INVICTUS (Invictus, EUA, 2009)
Gênero: Drama
Duração: 134 min.
Elenco: Morgan Freeman, Matt Damon, Tony Kgoroge , Patrick Mofokeng, Matt Stern
Compositores: Kyle Eastwood, Michael Stevens
Roteirista: Anthony Peckham
Diretor: Clint Eastwood

Qual a receita para ser um diretor de sucesso?
Primeiramente, atingir um público que a ele será fiel e também conquistar a cada dia novos espectadores. 

Clint Eastwood foi ator e há um bom tempo vem desempenhando o papel de diretor – sem errar a mão. Consegue tratar de temas delicados como eutanásia  e justiça com as próprias mãos com a mesma classe que consegue transformar uma história real em um belo e despretensioso filme.

A nova obra de Eastwood – Invictus, que estreia no Brasil neste dia 29 de janeiro – narra a história de como Nelson Mandela (MORGAN FREEMAN) uniu forças com o capitão da equipe de rúgbi da África do Sul, François Pienaar (MATT DAMON), para trazer união ao seu país. Apesar de uma história verdadeira, esse pano de fundo (rúgbi) que parece ficção talvez seja a melhor forma de apresentar ao público uma história de conquista e união.

O filme mostra como as diferenças entre brancos e negros, que sempre foram fortes no continente africano, tiveram de ser superadas para que o crescimento de um povo pudesse ser concretizado. E Eastwood, com sua experiência inegável, trata do assunto com muita classe e competência, o que fica fácil quando se tem no elenco figuras como Freeman e Damon. 

A fotografia do filme é simples e sua trilha não chega a ser empolgante. Mas, se o filme perde nesses aspectos, ganha no figurino e na edição. Tenho que confessar que, embora o filme não seja sobre rúgbi, acabei tirando algumas dúvidas que eu tinha no esporte e, mesmo assim, acompanhei a idéia central do diretor. É um filme que trata de união e conta uma história muito bonita de superação e empenho! Portanto, se você gosta de histórias humanas, não perca este mais novo filme de Eastwood.

Já para quem busca apenas diversão e esclarecimento sobre o rúgbi… bem…. posso dizer que esse filme também é feito para vocês. Pois, como na temática do filme, sua história não faz distinção entre pessoas. 

Boa partida… digo, bom filme!

Lucas Vandanezi
Lvandanezi@scoretrack.net

Anúncios