Dirigido por Jason Moore, diretor de musicais da Broadway e de séries de televisão, o filme é bem sucedido não apenas pelos números musicais bem orquestrados (quando essa é a intenção), mas também pela condução dos personagens com leveza.

Anna Kendrick, cada vez ganhando mais espaço em papéis de destaque, é nosso representante na história. Assim como ela, a maioria de nós, espectadores, vê aquelas apresentações a capella e com dancinhas coreografadas como algo um tanto brega e estranho. Mas, aos poucos, mesmo com tantos personagens vistos como caricaturas, como representações, torna-se fácil ser fisgado por aquele universo. Até porque o filme tem um senso de humor muito agradável.

Na trama, apresentando-se como rivais, há o grupo das meninas, as Belas do Barden, e há o grupo dos rapazes, que desde o começo se mostra bem fácil de ser odiado. O grupo das meninas sofre com um acidente feio logo no início do filme: a líder do grupo vomita litros de gosma em cima do público por puro nervosismo. Mas é fácil prever que a personagem de Anna Kendrick, Beca, será a salvação daquele grupo.

Mesmo sabendo mais ou menos que caminho o filme seguirá, com o inevitável sucesso final do grupo das meninas no campeonato, bem como a bem-sucedida união de Beca com o simpático Jesse (Skylar Astin), isso não impede que todo o percurso seja muitíssimo agradável, mesmo para quem não conhece a maioria das canções executadas. Elas não são tão populares quanto as de ROCK OF AGES – O FILME, por exemplo.

Aliás, eu diria até que A ESCOLHA PERFEITA é um filme bem melhor resolvido que ROCK OF AGES. Principalmente pela boa química das garotas. A presença de Rebel Wilson, a gordinha de O QUE ESPERAR QUANDO VOCÊ ESTÁ ESPERANDO e de QUATRO AMIGAS E UM CASAMENTO, atualmente em cartaz, é muito importante para que o filme ganhe em momentos divertidos. Mas há outras atrizes menos conhecidas que também contribuem, como a oriental que fala baixinho, a moça negra lésbica ou a líder loira controladora vivida por Anna Camp (de HISTÓRIAS CRUZADAS). A trama ainda inclui dois comentaristas, interpretados por Elizabeth Banks e John Michael Higgins, que ajudam a tornar a competição vocal ainda mais divertida.

Algumas das canções de destaque do filme são: “Since u been gone” (Kelly Clarkson); “Like a virgin” (Madonna); “Don’t stop the music” (Rihana); “Eternal flame” (The Bangles); “Hit me with your best shot” (Pat Benatar); “Don’t you forget about me” (Simple Minds); “Just the way you are” (Bruno Mars); entre outras.

Ailton Monteiro

Anúncios