Produção: 2010
Duração: 146 min.
Direção: David Yates
Elenco: Daniel Radcliffe, Emma Watson, Rupert Grint, Richard Griffiths, Bonnie Wright, Jason Isaacs, Helena Bonham Carter, Ralph Fiennes, Maggie Smith, Tom Felton, John Hurt, Toby Jones
Vídeo: Widescreen Anamórfico 2.40:1 (1080p/MPEG-4)
Áudio: Inglês (DTS-HD Master Audio 7.1), Português, Espanhol, Francês (Dolby Digital 5.1)
Legendas: Português, Inglês, Espanhol, Francês
Região: A, B, C
Distribuidora: Warner
Discos: 2 (50GB)
Lançamento: 18/04/2011
Cotações: Som: ***** Imagem: **** Filme: **** Extras & Menus: ****½ Geral: ****½ 

SINOPSE
Harry, Ron e Hermione estão determinados em sua missão de descobrir e acabar com o segredo da imortalidade e do poder de destruição de Voldemort – as Horcruxes. Fugitivos e sozinhos, os três amigos devem apenas contar uns com os outros, agora mais do que nunca… Mas as Forças das Trevas ameaçam separá-los para sempre.

COMENTÁRIOS
Acho difícil que algum dia a saga de fantasia HARRY POTTER alcance o status de que, tanto na literatura como no cinema, desfruta a trilogia O SENHOR DOS ANÉIS. Mas é inegável que, para um produto de massas, a série possui qualidades que a colocam vários pontos acima da concorrência atual. J. K. Rowling, a partir de seu livro de estreia, criou e desenvolveu uma mitologia fascinante povoada por personagens inesquecíveis – e são os personagens, principalmente aqueles que acompanhamos desde a sua infância e que estão prestes a se tornar adultos, que estão no centro do que há de melhor nas aventuras mágicas e progressivamente mais sombrias de Hogwarts.

A David Yates, que assumiu a direção da cinessérie a partir de A ORDEM DA FÊNIX, coube a missão de conduzir seus últimos capítulos, sendo que este HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE foi dividido em dois filmes. Decisão muito acertada, já que o livro final de Rowling é simplesmente massivo, e espremê-lo em um único longa de duas ou mesmo três horas certamente provocaria a ira dos fãs por não aproveitar boa parte do material. E esta PARTE 1 representa uma significativa melhora em relação ao filme anterior, O ENIGMA DO PRÍNCIPE, que ao omitir partes significativas do livro original acabou caracterizado por seu ritmo lento e final anticlimático. Uma sequência de abertura forte, na qual o Senhor das Trevas Voldemort (Fiennes) e seus Comensais da Morte sacrificam uma professora de Hogwarts, prenuncia o que agora está por vir: eles usarão todo o seu poder maligno para localizar Harry (Radcliffe) e matá-lo.

Felizmente o jovem bruxo não está sozinho, e além dos amigos Ron (Grint) e Hermione (Watson), os sobreviventes da Ordem da Fênix estão dispostos até mesmo a dar suas vidas por ele – o único capaz de enfrentar Voldemort. A divertida cena em que o grupo toma a poção Polissuco para se transformar em réplicas perfeitas de Harry é na mesma medida tocante, ao demonstrar o auto sacrifício em nome da amizade ou de um objetivo maior. Segue-se uma eletrizante perseguição aérea, e nela o espectador sente um verdadeiro senso de perigo que se estenderá pelo resto da produção. A mensagem passada pela morte de alguns personagens queridos é clara – ninguém está a salvo, e nesta guerra, ganhe quem ganhar, haverá perdas irreparáveis.

Outro destaque é a sequência em que Harry, Ron e Hermione, assumindo a forma de três adultos, infiltram-se no Ministério da Magia para obter e posteriormente destruir uma das Horcruxes. Após isso se segue uma espécie de calvário do trio por cenários inóspitos, enquanto eles fogem dos enviados de Voldemort. O roteirista Steve Kloves e o diretor Yates empregam essa longa sequência para bem explorar a amizade dos três, colocada à prova pela Horcrux, que como o Um Anel de O SENHOR DOS ANÉIS exerce uma influência maligna e corruptiva sobre seu portador. O que poderia ser apenas uma série de momentos monótonos acaba se revelando um interessante desenvolvimento dos laços que unem Harry, Hermione e Ron, num segmento muito mais consistente que toda a saga água com açúcar CREPÚSCULO.

HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE – PARTE 1 certamente será melhor apreciado pelos fãs da franquia, e não é recomendado para quem não tenha assistido a nenhum dos filmes anteriores. Fora alguns curtos diálogos e manchetes do Profeta Diário, que fazem referência a eventos de O ENIGMA DO PRÍNCIPE, não há esforço maior em situar o espectador na trama. Porém, com sua estrutura dinâmica e bem construída, prepara de forma exemplar o terreno para a épica batalha em Hogwarts que virá na PARTE 2, que chegará aos cinemas no próximo mês de julho. A espera dos fãs de Harry, finalmente, está acabando.

SOBRE O BD
A edição nacional em BD duplo de HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE – PARTE 1 é idêntica em conteúdo e especificações técnicas à norte-americana, faltando apenas a tradução dos menus principais (animados) e pop-up, que estão apenas em inglês. A única diferença é a cópia digital: enquanto lá ela está num DVD que acompanha os dois BDs, aqui ela deve ser baixada. Em ambos os casos, trata-se de uma inutilidade total.

Quanto à transferência anamórfica 1080p, que emprega o codec MPEG-4 e preserva a proporção original da tela (2.40:1), ela é virtualmente perfeita. Artefatos, ruídos e filtros digitais (exceto pelos empregados na própria produção) simplesmente inexistem. As cores são via de regra dessaturadas e, a exemplo de O ENIGMA DO PRÍNCIPE, a imagem é predominantemente escura, felizmente com pretos sempre consistentes e o nível de detalhes elevado o tempo todo. Você deve estar então se perguntando porque a imagem não recebeu em minha avaliação a nota máxima. Resposta: porque ela é simplesmente MUITO escura, e mesmo as cenas mais claras, à luz do dia, possuem um tom esverdeado ou acinzentado, com as cores tendo raras oportunidades de brilhar (como nos raios azuis e laranja que saem das varinhas mágicas de Voldemort e Harry). Sei que se trata de uma opção estilística do diretor, e não uma falha da transferência digital: mas o fato é que, no que se refere ao vídeo, AS RELÍQUIAS DA MORTE – PARTE 1, a exemplo do filme que lhe antecedeu, não irá deslumbrar ninguém em Blu-ray.

Já a faixa de áudio lossless DTS-HD Master Audio 5.1, original em inglês, é simplesmente soberba e merece a nota máxima. Ela é imersiva, com uma fidelidade excelente que permite discernir os mínimos ruídos nas cenas mais ambientais. Não raras vezes os sons deslocam-se do canal central para os laterais, e de lá para os surrounds. As sequências de ação, como a da perseguição aérea sobre Londres, fazem pleno uso de todos os canais, com o subwoofer liberando ondas de graves potentes. Os diálogos, mesmo nos momentos mais agitados onde têm de competir com efeitos sonoros e música, sempre soam límpidos. Ao contrário do vídeo, é uma faixa de áudio de demonstração, que “brilhará” em seu home theather. Obviamente inferiores, temos opções de dublagens lossy em português, espanhol e francês, todas Dolby Digital 5.1. As legendas estão disponíveis nesses mesmos idiomas.

EXTRAS
A exemplo dos outros filmes da série, HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE – PARTE 1 eventualmente receberá sua Edição Definitiva. Porém, até que ela chegue, este primeiro lançamento em Blu-ray já traz um arsenal poderoso e atraente de extras em seus dois discos, todos em alta definição (HD) e com legendas em português. Como os menus não foram traduzidos mantive os títulos originais:

Disco 1

  • Maximum Movie Mode (168 min.) – O grande destaque entre o material suplementar, este recurso da Warner permite que assistamos ao filme com o ator Jason Isaacs (Lucius Malfoy) e outros membros do elenco e da equipe nos fornecendo muitas informações e curiosidades, abordando diversos aspectos da produção – cenas eliminadas, o visual sombrio da fotografia, etc. Tom Felton (Draco Malfoy) surge de tempos em tempos para ler trechos do livro que se relacionam a determinadas cenas – o que é especialmente esclarecedor para quem não leu o livro original. Esta opção adiciona 22 minutos à duração do filme;

A seguir temos os Focus Pointsfeaturettes do Maximum Movie Mode que podem ser assistidos diretamente via menu, em conjunto ou isoladamente:

  • The Last Days of Privet Drive (2 min.) – Pequeno featurette sobre as últimas filmagens na casa dos pais adotivos de Harry, e a despedida da família Drusley da série;
  • Hagrid’s Motorbike (4 min.) – Featurette sobre a cena em que Harry e Hagrid voam na moto encantada. Vemos os efeitos visuais empregados, e sabemos que nada menos que sete velhas motos foram usadas para diferentes tomadas;
  • Magical Tents! (2 min.) – Os desenhistas de produção falam sobre as diferentes tendas criadas para o filme, como a maior de todas, vista na cena do casamento;
  • Death Eaters Attack Cafe (2:51) – Os dublês nos levam aos bastidores das filmagens da cena do ataque dos Comensais da Morte à cafeteria;
  • Creating Dobby and Kreacher (4 min.) – O anão Warwick Davis nos fala sobre a criação dos elfos domésticos Tobby e Monstro, com ênfase no emprego on set de pessoas pequenas que, na pós-produção, foram substituídas pelos personagens criados em computação gráfica;
  • The Return of Griphook (4 min.) – Davis retorna para falar sobre os diversos personagens que interpretou ao longo da série;
  • BD Live – Não sei porque ainda me dou ao trabalho de listar este recurso de conectividade do Blu-ray, usualmente tão inútil quanto a cópia digital;

Disco 2

Os extras do disco 2 iniciam com outros featurettes de bastidores – Behind The Story:

  • The Seven Harrys (5 min.) – Daniel Radcliffe e técnicos em efeitos visuais falam sobre como foi feita a cena no início do filme, onde os amigos de Harry tomam a Poção Polissuco e se tornam suas réplicas perfeitas;
  • On the Green with Rupert, Tom, Oliver, and James (13 min.) – Os atores Rupert Grint (Ron Weasley), Tom Felton (Draco Malfoy), James Phelps (Fred Weasley) e Oliver Phelpd (George Weasley) jogam uma partida de golfe no País de Gales, celebrando seus 10 anos de amizade;
  • Dan, Rupert, and Emma’s Running Competition (3 min.) – O trio principal fala sobre as várias sequências em que tiveram de correr, especialmente daquela em que tentam fugir dos Sequestradores na floresta, e a competição que fizeram entre si;
  • Godric’s Hollow/The Harry and Nagini Battle (6 min.) – Featurette sobre as filmagens no set de Godric’s Hollow, e o subsequente confronto entre Harry e a cobra de estimação de Voldemort, Nagini;
  • The Frozen Lake (4 min.) – Bastidores da cena do lago gelado, onde Harry é quase estrangulado pelo medalhão de Voldemort;

Após os featurettes, seguem-se mais alguns extras:

  • Exclusive Deathly Hallows Part 2 Sneak Peek (4:24 min.) – Após uma introdução do diretor e dos produtores, temos uma cena completa de AS RELÍQUIAS DA MORTE – PARTE 2, com Harry e Ollivander (John Hurt);
  • Additional Scenes (11 min.) – Oito cenas eliminadas, sendo que algumas delas poderiam muito bem ter permanecido na montagem final – como a que explica porque Ron sempre leva o rádio com ele, e a que mostra um raro momento entre Harry e a Srª. Drusley. De modo geral são cenas que seriam úteis para quem não leu os livros, ajudando a explicar certos objetos e algumas motivações dos personagens. Provavelmente e Edição Definitiva irá utilizar boa parte delas;
  • Harry Potter and the Deathly Hallows Part 1: Behind the Soundtrack (4 min.) – Featurette dedicado à importância da eficiente trilha sonora composta pelo francês Alexandre Desplat, que assumiu a função exercida nos dois filmes anteriores pelo inglês Nicholas Hooper e que também será responsável pela música da Parte 2. Alguns produtores e o próprio compositor dão seu depoimento;
  • The Wizarding World of Harry Potter – Promotional Trailer (6 min.) – Vídeo promocional do novo parque temático da Universal em Orlando, dedicado a Harry Potter. Mostra cenas da inauguração do parque, com a participação do elenco principal da saga.
Jorge Saldanha
Anúncios