Resenha: LAWRENCE OF ARABIA (50TH ANNIVERSARY WORLD PREMIERE RELEASE) – Maurice Jarre (Trilha Sonora)


Música composta por Maurice Jarre. The City of Prague Philharmonic Orchestra regida por Nic Raine
Selo
: Silva America
Catálogo: SILCD 1388
Lançamento: 14/08/2012
Cotação: *****

Lá em 1962, quando Maurice Jarre foi convidado para compor o score de Lawrence da Arábia, ele não era muito conhecido e, na realidade, foi a terceira opção após dois compositores não estarem disponíveis para o trabalho. Evidentemente apressado devido às meras seis semanas para entregar a trilha sonora, o francês Jarre percorreu esse caminho atribulado e mostrou que poderia ter sido a primeira escolha, dado o seu profundo conhecimento da atmosfera do filme. Ele mostrou que podia pegar qualquer cena e criar a atmosfera sonora que imediatamente correspondia com o que estava na tela.

Graças a seu soberbo conhecimento da manipulação dos instrumentos, Jarre foi capaz de colocar o ouvinte dentro de um mundo pleno de mistério e perigo, como na faixa “First Entrance to the Desert”, ou na completa aventura de “In Whose Name Do You Ride?/That is The Desert (The Camels Will Die)”. Desde a primeira nota de cada faixa é possível saber exatamente que tipo de cena é descrita, e foi exatamente por isso que o score ganhou um Oscar: por ser relevante, mais que meramente complementar.

Tratando dos temas, Lawrence of Arabia pode ser considerado como  “a melhor personificação britânica imperial” de um homem que está completamente dividido entre a terra que ele recentemente descobriu e sua pátria distante. Peter O’Toole, sendo ele mesmo um irlandês, soube muito bem expressar a nostalgia do lar e o sentimento de ser expatriado. Tomando todos esses elementos, Maurice Jarre nos revela flamantes temas imperiais impregnados do aroma das colônias britânicas e da Coroa. O conjunto é uma ode aos modos militares da Grã-Bretanha da época, e uma homenagem àqueles que se sentiram exatamente como o personagem de Peter O’Toole.

Comparada à original, esta “versão Tcheca” da partitura dá mais um pouco de profundidade à “elegia barroca das cores da bandeira” que a London Philharmonic Orchestra propiciava ao ouvinte. Se você nunca viu o filme ou ouviu sua trilha, vale a pena aventurar-se por ela. Pode soar um tanto ultrapassada para aqueles não habituados a filmes clássicos, mas é essencialmente um sopro de brisa fresca vinda dos velhos tempos, quando ainda havia muitas e distantes terras para serem  “descobertas”.

Faixas:

1. Overture
2. Main Titles
3. First Entrance to the Desert
4. Night and Stars / Lawrence and Tafas
5. Lawrence Rides Alone / Exodus
6. We Need a Miracle
7. In Whose Name Do You Ride?/ That is the Desert (The Camels Will Die)
8. Mirage / The Sun’s Anvil
9. Gasim Lost in the Desert
10. Lawrence Rescues Gasim / Lawrence Returns with Gasim / The Riding
11. Arrival at Auda’s Camp
12. Bedouin Feast /On to Akaba / Attack on Akaba / Lawrence at the Sea Shore
13. Sinai Desert / After Quicksands / Hutments / Suez Canal
14. A Brilliant Bit of Soldiering – The Voice of the Guns (Kenneth J. Alford)
15. Bugle Call / Lawrence on the Terrace / Intermission
16. Adulation / The Horse Stampede / Faraj Killed
17. Ali Rescues Lawrence / Allenby’s Flattery
18. Assembled Army / Lawrence and His Bodyguard / Arab Theme
19. Military March
20. The End / Play-off Music

Duração: 76:46

Atila Paton

Anúncios

6 comentários sobre “Resenha: LAWRENCE OF ARABIA (50TH ANNIVERSARY WORLD PREMIERE RELEASE) – Maurice Jarre (Trilha Sonora)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s