Resenha: BATTLESHIP – A BATALHA DOS MARES (Filme em Destaque)


BATTLESHIP – A BATALHA DOS MARES (Battleship, EUA, 2012)
Gênero: Ficção Científica
Duração: 131 min.
ElencoTaylor Kitsch, Brooklyn Decker, Alexander Skarsgård, Rihanna, Asano Tadanobu, Liam Neeson, John Pense, Reila Aphrodite, Peter MacNicol, Jesse Plemons, Tadanobu Asano, Beau Brasseaux
Trilha Sonora: Steve Jablonsky
Roteiro
: Erich Hoeber, Jon Hoeber
Direção: Peter Berg
Cotação: * 

A expectativa em torno de BATTLESHIP – A BATALHA DOS MARES (2012) já era baixa. E o filme ainda consegue mostrar que tudo pode piorar quando a intenção dos executivos de Hollywood é só empurrar mais uma produção barulhenta e sem alma para um público pouco exigente. Ou que eles acreditam ser pouco exigente. Com um gordo orçamento de 200 milhões de dólares, o filme de Peter Berg tem apostado nas referências a TRANSFORMERS para atrair a audiência. E, por incrível que pareça, BATTLESHIP consegue ser pior do que os dois primeiros filmes dos carros-robôs gigantes. 

Outra esperança depositada estava na presença de Liam Neeson, ator de prestígio que já deu dignidade a muitas produções de ação. Mas no caso de BATTLESHIP, além de seu papel ser pequeno, é ridículo, como tudo nesta produção. Pelo menos, antes de o filme partir para a ação e os alienígenas genéricos aparecerem no mar, há o interesse amoroso do protagonista (Taylor Kitsch), que aparece no bar no dia de seu aniversário, celebrado com o irmão da Marinha dos EUA (Alexander Skarsgård). A tal moça é a bela Brooklyn Decker, que poderá ser vista no elenco da comédia O QUE ESPERAR QUANDO VOCÊ ESTÁ ESPERANDO. Como se vê, é um time de jovens atores em que Hollywood tem apostado. Como protagonista Taylor Kitsch começou logo com um grande fracasso de bilheteria, JOHN CARTER, e se BATTLESHIP naufragar também, o ator pode ganhar a fama de “pé frio”. 

A trama, baseada no jogo Batalha Naval, é bem simples: objetos voadores não-identificados caem em diversas partes do mundo, causando morte e destruição e uma tropa de navios americanos procura lutar contra a ameaça. O filme logo deixa de mostrar os problemas dos outros países (quem liga pra eles, não é?) e foca no que acontece no mar, especialmente no navio em que está o tenente Alex Hopper, o personagem de Kitsch, que pretende encarar de frente a ameaça desconhecida. Depois de mostrar efeitos visuais à TRANSFORMERS e muito barulho, em certo momento, chega a hora de vermos o visual dos aliens feiosos. Entre uma cena e outra, temos que aguentar as falas monossilábicas e constrangedoras da cantora pop Rihanna, que aqui estreia como “atriz”. Ainda assim, por incrível que pareça, pode ser que BATTLESHIP encontre o seu público.

Ailton Monteiro

7 comentários sobre “Resenha: BATTLESHIP – A BATALHA DOS MARES (Filme em Destaque)

  1. Pois é… o filme é bem razo, não existe uma história e personagens interessantes, o que existe é apenas uma auto afirmação do ego americano “somos heróis porque somos norte-americanos” .

    Curtir

  2. E o ruim é que do jeito que foi feito, ficou uma coisa bem estúpida. Um cineasta como John Ford ou Clint Eastwood enxeria a tela de patriotismo, mas com classe e inteligência. E quanto ao BATTLESHIP, no começo, tem até um personagem que fica tirando onda com os estrangeiros, imitando o seu jeito de falar.

    Curtir

  3. Olha, eu não vi Battleship (e talvez nem veja no cinema), mas uma coisa eu tenho que discordar: Taylor Kitsch não teve culpa pelo infeliz fracasso de John Carter (eu adorei o filme!) A unica culpada desse fracasso é a Disney, por não ter divulgado o filme de maneira correta.

    Curtir

    • Mas eu não disse que ele teve culpa – apenas que alguém poderia chamá-lo de pé frio, de cara sem sorte. Aliás, eu considero JOHN CARTER um belo filme.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s